Blog do Valmir - Laguna

Blog do Valmir - Laguna
E-mail: valmirguedes@yahoo.com.br Fone: (48) 9957-3954

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Excesso de conservadorismo?

Ontem a empresa Confer interrompeu suas obras na rua Raulino Horn. Motivo? As festas religiosas de Corpus Chisti e Santo Antônio dos Anjos que se avizinham. Só retorna após as festividades. É o que soube extraoficialmente. Outra informação que chega é que as obras não serão reiniciadas enquanto o trecho já começado não for concluído.

As demais empreiteiras continuam trabalhando.
Mas peraí, cá pra nós. Ainda faltam alguns dias, Corpus Christi é dia 4 e a procissão no dia 14. Por que não aproveitar o tempo bom que está reinando?

E não seria possível fazer um trajeto alternativo nos dois casos? Descendo pela rua Treze de Maio e vindo pela Gustavo Richard e subindo, aí sim, a Jerônimo Coelho? Ou em torno do Jardim? Ou descendo pelo calçadão?
Quais os problemas nessas rotas?
A não alteração somente este ano do trajeto não seria considerado um excesso de conservadorismo?

Com certeza nosso padroeiro não se oporia, até porque as obras estão sendo feitas em melhorias à cidade, despoluindo justamente as águas da Lagoa que leva seu nome.

Pior são os buracos, as montanhas de paralelepípedos, areia, calçadas quebradas. Isso sim além de enfear o trajeto oferece risco aos fieis que por ali passarão, até porque a maioria é idoso.
Se realmente passar por ali, o que duvido, cuidado ao levarem o Santíssimo e o andor!

ACIL e CDL ainda não se manifestaram, pelo que sei, mas se continuar nesse ritmo, com essas interrupções, dificilmente o trajeto fica pronto antes do Natal.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Na sessão de ontem, vereador Kek falou mais que o “homem da cobra”

Antigamente existia um vendedor de unguentos, pomadas, etc., que para vender seus produtos em praças, rodoviárias, ruas e esquinas movimentadas, colocava no chão uma velha mala.

Enquanto apregoava as qualidades medicinais da pomada que comercializava prometendo curar todos os males – de cobreiro a dor de cabeça, de bicho-de-pé, passando por hemorroida ao reumatismo - ele atiçava a curiosidade das pessoas. 
E como fazia isso?

Afirmava que o produto havia sido extraído de uma cobra lá dos confins da Amazônia e que ela, a cobra, estava ali dentro da mala e ele ia mostrá-la.

Para isso ficava intermináveis minutos, às vezes horas no lengua-lengua, falando sem parar. E só mostrava a dita cobra (epa!) bem depois, no final, quando já havia vendido muitos produtos.

Enfim, poderíamos dizer que era uma baita jogada de marketing que nos dias atuais não daria muito certo, até porque todo mundo já conhece cobras de todo tipo e tamanho (epa! epa!).
Bem por isso o povo, espirituoso, logo passou a usar a expressão "Parece o homem da cobra", para quem fala muito e sem parar .

Ontem, Kek virou o "homem da cobra"
Pois na sessão de ontem, o vereador Kleber Lopes Rosa (Kek) (PP) encarnou o “homem da cobra” e no Grande Expediente falou sem parar por quase meia-hora.
O regimento interno da Casa permite até 10 minutos, mas o presidente Roberto Alves (PP), certamente gostando do discurso, deixou rolar a cantilena.

E o que de importante o Kek falou? Muita coisa. Defendeu, criticou, argumentou, fez acusações. Um verdadeiro desabafo como fazia no início de seu mandato lá nos primeiros meses de 2013. 
Terá voltado àqueles momentos neófitos e que fazia o maior sucesso da tribuna, com seu jeito espontâneo de ser?

Anotei algumas frases e elas vão entre aspas porque reproduzidas fielmente. Com a palavra o vereador Kek:


“Muita culpa da situação das creches da Vila Vitória e CAIC é das diretoras. Há muita gente sem qualificação”.

“O fiscal do prefeito, o cara que mais ajuda hoje o prefeito é o Elvis Palma, que fotografa e bota no Facebook”.

“Só nos dois primeiros meses deste ano, janeiro e fevereiro, foram gastos R$ 7 milhões na Saúde” e não fecharam ainda março e abril.

“Não sei por que tem secretário que vai pra reunião levando assessora”.

“Se eu fosse o prefeito eu faria uma auditoria em todas as secretarias, em todas elas, e mandava para o Tribunal de Contas, aí nós ia ver”.

“Se eu tivesse poder para tirar alguém da prefeitura e eu não escondo de ninguém, eu tiraria a chefe de gabinete, porque hoje ela está atrapalhando o prefeito”.

“Quero dizer que sou amigo pessoal do prefeito e não tenho medo de dizer”.

"Quando tu bota uma pessoa (secretário) para administrar outras secretarias alguma coisa de errado tem".

“O “seu” Antônio é meu melhor amigo”.

“Já acordei duas vezes com macumba lá em casa”.

"Tenho certeza que muitas dessas coisas o prefeito não sabe".

“Se o vereador Zezinho viu extraterrestre na prefeitura, eu vi fantasmas, pessoas que já foram demitidas  e estão trabalhando”.

E por aí vai...

Para assistir a sessão (1h45m30s) na íntegra e ouvir estes e outros desabafos do vereador Kek que começa a falar aos 55m36s:

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Em Portugal, tal e qual os portugueses

Nosso amigo Renato Souza e sua querida Sônia, atualmente em viagem de férias a Portugal, não se cansam de falar maravilhas daquele país.
A começar pela culinária, conjuntos arquitetônicos, museus, mosteiros, igrejas e o atendimento no comércio.
Renato me diz que o turismo é pra valer, coisa de profissionais da área. Não admira os milhares de turistas que estão por lá.
Ainda ontem apreciou um cozido e um bacalhau aos murros, acompanhados de uma cerveja Sagres. E postou as fotos deixando todo mundo aqui, seus amigos e familiares, com água na boca.

Na foto, o feliz casal em frente ao Palácio Nacional da Pena, em Sintra, considerado uma das sete maravilhas de Portugal.
Chamado também de Castelo da Pena, representa uma das expressões do Romantismo arquitetônico do século XIX no mundo.

Que aproveitem bastante o passeio.

Quebrando a cabeça

Para alguns analistas, depois da perda do seu líder LHS, o PMDB estadual está quebrando a cabeça, com muitos caciques querendo ocupar o lugar. O momento é de cautela no aguardo dos próximos lances no jogo político do governador. Quais serão as peças que ele irá mexer?

No lugar de Colombo, vice vai a Europa

Nas rodas políticas da Capital o que mais se comenta é a desistência do governador Raimundo Colombo em viajar a Europa e em seu lugar ter mandado seu vice. Há bem pouco Eduardo Pinho Moreira reclamou a falta de tinta na caneta. Na verdade disse que lhe faltava até a caneta.

Há quem entenda nas entrelinhas, que com esse gesto Colombo não quer é o vice sentado em sua cadeira. Será?
Já o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) estará na comitiva.

Pinho Moreira representará Santa Catarina na viagem oficial, de 22 a 30 deste mês, a Paris, onde o Estado receberá o certificado de área livre de peste suína clássica, concedido pela pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).
No encontro dos dois, Raimundo e Moreira no último domingo, as fotos distribuídas à imprensa demostram amplos sorrisos.

Privatizações

DC de hoje informando que trecho da BR-101 entre Paulo Lopes (SC) e Osório (RS) entra na lista de privatizações do Governo Federal.
Alguma dúvida que isso ia logo acontecer? Concessão é apenas um eufemismo.
Já vai longe o tempo que o PT era contra privatizações e muita manifestação foi realizada por conta disso por todo o país, inclusive com participação de muitos políticos que hoje estão em cargos lá em Brasília.
E o IPVA continua sendo cobrado. Aliás, para onde vão mesmo o dinheiro dos nossos impostos?

segunda-feira, 18 de maio de 2015

IX Tainhada do Leão foi o maior sucesso

No domingo, 17, o Lions Clube da Laguna promoveu mais uma vez a sua já famosa Tainhada do Leão. Muita tainha frita, assada e recheada fizeram a delícia do almoço, além do pirão de peixe que não pode faltar. Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos lotou.
Parabéns aos organizadores.

Fotos: Facebook  Lions, e deste blogueiro.











“Canções do amanhecer”, no Cine Teatro Mussi encantou

Na noite de sábado, 16, a pedida foi a apresentação (estréia) musical com a cantora Paula Santoro e o violonista Daniel Marques, no Cine Teatro Mussi que recebeu um bom público para o espetáculo "Canções do amanhecer", que encantou a todos os presentes.
O repertório foi em homenagem ao compositor Edu Lobo.

Promoção da Rede SESC de música.

Aniversário II

Na noite de sexta-feira, 15, num clima descontraído, alto astral, Angélica Tasso Borges recebeu familiares e amigos na sede social da AABB, no Mar Grosso, para comemorar aniversário.

Lá estivemos para dar um abraço e beijos de felicidades a querida Angélica, com muitos desejos de saúde e paz. Eis uma mulher batalhadora e de grande coração. Quem bem a conhece sabe disso.
Fotos: Scheila Lindermann e deste blogueiro.

Angélica e Márcio com os filhos.
Com as filhas Ariela e Alexia.
Casal querido.














Aniversário I

Na quinta-feira, 14, dª Ranuzia Lopes Barreiros comemorou seus 84 anos de vida ao lado de familiares e amigos na Pizzaria da Praia, no Mar Grosso.

Que Deus a ilumine sempre. 

Lá estivemos, Julita e eu para abraços e beijos a tia Ranúzia.

Entre os que foram cantar os parabéns a você à aniversariante, estavam Sônia Lopes,
Mariângela, dª Fanny Schiefler Lopes e Cláudio Lopes.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Lions Clube da Laguna convida: IX Tainhada do Leão




XX Costelão Fraterno

Nossos irmãos da Loja Maçonica Fraternidade Josefense convidam para o XX Costelão Fraterno (almoço beneficente) a realizar-se no próximo domingo, 17, no Centro de Eventos Petry, em Biguaçu-SC, a partir das 10h.

Interessados podem adquirir os convites (R$ 60,00 individual) com direito à camiseta, pelos fones (48) 3333-6536 / 9960-3963, com o lagunense Jorge Abrahão, residente na Capital do estado.
Venha e traga a família.

Pinga-fogo na Sessão da Câmara

Ontem durante a sessão da Câmara de Vereadores, aconteceu uma espécie de acareação, um pinga-fogo, com trinta perguntas formuladas pelo vereador Zezinho Siqueira (PT) ao Ouvidor da prefeitura Waldir José de Souza e endereçadas também a fiscais de obras, e vigilância sanitária do município, entre eles Alex de Bem, Rodolfo Godinho, Jadson Fretta e Amanda Dal Molin.
Galerias lotadas, acompanhando atentamente as explicações e esclarecimentos.

Os temas foram lançamentos de editais, expedições de alvarás, etc., para ambulantes, traillers de comidas e bebidas e fiscalizações durante o carnaval de 2015.
Acusações, defesas e alguns esclarecimentos pontilharam as discussões.
Mas ficaram no ar muitas dúvidas. Uma delas foi a queixa dos fiscais quanto ao não acesso a processos administrativos. O que de fato está acontecendo?
Enfim, a sessão, mais o debate, com perguntas e respostas, levou quase três horas. Ou exatamente 2h43m38s.

Quem tiver curiosidade, paciência e tempo para acompanhar a 16ª Sessão Ordinária na íntegra, a própria Câmara já a publicou no Youtube. 
Vejam:

terça-feira, 12 de maio de 2015

Está fora

Titular da secretaria de Administração e Serviços Públicos da prefeitura da Laguna, Oldacir Rech dos Santos certamente se antecipou, e solicitou exoneração desta pasta na tarde desta terça-feira. Portaria com o ato deve ser publicada no Diário Oficial de amanhã.

De última hora - Pode isso Arnaldo?

Na sessão Extraordinária da Câmara de ontem, segunda-feira, estava previsto (Ato nº 011, de 08/05/2015,)  na pauta, pelo menos é o que foi divulgado em e-mail à imprensa, que inclusive recebi,  somente a apreciação do Projeto de Lei Complementar nº 006/15, que trata da Recuperação de Créditos Fiscais – Refis, de autoria do Poder Executivo. Foi aprovado com algumas alterações.

Pois bem. De última hora, causando surpresa a muitos, foi acrescentado à pauta, de autoria da Mesa Diretora, com parecer e tudo, o Projeto de Lei Complementar nº 007/15, que concede revisão geral aos vencimentos dos servidores e subsídios dos vereadores do Legislativo Lagunense. E já foi aprovado em primeira votação. Reajusta os salários de vereadores e servidores pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de maio de 2014 a abril de 2015, em 8,17%.

Nada contra o reajuste, é um direito por Lei. Mas o que se pergunta é: Pode isso Arnaldo, de última hora, aos 46 minutos do segundo tempo incluir à pauta? Não seria o chamado goela abaixo?
Nenhum vereador levantou questão quanto à pauta (um deles me disse que na pauta que recebeu, o tal Projeto de reajuste estava incluído. Outro me confirmou que não sabia da inclusão do Projeto naquela sessão).

Pois o tal Projeto que concede aumento aos vereadores e servidores em 8,17% (chamado eufemisticamente de revisão) já vai a 2º votação na sessão de amanhã. 
Em três dias, em duas sessões. Rapidinho. The Flash.

Ah! se todos os Projetos de interesse do povo fossem iguais a você...

***

Só para saber

O salário mínimo em 1º de janeiro foi reajustado em 8,8%, indo de R$ 724,00 a R$ 788,00.
O cálculo é feito com base no INPC do ano anterior, mais o crescimento do ano retrasado do PIB.

Já para os segurados do INSS (aposentados e pensionistas) o reajuste foi de 6,23% para quem ganha acima do salário mínimo, a partir de 1º de janeiro de 2015.

Bem por isso, essa diferença entre um percentual e outro, com o passar dos anos provoca uma grande defasagem em relação ao mínimo.
Por isso os aposentados e pensionistas se queixam que se aposentaram ganhando x salários mínimos e com o passar dos anos estão ganhando (-)x.

Política & Políticos (II)

Troca-troca
Comenta-se nas rodas políticas que a vice-prefeita Ivete Scopel, hoje no PSD, foi convidada para ingressar no PP.
Convite teria sido feito pelo atual presidente do Legislativo Lagunense Roberto Carlos Alves (PP).
Está propensa a aceitar, certamente de olho nas eleições do ano que vem.
Não esquecer que a troca de partido, por lei, tem que se dar até fins de setembro próximo.

Convites estão sendo disparados
Algumas pessoas estão sendo convidadas para cargos na atual administração. Alguns convites, evidentemente, com vistas a futuras composições nas eleições para 2016. Há recusas.

Pesquisas de opinião
Pesquisas políticas teriam sido encomendadas há algumas semanas na Laguna.
Os resultados, para ser consumidos internamente, depois de tabulados, estão surpreendendo muita gente, inclusive alguns políticos coroados que estavam se achando os reis da cocada preta ou as últimas coca-colas do deserto.

Quem já viu os números diz que as rejeições a alguns conhecidos nomes chegam a 88%.
Alguma surpresa? Não se pode enganar todo mundo o tempo todo. É o que dá somente ouvir os que lhe rodeiam.

Política & Políticos

Troca-troca
Vereador Thiago Alcides Duarte (PMDB) deixou a Câmara para assumir a secretaria de Pesca, Desenvolvimento Rural e Aquicultura, no lugar de Eraldo Cardoso Duarte, seu tio. Em seu lugar no Legislativo assumiu Renato Borges de Oliveira.

"Finho" na Câmara
O ex-vereador e ex-secretário na administração passada do PT, Jefferson Crippa, o Finho, acaba de assumir cargo na Câmara de Vereadores. Indicação teria sido do agora ex-vereador Thiago Duarte.
***
O advogado Gelson Souza assumiu a Procuradoria de Contratos da prefeitura, ele que havia sido Procurador Geral na administração passada.
Falta agora convidar a Tanara, o Célio, o Natanael...

Turismo a três
O comentário desta terça-feira nas rodas políticas é que a secretaria de Turismo passaria a ser comandada por três nomes. A saber: Gil Ungaretti, Marquinhos Faria e Henio (Batatinha) Veículos. Será?
O trio já havia declinado dos convites. Terá mudado de ideia?

Mudanças?
Com a morte de Luiz Henrique da Silveira o PMDB catarinense certamente vai passar por uma reestruturação. Terá que escrever uma nova história, para as eleições municipais do ano que vem e para o governo em 2018.
Não esquecer que a caneta na mão é do governador Raimundo Colombo que tem projeto políticos diferenciados. Deve sobrar até para as secretarias Regionais.

Há quem analise que existe a possibilidade do PT perfilar junto ao PSD para Raimundo fazer o seu sucessor. Seria o atual presidente do TJSC?

sexta-feira, 8 de maio de 2015

O retrato do doutor

Há algumas semanas (ou já serão meses? Sim, meses, constato. Foi no início de fevereiro deste ano) abordei aqui, inclusive com fotos, sobre peças e mobiliários do Museu Anita Garibaldi que ainda se encontram depositados (jogados) nas dependências da Biblioteca Municipal.
Para (re)ler a matéria basta clicar aqui:

A denúncia mereceu inclusive destaque no Grande Expediente da Câmara de vereadores. Vereador Andrey Pestana de Farias (PSD), abordou o fato.
Pois bem. Vocês acham que providências foram tomadas? Que no dia, semanas, meses seguintes as citadas peças e móveis retornaram ao Museu?
Nada disso.
Fossem outros os tempos, ordens seriam dadas e cobranças de responsabilidades seriam efetuadas e imediatamente o desleixo com nossa cultura e história seria sanado.
Mas qual, tudo continua como dantes no quartel de Abrantes, como se diz. A preocupação parece ser somente com grandes obras viárias. A cultura lagunense está esquecida.

Soube que o Iphan notificou a Fundação Lagunense de Cultura quanto à falta de inventários atualizados do Museu e Casa de Anita, além do acervo Garibaldino.
Depois disso, levantamento começou a ser realizado. Infelizmente só agora, passado mais de dois anos e sob notificação e ordens do Iphan, coisa que já poderia ter sido feita no início desta administração.

***

Pois dia desses, ao pesquisar uns livros na Biblioteca Romeu Ulysséa, me deparei com uma pintura numa moldura em cima de um armário, na primeira sala à esquerda de quem entra. Alguns alunos e funcionários presentes à ocasião indagavam quem era o personagem retratado e qual artista plástico o teria pintado.

O quadro pertence ao acervo do Museu Anita Garibaldi, mas continua lá, na Biblioteca, jogado sobre um armário, à exemplo de móveis, como a carteira de 1912, do então Grupo Escolar Jerônimo Coelho, como já abordei aqui.
Pelo estilo, achei que o artista plástico poderia ser o Acary Margarida. Mas não tive certeza.

Fotografei a pintura e mais tarde, em casa, ao ampliá-la na tela do computador, pude confirmar o nome do autor do retrato a óleo e também do retratado. 
Vejamos:
Eis a pintura que se encontra em cima de um armário lá na Biblioteca. Quem seria o retratado?
 

E a assinatura de quem o pintou:

Quem foi Acary Margarida.
Acary Margarida, nasceu em 12 de Novembro de 1907 e faleceu em 11 de Janeiro de 1981, em Florianópolis.
Começou a recebeu noções de desenho e pintura de seu pai, o professor Joaquim Antônio de Oliveira Margarida e continuou sua trajetória como autodidata. Sua mãe chamava-se Guilhermina Margarida.
Com uma família grande (16 filhos) exerceu outras atividades profissionais e foi também desenhista, engenheiro de plantas do Departamento de Portos e Rios de Santa Catarina, cenógrafo e carnavalesco.
O Carnaval foi outra de suas grandes paixões. Fundou em 1939 a Sociedade de Carnaval Vai ou Racha e, em 1948, a Tenentes do Diabo.
Em seguida veio Os Granadeiros da Ilha, com carros alegóricos criados e executados por ele e que se tornaram grande atração. Com seu famoso quadro Pai Jacó, ganhou medalha de Ouro da Associação Paulista de Belas Artes e participou de exposições no Brasil em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, e em Montevidéu no Uruguai.

Durante mais de 50 anos em que esteve envolvido com o mundo da arte, sua vasta produção plástica se deu na pintura. Especialista em retratos e paisagens, manteve-se fiel ao estilo acadêmico, mesmo com a chegada do modernismo em Florianópolis.

Quando não estava registrando em óleo sobre tela as paisagens da região, se dedicava ao Carnaval - outra sua grande paixão.
A última exposição - 115º do artista - foi realizada em 1981, num espaço das Lojas Pernambucanas, na Capital.
Parte da obra de Acary Margarida está sob a responsabilidade do Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), garantindo assim a conservação da peça e da memória da cidade.
Em 2010, Acary foi tema de TCC de sua neta Fabiana Machado Didoné, no Curso de Artes Visuais, pela UDESC.
Para ler na íntegra o trabalho basta clicar aqui:

Diz a neta Fabiana que “Acary costumava pintar retratos de personalidades da cidade como, por exemplo, políticos, autoridades civis e militares, empresários, médicos, entre outros. Algumas obras realizou em tamanho natural, como os retratos do presidente Eurico Gaspar Dutra e do Vice Presidente Dr. Nereu Ramos em 1946. Acary, por diversas vezes, pintava o retrato de alguma personalidade e depois saía com a tela para oferecer ao retratado”.

Acary Margarida  foi homenageado com nome de rua em Florianópolis.

***

Mas afinal, quem é o personagem da pintura?

Mais difícil foi descobrir quem era o retratado. Algumas enciclopédias foram consultadas. Sabia, evidentemente ter sido o sujeito um militar, pelo traje, pela vestimenta. Mas quem seria? Não era dos mais conhecidos.
Daqui e dali, após alguns dias finalmente descobri, até porque só existe uma fotografia conhecida do tal sujeito a quem o artista Acary o homenageou com seus pincéis e tintas, em seu estilo.

Dr. João Muniz Barreto de Aragão
Trata-se do coronel médico Dr. João Muniz Barreto de Aragão, Patrono do Serviço de Veterinária do Exército Brasileiro. Nascido a 17 de junho de 1874, na província baiana de Santo Amaro, filho de Maria Tereza Muniz de Aragão, Baronesa de Mataripe, e de Antônio Muniz Barreto de Aragão, Barão de Mataripe, João Muniz Barreto de Aragão foi Médico, formado pela Faculdade de Medicina da Bahia. 
Faleceu em janeiro de 1922, acometido por uma síncope cardíaca, aos 48 anos de idade, após . 

Em 1897 iniciou suas atividades profissionais pelo interior daquele Estado. Em 7 de setembro de 1900 foi nomeado Médico Adjunto do Exército. Em 1901 prestou concurso de admissão ao Corpo de Saúde, sendo aprovado em segundo lugar. Em 19 de abril de 1901 foi nomeado 1º Tenente Médico do Exército. Em 1904 realizou seu grande sonho: foi designado para o Laboratório Militar de Bacteriologia. Lá ocupou, dentre outras, a função de Diretor e onde foram iniciadas as pesquisas científicas voltadas para Veterinária Militar no Brasil. 

O Presidente Getúlio Vargas, em dezembro de 1940, baixou Decreto-Lei de nº 2.893, determinando o Coronel Médico Dr. João Muniz Barreto de Aragão, Patrono do Serviço de Veterinária do Exército, como reconhecimento aos seus esforços para a fundação e desenvolvimento daquele Serviço. 
Para ler mais sobre Muniz de Aragão, basta clicar em:
Ignoro como essa pintura veio pertencer ao acervo do Museu Anita Garibaldi. Pode ter sido uma doação do próprio autor Acary Margarida. Ou foi adquirido por alguma autoridade que posteriormente a doou ao nosso Museu.

***

Eis portanto, leitor, um pequeno relato que aqui faço de obras de arte, de nossa história que estão ao abandono, se perdendo, deteriorando-se, sem maiores atenções e preservações, assim como os monumentos da cidade.
A pintura de Acary Margarida retratando o Coronel Muniz Aragão é só mais um exemplo.

O povo brasileiro em geral, e infelizmente também muitos governantes, não tem memória pelos personagens que construíram nossa pátria.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Elvis Palma assina filiação no PSD

A novidade política de hoje à noite, foi a filiação no PSD, do repórter-fotográfico Elvis Palma.

O conhecido Elvis, chefe do escritório do SINE - Agência da Laguna, e que nas horas vagas, com seus registros fotográficos nas redes sociais, mostra a realidade da Laguna e de seu povo, aceitou convite do vereador Andrey Pestana de Farias para se filiar ao partido. Andrey é considerado por muitos, um dos mais atuantes do atual Legislativo Lagunense.
O que a gente se pergunta é qual será o futuro político que almeja Elvis. Será uma candidatura a vereador no ano que vem?
Aguardemos.

A foto, feita por mim, registra o momento da assinatura da  ficha de filiação, esta noite, nas dependências da Câmara de Vereadores.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

V Encontro de ex-alunos do CEAL - Festa de arromba

Sábado aconteceu o V Encontro de ex-alunos do CEAL. Programação começou pela manhã, com visita às dependências do estabelecimento escolar que tanto marcou a vida de gerações.

Diretor atual do CEAL (hoje denominada Escola de Ensino Médio Almirante Lamego), Danilo Prudêncio da Costa, recebeu os ex-alunos que a todo instante relembravam episódios de suas vidas escolares. Na sala 29, a emoção tomou conta de alguns ao narrarem passagens marcantes. Muitos deles, por exemplo, não adentravam ao CEAL há mais de 40, 50 anos.
Coroando a visita, um café foi servido aos presentes.

À noite a festa foi nas dependências do Laguna Tourist Hotel. Primeiramente o jantar, através de um bem servido buffet.
No restaurante o clima alegre e amigo ia contaminando a todos, como sempre acontece nos Encontros, através de beijos, abraços e palavras afetuosas. Reencontrar o pessoal é tudo de bom. E há sempre novos rostos chegando, gente que vem participar da festa movida pela curiosidade, pelos elogios que ela recebe e pela divulgação nas redes sociais e nas conversas, na propaganda boca-a-boca. E também no afã de reencontrar um(a) antigo (a) conhecido(a) dos bancos escolares.
E muito espocar de flashes, muito flashes, que as estrelas da noite somos nós, em nossos efêmeros quinze minutos de fama, de que tanto falava Andy Warhol.

Ari Barreiros, Maria Otília Machado, Erwin Teixeira e Aurora de Oliveira Remor, se desdobravam nas atenções, sempre querendo agradar a todos. Contratempos acontecem, mas o intuito é sempre aprimorar o Encontro e suas as mais variadas atrações. Estão de parabéns pelo esforço e dedicação.

Rolou até, vejam só, um leilão saudosista, com raros LPs em vinil da década de 70 sendo disputados. Um pequeno frasco de perfume almíscar selvagem também entrou na roda. Hummm.

Logo após, em pequenos grupos reunidos (Já faz tempo, eu vi você na rua, cabelo ao vento, gente jovem reunida... como compunha Belchior e cantava Elis. Mudaram as estações. E os cabelos? Quanta diferença! Não balançam mais ao vento) o pessoal seguiu para a Boate do Hotel para a grande atração tão aguardada da noite.

Integrantes do The Claytons já estavam a postos esperando o pessoal. Antes, um “Parabéns a você” pelos 48 anos de fundação do Conjunto, da nossa querida e vizinha Zimba, cantados por todos e puxado pelo Ari Barreiros.
João Rosa, dos Claytons, se emocionou e agradeceu o carinho dos presentes.
E os primeiros acordes de velhas canções começaram, arrancando assovios, gritos e aplausos da turma.
Beatles, Rod Stewart e grandes sucessos de Raul Seixas, Roberto Carlos, Erasmo, Tim Maia...
Na pista muitos bailavam, empolgados.
I don’t Want To Talk About It”, de Rod Stewart arrancou suspiros e fez muita gente dançar mais juntinho, apertadinho, sabe?

(...)
I don't wanna talk about it
How you broke my heart
If I stay here just a little bit longer
If I stay here won't you listen to my heart?
Oh, my heart
(...)

Eu não quero conversar sobre isso
De como você partiu meu coração
Se eu ficar aqui mais um pouco
Se eu ficar aqui você irá ouvir o meu coração?
Meu coração.

A execução de Let It Be, dos Beatles, emocionou e tenho certeza que muitos viajaram ao passado, num tempo que não volta mais. Ou retorna sempre, nas lembranças nunca esquecidas. Nas esperanças nunca perdidas e sempre renovadas.

(...)
And when the night is cloudy
There's still a light that shines on me
Shine until tomorrow, let it be...

E quando a noite está nublada,
Há ainda uma luz que brilha em mim,
Brilha até amanhã, deixa estar.

Lá fora o nosso tradicional vento nordeste soprava forte, as ondas das Praias do Gi e Iró reverberavam suas forças urrando contra as pedras e areias.
Ao longe, lá na Praia de Itabirubá, dezenas de pequenas luzes piscavam na distância, qual estrelas mergulhadas num céu escuro. No mar em frente, na linha do horizonte, um navio passava todo alumiado levando cargas e marinheiros com seus sonhos de novos portos, embarques, desembarques e amores.

Lá pelas 3 e meia da manhã muitos ainda dançavam. Outros, já meio que esgotados, acho eu, ou quem sabe curtindo o momento e as canções, fechavam os olhos, absortos em imagens do pretérito.

Ou até mesmo cochilavam, afinal os velhinhos se divertem, mas nas nossas idades já também cochilam.
Aos poucos o salão foi se esvaziando. Despedidas e um misto de saudade e quero mais.
E cada um de nós segue, com suas escolhas próprias, trajetórias de vida, destinos...
Ainda ecoavam em nossos ouvidos, à saída, os versos da canção "Andanças", dos compositores Danilo Caymmi/Edmundo Souto/Paulinho Tapajós, gravada por Beth Carvalho:

Vim, tanta areia andei
Da lua cheia eu sei
Uma saudade imensa

Vagando em verso eu vim
Vestido de cetim
Na mão direita, rosas
Vou levar

Olha a lua mansa (me leva amor)
Se derramar
Ao luar descansa
Meu caminhar (amor)
Meu olhar em festa (me leva amor)
Se fez feliz
Lembrando a seresta
Que um dia eu fiz (por onde for quero ser seu par)

(...)

Até o próximo “Encontro”.

E vamos a algumas fotos, clicadas, em sua maioria, pelo Zezinho Pacífico e retiradas da página do Facebook dos ex-alunos do CEAL: