quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Quem emBARCA na BARCA?

Desenho da Barca: Marega

Versos (Quadrinhas): Valmir Guedes Jr.

A Barca aguarda no cais
Toda florida e adornada,
Candidaturas derrotadas
Transformadas em marujadas

É uma Barca bonita
Toda pintada nos costados
Traz seu nome na proa:
“A Barca dos Derrotados”.

Samir do Ki-lojão
E das terras de Maomé,
Partiu bom marujo
Mas logo ficou a pé

Tanara sem estrela
cantou vitória primeiro
Seu vermelho virou lilás
no final ficou terceiro

Renato e Felipe
Quase ninguém os abraça
com os votos dos infiéis
não alcançaram a graça

O passageiro Rosinha
Teve seu nome zerado
Entra de vez na barca
Ou terá que seguir a nado

No timão do navio
Vai o Kilica faceiro
E na segurança da barca
Vai o Silva Bombeiro

Denei e Mari Inês 
Que não estavam dentro
Olhavam pro vigilante
ao lado do Michel Bento

Chico do Xavante
A sua Taba não votou
Contou, contou e contou
E no número 85 ficou

Babalu foi bem votada
Num vestido votos pediu
O problema foi receber
apenas um cheque de mil

Com roupinhas de grumetes
Sobem as mulheres a bordo
São as elegantes “barquetes”
Desfilando a bombordo

Nádia as recepciona
E organiza o bailete
entram Cida e Karmensita
Alzira e Elizete

Ana, Daniela e Luíza
também sobem no convés
mais Fernanda e Eliane,
esse baile está dez

Bem no meio do mar
A nossa Barca vai adiante
Já não parece uma Barca
É uma ilha flutuante

Alexandre perninha desistiu
Mas no fim seu número saiu
Vai em pé na barquinha
Levando com ele o balinha

Bem abraçados como irmãos
Mestres da Barca eles são
Barzan e Waldyzinho
Vão juntos no porão

Paulinho da rádio elétrica perdeu
Mas com isso eu concordo
Porque os tripulantes precisam
de um eletricista a bordo

Adilson e Patrick
com o Beto ali perto
escutavam com atenção
o discurso do Correto

Jaco tentou de novo
Na proa ficou em pé,
Pensando onde estariam
os votos do Preto e do Parobé?

Fábio farmacêutico
Vai receitar muito doril
Pra marujada enjoada
a opção é o plazil

Casimiro teve um sonho
De mau gosto e sem jeito
Em vez de vereador
Tinha sido eleito prefeito

O Lezo tentou de novo
vai subir na embarcação
Lá no mar verá ao longe
O tamanho do ondão

Bem votado o Tavinho
 embarcou de fininho
Pra não ser reconhecido
disfarçou-se de Vilsinho

Havia muitos doutores
em busca de uma vaguinha
O leitor ignorou e mandou
todos pra barquinha

E o Ronaldo Boca
Que é professor renomado
Vai ter que dar mais aulas
Pra arranjar um trocado

Barreiros locutor da Barca
Faz um último chamado
Quem não estiver a bordo
Vai ter que seguir a nado

Fotógrafo oficial da Barca
Elvis juntou o populacho
mandou todo mundo sorrir
e fez o retrato, só acho!

Ao som do “Cisne Branco”
Para algum porto distante
Leva o insígne-partinte,
Deixando o insígne-ficante...

Desejamos à nobre tripulação
bom descanso e regresso
e que no ano de 2020
todos tenham sucesso!

BOA VIAGEM...

5 comentários:

  1. Pois é amigo Valmir. Cumprimentos por teus versos estampados acima. A BARCA foi ao ar, iniciativa do Nelson Almeida que encomendou ao lembrado Osmar Cook sua formação para ir ao ar na nossa antiga Difusora. O maior trabalho era dos controladores de som para colocar no ar os efeitos sonoros programados.Além disso a preocupação da gravação, o programa que ia ao ar ao meio dia seria reprisado, após. O cuidado era não deixar arrebentar o fio de aço, magnético do gravador. Era um Webster Chicago e o sistema tinha uma velocidade bem alta, qualquer descuido o trabalho ia "pro" espaço e ai vinha as ameaças do Nelson que não permitia que isto acontecesse, dai... (Carlos Araujo Horn)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!!!Inteligência,bom humor e criatividade.

    ResponderExcluir
  3. faz parte da democracia os descobridores do Brasil também chegaram e foram embora de barco

    ResponderExcluir