quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Laguna é citada na Lava Jato

A citação consta em documento da Operação Lava-Jato na sua 35ª fase, intitulada Omertà, que indicou possíveis pagamentos de vantagens indevidas da empreiteira Odebrecht.
No caso de nossa cidade, são citados pagamentos indevidos a diversos codinomes tais como “Alemão”, “Figueirense”, “Lagoa”, "Orientador", “Operador local” e “Operador”, provavelmente ligados às obras de retificação e prolongamento do Molhe Sul do porto da Laguna, já que a empresa participou à época do consórcio que realizou as obras.

Edição de hoje do Diário Catarinense traz reportagem sobre o fato. Aqui

Em 2008 neste Blog (em sua 1ª fase), apontei em matéria com fotos o tira e bota pedras nas obras do Molhe Sul. Para ler basta clicar Aqui.

Já em 2010, abordei as ações do procurador federal Celso Três, inclusive com Audiência Pública realizada na Laguna, no plenário da Câmara de Vereadores. Aqui.

Na audiência o procurador Celso Três falou sobre a documentação sobre o caso e que ingressaria com duas ações civis: uma por improbidade administrativa, já que segundo Celso o valor da licitação da obra foi de R$ 19,3 milhões, com execução em três anos. Alguns aditivos depois o valor dobrou e foi para R$ 40 milhões, com um prazo total de nove anos.
A outra ação é para que o problema do calado da barra fosse corrigido, conforme consta do projeto.

O Ministério Público Federal distribuiu um informativo com 100 linhas de problemas levantados pelo procurador.
A Audiência Pública ainda teve brilhante palestra com o engenheiro André Labanoski que utilizou recursos gráficos e de projeção (data-show) para abordar o problema da nossa barra.

Labanoski também entregou ao procurador Celso Três um exemplar do livro de minha autoria “Porto da Laguna – A Luta de Um Povo Traído”, que contém material de pesquisa sobre o nosso famigerado porto.

As duas ações do Procurador foram arquivadas em 2011 por terem excedido o prazo de julgamento.

A verdade é que o povo lagunense, quanto a sua barra e porto, continua sendo traído ao longo dos anos que atravessa séculos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário