quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Os vendidos e seus preços

“Todo homem que se vende, recebe sempre mais do que vale”. (Barão de Itararé)

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Gente em Destaque

Lindo casal Nutricionista Francine Amboni de Bona e o Cirurgião Dentista Giovano de Bona, da Clínica Bona Vitta – Saúde Integrada. Foto: Elvis Palma.

Nosso sempre lembrado governador Eduardo Pinho Moreira, com a neta Lelê, que aniversariou seus dez anos.

Georgios e Théo Guedes Anastasiadis, os filhos de Maysa e George Anastasiadis, aqui com o pai. Eles que são da Ordem DeMolay.

Maria Salete Remor de Souza, Lenira Amboni Nicolazzi e Ranúzia Lopes Barreiros, no Jardim Calheiros da Graça, em frente aos floridos canteiros. Foto: Julita da Silva Barreiros Guedes.
De Tubarão, jornalista Salmon Flores com sua Gladys Helena. Jornal A Crítica faz falta no sul do estado.

Álvaro (Alvim) Sebolt, com a neta Isabela, olhando pra lente da câmera.
Socialmente, advogado Ernesto Baião Bento com a linda filha Sarah. Foto: Elvis Palma.
Vitória Maria Calazans passeando no fim de semana no frio de São Joaquim.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Política & Políticos

Qual é a tua turma, candidato?
"Tão importante quanto saber quem é o candidato, é saber qual é a turma do candidato. Quem paga suas contas e quem vai cobrar, mais adiante, a lealdade. Quem, enfim será o dono e senhor do mandato."
A gente vota no que vê e dá mais poder pra quem a gente não vê...
(Por César Valente)

A vez na política. Ou a política da vez
A história política da Laguna tem demonstrado que no afã de voos mais altos, alguns que até tinham futuro na política,  ficaram pelo caminho.
Apesar da fila sempre andar, na política – assim como na vida - há o momento oportuno.
Muitas vezes o açodamento, a vaidade, a ambição, acabam encerrando prematuramente uma carreira política que poderia ser longa e próspera.

Infelizmente grande maioria dos políticos não aprende com os exemplos, não estuda biografias de grandes líderes, não medita consequências de atos e decisões. Confia em seu feeling que muitas vezes falha.
É o que está acontecendo, mais uma vez, na política lagunense. Muitos já estão se lançando pré-candidatos a prefeito e a vereador no ano que vem.

Alguns somente para barganhar cargos ou obter futuros dividendos. Tão logo acertam o desejado, desistem. Esses, a gente já os conhece de outros carnavais. O compasso, a batida no bumbo é sempre a mesma.
Mas há os que já perderam a oportunidade no passado. Como num jogo de xadrez. Um peão foi mexido errado numa casa, e levou ao xeque-mate algumas jogadas adiante. Já são cartas fora do baralho, pra ficar num jogo, digamos, mais em moda.

Tudo tem sua hora e seu momento. Cada eleição é uma eleição diferente completamente da outra. Cada uma com seus próprios nuances, performances, acordos e possibilidades. 
Em política é preciso muitas vezes um pouco de humildade, deixar a vaidade de lado, saber esperar sua vez. O que alguns não entendem.

As eleições acontecem em 2020 e pode parecer que está tudo calmo na política lagunense. Não se enganem. Conversas nos bastidores e planos estão sendo urdidos, às vezes em locais que o (e)leitor nem imagina.
A todo o momento surgem balões de ensaios, com diferentes nomes e composições a prefeito e vice, sendo criados e citados pra ver somente a reação. Vai que pega.

“É sacanagem culpar gestões anteriores pela situação do Hospital”, diz vereador
Na sessão da última terça-feira (13), usando a tribuna, vereador Preto Crippa fez exposição sobre a situação do Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos, ameaçado de fechar as portas, por falta de uma Certidão Negativa Federal, por causa de dívidas. Por esse motivo há verbas e dinheiro que não se consegue repassar.
Lá pelas tantas, o vereador Crippa sapecou: “É sacanagem somente culpar gestões anteriores pela atual situação do hospital. O problema vem de anos. É de uma história toda”.
E disse mais o vereador: "Precisamos de condutas e atitudes. Nenhuma sigla partidária vai resolver o problema".

Resultados da auditoria no Hospital
Direção do Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos marcou para hoje à tarde uma coletiva à imprensa onde devem ser apresentados os números apurados em auditoria realizada.  Fala-se numa dívida de R$ 8 milhões. 

Silêncio gritante
Quem acompanha atentamente as sessões da Câmara já notou que após o recesso de julho alguns vereadores voltaram mais quietos do que água de poço.

Alguns, antes tão falantes, não ocupam mais a tribuna nem pedem mais a palavra para concordar ou discordar dos seus pares. Mergulham em seus celulares e lá ficam, absortos.

Vai dar à luz
Anderson Rocha, o popular Rochinha, que já foi Rei Momo e Papai Noel, voltou à prefeitura da Laguna. Há alguns dias assumiu novamente como responsável pela iluminação pública da cidade.
Agora a coisa vai. Agora a coisa vai ficar tudo bem às claras.

Mais nomeações
O diretor-proprietário da Rádio Laguna-Web, Gabriel Honorato Viana, através de portaria assinada pelo prefeito Candemil, foi nomeado diretor do departamento de Planejamento e Organização do Turismo, lotado na secretaria de Turismo e Lazer.

Outra portaria também nomeou o guia turístico Antônio Carlos de Oliveira, mais conhecido como Toninho das Excursões, como diretor de departamento de Grupos Culturais, lotado na Fundação Lagunense de Cultura.

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Antigo e novo

“Assim como há gente que tem medo do novo, há gente que tem medo do antigo. Eu defenderei até a morte o novo por causa do antigo e até a vida o antigo por causa do novo. O antigo que foi novo é tão novo como o mais novo. O que é preciso é saber discerni-lo no meio das velhacas velharias que nos impingiram durante tanto tempo”.
(Augusto de Campos, 1978)

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Gente em Destaque

Andréa e Alessandra Teixeira Massih com o pai, advogado e nosso eterno professor de história Adib Abrahão Massih, no domingo especial de ontem.

Pedro Manoel da Silva aniversaria no dia de hoje (12) seus 94 anos.
Ao seu Pedrinho, sempre lembrado proprietário da tradicional Casa Angelita, vice-presidente, presidente e orador espírita do Centro Espírita Fé, Amor e Caridade de nossa cidade, os nossos parabéns.

Advogados Luís Henrique da Silva Coelho, Jaison Silveira de Souza, Hélder Remor de Souza, Ronaldo Pinho Carneiro, Ernesto Baião Bento e Erlon da Rosa Fonseca, na Feijoada da OAB promovida no último sábado no Laguna Praia Clube, no Balneário Mar Grosso. Foto: Elvis Palma.
Luiz Eduardo Ulysséa Rollin com a filha Eduarda passaram o domingo dos Pais curtindo os brinquedos do Shopping Farol, além da Praça de Alimentação.

Advogado Leandro Schiefler Bento, ele presidente da Subseção da OAB da Laguna, com a esposa advogada Bruna e o filho Théo, na feijoada que movimentou o Laguna Praia Clube no último sábado. Foto: Elvis Palma.

Policial Civil, lagunense Renato Carneiro do Amaral, morador de Joinville e criador da ONG “Criança Desaparecida”, esteve em Brasília semana passada. Em pauta uma reunião no Ministério da Justiça abordando aspectos do projeto que presta um grande serviço à sociedade.

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Política & Políticos

Pinho Moreira esteve em... Imbituba
Ex-governador Eduardo Pinho Moreira esteve semana passada em Imbituba. Na vizinha cidade discutiu o futuro do MDB e sua unificação visando às eleições do ano que vem. O vice-prefeito de Imbituba é do MDB. Presentes, entre outros, o ex-prefeito Osny Souza Filho e os vereadores Thiago Machado, Humberto Santos e Cláudio do raio X.
Aliás, naquela mesma semana o MDB da Laguna também se reuniu, mas Pinho Moreira aqui não veio.

Ex-governador colocou seus imóveis da Laguna à venda 
Por falar nisso, ex-governador Pinho Moreira, que muito fez pela sua terra natal e foi reconhecidamente o maior cabo eleitoral do atual prefeito da Laguna nas eleições de 2016, colocou seus imóveis à venda em nossa cidade, inclusive o apartamento no Balneário Mar Grosso. 

Legislativo retornou aos trabalhos
Na última terça-feira (6), Câmara retornou aos trabalhos, após o recesso, com as ausências de quatro dos treze vereadores.

Vereador Preto Crippa quer saber sobre o Procon
Vereador Peterson Crippa Silva (PP), apresentou em plenário na sessão da última terça-feira (6), o requerimento de nº 0308/2019 solicitando informações sobre o trabalho e rotina do Procon na Laguna. O vereador quer saber:

1) Quantos atendimentos foram feitos nos últimos 3 meses?
2) Quantos casos foram solucionados?

3) Qual a estrutura de servidores que o Procon da Laguna disponibiliza? E as portarias de todos os servidores.

Coronel Jeffer pré-candidato a prefeito?
Alguns amigos seus e políticos aqui da Laguna pensam seriamente no nome do coronel Jefer Fernandes para concorrer à prefeitura da Laguna em 2020, ano que vem, mas como cabeça de chapa.
Fernandes foi comandante do 28º Batalhão de PM aqui de nossa cidade e atualmente ocupa o cargo de comandante da 8ª Região de Polícia Militar, em Tubarão, função que assumiu em dezembro do ano passado, quando de sua promoção.
Mas para que tal aconteça o coronel Jeffer, atualmente com 50 anos, teria que passar à reserva.
Vamos aguardar os acontecimentos

Uma historinha política
Jornalista Cláudio Humberto contou certa vez em sua concorrida coluna uma historinha intitulada "Política da vez", que transcrevo abaixo, e que cai sempre como uma luva no cenário político que já se avizinha, faltando pouco mais de um ano.

“O governador Ademar de Barros tinha uma maneira peculiar de lidar com a sua base política, em São Paulo.
Certa vez ele recebeu um correligionário do PSP que insistia em ser candidato a prefeito no interior, mas Ademar já havia feito a sua escolha. Ao receber o homem, perguntou, malandro:
- Como vai a sua campanha para vereador?
O homem não "captou" a mensagem e lembrou que queria mesmo era ser candidato a prefeito. Ademar o despachou assim:
- No futuro você pode ser candidato a prefeito. Mas em política tem uma coisa que se chama vez. E esta não é a sua. Passe bem”.

Alíquota do ISS reduzida de 5% para 2,5%
O presidente da Câmara, vereador Cleosmar Fernandes recebeu em seu gabinete na tarde da última terça-feira (6), representantes da classe empresarial, prestadores de serviços e membro do Conselho Regional de Contabilidade – CRC.
O assunto em pauta foi a promulgação da lei complementar 410/2019, que reduz o ISS - Imposto Sobre Serviços, de 5% para 2,5%.
A lei foi promulgada pela Câmara de Vereadores após o projeto ser aprovado, em duas votações, por unanimidade. Ainda assim foi vetado pelo Poder Executivo, veto que foi rejeitado por unanimidade, no plenário, pelos parlamentares.
A publicação da lei 410/2019, foi comemorada por Pedro Davi - presidente da Acil, Natanael Wisintainer - presidente do Sindilojas, Patrick Prates - membro do CRC, Luís Felipe Resende e Marcio Sousa - representando a Liga dos Blocos e o vereador Patrick Mattos de Oliveira.
Ficou acordado que o presidente da Câmara deverá marcar uma audiência com o prefeito municipal e as entidades de classe para sustentar a promulgação da lei.

Pois não é que é...
Por causa de supostos apoios e futuras coligações ano que vem, têm políticos na Laguna ressuscitando mortos... politicamente.
O que faz lembrar a frase antológica daquele garoto do filme O Sexto Sentido: "I see dead people".

Vereador Osmar Vieira quer cópias de contratos do lixo e de iluminação pública
Vereador Osmar Vieira (PSDB) na sessão de terça-feira última apresentou o requerimento de nº 0317/2019, solicitando ao prefeito cópia integral do contrato e os termos aditivos firmados com a atual empresa que presta serviços de coleta e transporte de resíduos sólidos domiciliares (lixo) do município.

Vieira também quer cópia integral do contrato e de todos os aditivos firmados com a atual empresa contratada para prestação dos serviços de iluminação pública. O requerimento, que leva o número 0313/2019 também pede um relatório com a quantidade de pontos que foram realizados a manutenção, mês a mês, do ano de 2017 até o presente momento.
***************
Todas às sextas-feiras, a coluna POLÍTICA & POLÍTICOS. 

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Manoel da Costa, o Lelé. Uma história de muito trabalho

Desde a infância todos o conhecem por Lelé. O apelido foi por causa de um tio chamado Lelé do Dindinho, morador lá do Ribeirão Grande.
Lelé, ou melhor, Manoel da Costa como registrado na Certidão de Nascimento, é casado com Elza da Silva Costa. O casal tem três filhas: Rosilane, Rosimar e Rosângela.
Prestes em completar 81 anos no próximo dia 30 de agosto, nascido, portanto, em 1938, Lelé continua na ativa até hoje, trabalhando e produzindo. E contando sempre muitas histórias.

“Lá no Ribeirão Grande, onde nasci, naqueles tempos quando a criança começava a andar já começava também a trabalhar", diz Lelé, começando a prosa e relembrando.
O filho da dª Áurea Maria de Jesus Costa e João Hipólito da Costa começou muito cedo, ajudando seu pai, agricultor no Ribeirão.

De canoa vindo do Ribeirão Grande
“Vinha desde criança com meu pai na canoa trazendo os produtos pra vender aqui nas Docas. A canoa era movida a remo e quando tinha vento, usava a vela. Meu pai também  trazia os produtos pra vender nas vendas do Zé Mendonça, do Lídio Correa, do Erlindo Amboni. Farinha, verduras, legumes, frutas como banana, goiaba, feijão, ovos, cachaça, uns doces em compota”.
Ele conta que as mulheres do Ribeirão faziam balaios, esteiras, ficavam em casa costurando, fazendo a comida, cuidando dos filhos, que sempre eram muitos.
“Elas faziam muita esteira, balaios, corda de boi, que a gente vendia. Muitas delas, as solteiras, na época da safra da cebola iam pra Tubarão trabalhar”.
 Seu Lelé diz que depois o pessoal passou a vender os produtos no meio da rua, defronte ao cais.

“A gente vendia nos tabuleiros, hoje é estrado da canoa, mas antes era chamado de paneiro que a gente botava em cima de duas caixas de querosene que ficavam em cima dos trilhos que passavam por ali. Era muita gente e o movimento muito bom. Lembro do Bráz do Zé, Chico Zé, Paulinho do João Miguel, Chio importe (pai do Orlando Ribeiro). Eram 10/12 canoas carregadas, que traziam umas trinta pessoas”.

E ele continua:
“Quando vinha chegando o trem ele apitava longe pra avisar pro pessoal tirar os tabuleiros pra ele passar em direção ao porto lá no Magalhães. Na volta era a mesma coisa. Era uma correria, minha nossa”. E Lelé imita os tipos de apito do trem, sons ainda guardados em sua memória.
Mercado Público no final da década de 1960, ainda com os trilhos em frente, retirados em 1973. Foto Bacha.
Em 1958 surgia um novo Mercado Público
Em 19 de janeiro de 1958 o prefeito Walmor de Oliveira inaugurava o novo Mercado Público. O antigo, situado um pouco mais à frente e ao lado, tinha sofrido um incêndio alguns anos antes (1939) e só restaram os escombros.

Lelé estava lá desde o início
“O prefeito Walmor construíu o Mercado em um ano. Ia vendendo os boxes e conseguindo dinheiro pra tocar a obra. Era muita gente instalada com tabuleiros pelos corredores do Mercado. Depois de um tempo e juntando meu dinheirinho, eu comprei com muito esforço, com papel passado na prefeitura, o box do João Ribeiro. Era o de número 11”.

Foi quando este box com vendas de verduras e frutas entra para a história do Mercado Público e passa a ser conhecido pelos lagunenses e visitantes como o “Box do Lelé”. E foram 56 anos vividos ali. Uma vida.
E ele relembra os primeiros donos de boxes: “O grego Flor foi o primeiro açougue, tinha também o Nardo, depois entrou o Hélio Flor, o Zé Effting, Manfredo e muitos outros que eu não me lembro agora”.

Mais tarde, já no final da década de 1960, o prefeito Juaci Ungaretti ampliou o Mercado, construindo mais uma ala em seu lado sul. Na verdade um grande salão.

A saída, após 56 anos
No ano de 2009, o projeto de restauração e revitalização do Mercado Público foi licitado e apresentado ao BNDES. Em 2013 a obra foi licitada. Em 2014 os comerciantes tiveram que deixar o Mercado.
Eis um assunto que ainda mexe com os sentimentos de Lelé e o deixa com os olhos lacrimejando, tristes.

“Não tenho mágoa, mas fiquei revoltado com a maneira como foi feito. Fomos despejados, saímos com uma mão na frente outra atrás. Tínhamos adquirido os boxes com nossas economias de uma vida, com papel passado na prefeitura. Foi muito triste, fiquei muito desgostoso por isso não tenho interesse em voltar pra lá”.

Histórias, receitas e segredos no plantar e no colher  
Lelé é cheio de histórias e receitas e modo de plantar e de colher e segredos hortifrutigranjeiros. E aquela receita de chá ou como reconhecer o fruto  maduro, a melhor verdura. Mereceria um livro seus ensinamentos e seus causos vividos, testemunhados e presenciados por ele nesses 81 anos de vida. E Lelé fala sempre a sério, que ninguém duvide de sua palavra. 

O dia que Lelé viu um lobisomem. Ou seria uma mula sem cabeça?

“Eu vi, juro que vi. Não sou homem de mentir. Era uma noite de sexta-feira quente, lua cheia. Naquela época o pessoal ficava na frente das casas, conversando. Era uma turma grande em frente da casa do meu avô. De repente muitos latidos de cachorros, vinham vindo, eles rodando, girando e no meio deles um bicho peludo, escuro. Com a barulheira correu todo mundo pra dentro de casa. Eu fiquei, não tive medo. Eu vi, no meio dos cachorros latindo ia um tipo de baio, um pequeno cavalo, mas só tinha o pescoço, não tinha cabeça. Eu fiquei parado, não fiz nada, só olhei. Eles passaram por mim e depois entraram num cafezal que ficava perto da pedra, o pessoal do Ribeirão sabe onde é, e desapareceram. Depois todos os cachorros voltaram, mas sem latir mais. Acho que era um lobisomem, só pode ser. Ou uma mula sem cabeça, mas o lobisomem se transforma”.

Outra história: O pulo do boto
“Tava começando a clarear o dia, vinha eu sozinho pro Mercado com minha canoa a motor lá do Ribeirão. Ali quase em frente à Figueira levei um susto. De repente um boto grande pulou por cima da canoa, por trás, antes do fim da popa. Foi um baita susto, nunca tinha visto isso, um boto passando por cima de mim, enorme. Acho que o coitado se assustou também comigo e com o barulho do motor, sei lá, mas eu também quase morri de susto”.

O cação voador
“Ia pra Santa Marta ou pra Carniça, não lembro bem, mas fazia muito frio. Comigo ia o Zé da Vó. A gente ia quieto, sem se falar por causa do vento e do frio. Mas aí nós dois olhamos ao mesmo tempo pra uma coisa que aconteceu. Um grande cação deu um voo e caiu dentro da nossa canoa, no fundo. Na época foi muito falada essa história aqui em Laguna. Acho que ficamos com tanta pena do peixe que pegamos ele e botamos de volta na água. Não tinha graça pescar assim. Foi um susto pra ele e pra nós”.

O Box ou o Varejão do Lelé hoje está situado no Largo do Rosário – Praça Jerônimo Coelho nº 55, no Centro Histórico, em casa alugada. 

Na porta, a mesma placa colorida utilizada em seu box no Mercado Público, que orientou tantos fregueses por mais de cinco décadas. Uma história vivida de muita dedicação e trabalho. Evoé, Lelé.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Convite

Amanhã, 8 de agosto (quinta-feira), às 16 horas, acontece a Solenidade de Entrega de Certificado de Honra ao Mérito e Promoção de Policiais Militares, na Sede do 28º Batalhão de Polícia Militar da Laguna. Haverá também a entrega de Medalha “Cruz de Bravura Policial Militar”.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Gente em Destaque

Em recente ato cívico realizado em nossa cidade em homenagem a Jerônimo Coelho, presenças de Janaína Preve Costa, secretária municipal de Educação e Esportes da Laguna; e Danilo Prudêncio da Costa, coordenador de Educação da Unidade de Atendimento da Laguna (antiga Gered). Sinônimos de credibilidade, trabalho e competência. Foto: Elvis Palma.
No mesmo ato cívico, presenças do coronel PM Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, comandante da Polícia Militar de Santa Catarina; do coronel Jefer Francisco Fernandes, comandante da 8ª Região de Polícia Militar sediada em Tubarão; do major PM Rogério Piovesano Bartolamei, comandante do 28º Batalhão de Polícia Militar da Laguna e do 1º tenente BM Henrique José Schuelter Nunes, comandante do 8º Batalhão Bombeiro Militar da Laguna. Foto: Elvis Palma.

José Alves Fernandes, nosso querido professor Mala, sempre à frente na ajuda ao próximo. Seu trabalho junto ao Asilo Santa Isabel é digno de todos os elogios e homenagens. Eis um verdadeiro amigo da Laguna. Sem falar que é o nosso Papai Noel.

Maria Salete Folchini e Sidney Bandarra Barreiros, ele procurador da Justiça aposentado e pais de Wilza Carla e Elisângela, formam um casal querido da nossa sociedade. Foto: Elvis Palma.

Miriam e José Nazareno Duarte, exemplos de fé, amor e caridade. Amigos verdadeiros da Laguna e de sua gente.
Gariba e Geraldo Luiz da Cunha, o Gê marcaram época nas décadas de 70 e 80 registrando, pioneiros, os shows, baladas e blues, festas, alunos e tipos populares de nossa cidade. Velhos amigos, estes dois figuraços têm muitas histórias para contar. E continuam na ativa, com máquinas fotográficas em punho, clicando a nossa Laguna e sua gente.

Lagunenses Magali e Adolfo Bez, assíduos leitores deste Blog lá em Joinville. Sempre que podem vêm à terrinha rever familiares e amigos. Um bom papo, ótimas companhias.

Neneca Fonseca Medeiros Vieira e dª Iracy Fonseca Medeiros como legítimas lagunenses, mostram que siri se come assim: na casca, in natura, saboreando aos poucos.
Glorinha Roberge Medeiros, leitora assídua deste Blog lá em Florianópolis, mãe do Marinho, meu colega de bancos escolares, mantém sempre o espírito jovem, com sua fé, esperança e amor.

***************
Todas às segundas-feiras, GENTE EM DESTAQUE!!!

sábado, 3 de agosto de 2019

Três anos sem o Sino do Museu Anita Garibaldi

Foi na madrugada de 4 de agosto de 2016 que o Sino do Museu Anita Garibaldi foi furtado. Portanto, neste domingo faz três anos do ocorrido.
A data é simbólica porque também marca o falecimento de Anita Garibaldi, em 1849, aos 27 anos, em Mandriole, na Itália.
À época aventou-se a hipótese que o furto do objeto histórico do Museu teria sido encomendado por algum colecionador. Investigações foram efetuadas, mas não chegaram aos criminosos e até hoje o paradeiro do sino é um mistério. 
Em maio de 2018 aconteceu um seminário na Laguna onde se discutiu a segurança do acervo da cidade com base no caso do sino.
A coordenadora do curso da Ufsc Luciana Silveira, que na ocasião apresentou o tema “Segurança e Preservação de Acervos”, ressaltou que o roubo foi um alerta para a falta de segurança do patrimônio histórico da cidade. Ela defendeu que o papel de garantir a segurança do acervo é de todos.
Ao fim dos trabalhos, um documento foi apresentado pelo Iphan com duas opções:

O Iphan apresentou duas opções:
1 – deixar a sinaleira vazia pelo impacto visual que ela causa, de sensação de perda. Instalar na lateral da sineira uma placa com a informação sobre a história do sino, sua função no período colonial e que, atualmente, o espaço da sineira está vazio em memória do último sino roubado;

2 – mas, se realmente, a população acha necessário incluir um novo sino, que o mesmo seja uma obra composta por outro material e desenho, com data de fabricação, de maneira a deixar claro para qualquer visitante, que se trata de um novo sino em substituição ao anterior. Uma placa informativa sobre este novo objeto e o fato ocorrido sobre o roubo do sino.

Um novo sino
Estou entre os que acham que um novo sino deva ser instalado, com a devida placa informativa. Um novo sino do mesmo material, formato e tamanho não custa mais do que R$ 5 mil.
Mas a Fundação Lagunense de Cultura optou pela primeira opção e o arco-sineiro do Museu continua vazio, com uma singela placa explicativa. Penso que a decisão deva ser repensada. 
E se algum dia o sino original for recuperado, deveria ser colocado numa cúpula de vidro no interior do prédio, com toda segurança, com um painel explicativo do ocorrido, deixando a réplica no lugar.

Na mosca:

“Aqueles que têm preço não conseguem entender a natureza dos que não têm”.

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Política & Políticos

A partir de hoje e em todas às sextas-feiras neste Blog, a coluna Política & Políticos, trazendo acontecimentos e comentários dos bastidores do nosso mundo político.

Faíscas
Não convidem à mesma mesa o presidente da Câmara vereador Cleosmar Fernandes e o vice-prefeito Júlio Willemann. Há alguns dias, tendo como testemunha o gabinete do prefeito, saíram faíscas entre os dois. Precisou até intervenção da turma do deixa-disso.
Entre os motivos estaria a criação daquela CPI sobre viagem do vice, que a Justiça barrou, dando uma liminar.

Água de poço ou tsunami?
No cenário municipal parece tudo calmo com vistas às eleições do ano que vem. Ledo engano. Nos bastidores reuniões são promovidas e nomes aventados. Em alguns casos as composições são as mais esdrúxulas, sem chance alguma de prosperar, dizem os analistas. A verdade é que há muito balão de ensaio sendo divulgado por aí.

Sobre o governador
Esta semana, jornalista Moacir Pereira entrevistado pelo radialista Batista Cruz e indagado sobre como está vendo o atual governador de Santa Catarina, disse:
“O governador ainda está a dizer para que veio. Estamos na expectativa. O governador está muito isolado, muito blindado. Recebe poucos jornalistas e governa praticamente através das redes sociais. Mas evito fazer comentários porque acho que é muito cedo para fazer avaliação”.

Reunião do MDB não contou com alguns correligionários
Na reunião do MDB na noite da última terça-feira (30), com as presenças de Edinho Bez, do deputado federal e presidente estadual do partido, Celso Maldaner, além de dezenas de correligionários da agremiação em nossa cidade, foi sentida a falta de alguns militantes do partido.
Entre os ausentes, Giocondo Tasso, que já foi presidente do partido aqui na Laguna. 
Já o ex-prefeito Everaldo dos Santos já está inscrito no PDT com domicílio eleitoral em Pescaria Brava, onde pretende ser pré- candidato à prefeitura.

PS: De acordo com comentário postado pelo vereador Thiago Duarte, Aírton Moraes, presidente do partido e o vereador  Cleosmar Fernandes estiveram presentes ao encontro.

Estão de mal?
Por falar em ex-prefeito Everaldo, após o encontro do MDB no auditório da ACIL, alguns membros do partido se dirigiram a uma cafeteria no Mar Grosso.
Em lá chegando encontraram o ex-prefeito Everaldo tranquilamente sentado saboreando um petisco. Pois bem. Foi notado que todos eles se dirigiram à mesa de Everaldo e o cumprimentaram. Exceção do prefeito Mauro Candemil que se sentou retirado, não olhou nem cumprimentou o ex-prefeito.
Será uma variação do Belém-Belém nunca mais de bem?

Desembarque do PP?
Vários membros do PP da Laguna estavam prontos para desembarcar, assinando ficha no PSD, partido do deputado Júlio Garcia, presidente da Assembleia Legislativa. Com os últimos acontecimentos a decisão de mudar a filiação ficou em stand-by.
Se desembarcarem, vereador Preto Crippa deve continuar no PP, sendo pré-candidato à prefeitura. Se continuarem no partido, Crippa deve assinar ficha em outra agremiação partidária.
Aguardemos.

Quem não chora não mama
A verdade é que a maioria dos municípios brasileiros está de pires na mão, aguardando sempre verbas estaduais e federais.
Esta semana foi liberada a verba de R$ 200 mil para Laguna. São R$ 170 mil para aquisição de um ônibus escolar e R$ 30 mil para equipamentos tecnológicos para o Ensino Fundamental.
A obtenção dos recursos, na modalidade fundo a fundo, é de autoria do deputado federal Daniel Freitas.
O deputado disse que tem atuado com intensidade na Saúde e Educação por entender que essas são áreas prioritárias em qualquer município.  Dos 23 milhões arrecadados, 15 milhões foram destinados ao sul do estado.
Houve quem achou muito pouco os recursos para Laguna.
Só a título de comparação, Tubarão recebeu R$ 1 milhão e 3oo mil; Criciúma R$ 2 milhões; Araranguá R$ 600 mil; Balneário Gaivota R$ 650 mil; Ermo R$ 600 mil.
Mas o importante é que o canal está a aberto. Que as lideranças políticas da Laguna saibam aproveitá-lo, reivindicando pela nossa cidade.

Dobradinha?
Esta semana correu nos senadinhos políticos da Laguna que uma dobradinha de pré-candidatos à prefeitura estaria sendo articulada com vistas às eleições do ano que vem. Trata-se do empresário Samir Ahmad tendo como vice o comandante Jeffer Fernandes. 
Será?

Convites para solenidades em homenagem à Heroína Anita Garibaldi

Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Júlio Garcia, convidando para a Sessão Especial em homenagem aos 198 anos de Nascimento e Lançamento da Programação Alusiva ao Bicentenário de Nascimento de Anita Garibaldi, a realizar-se no dia 29 de agosto de 2019, às 19h, no Plenário Deputado Osni Régis daquela Casa Legislativa.
Instituto Cultural Anita Garibaldi convidando para as solenidades pelos 170 anos da morte de Anita Garibaldi e 198 anos de nascimento da Heroína.

Dia 29/08/2019
09h – Plantação da Rosa de Anita, em Imbituba;
19h – Sessão Solene na Assembleia Legislativa;

Dia 30/08/2019
14h – Plantação da Rosa de Anita, em Tubarão;
16h – Reinauguração da Casa de Anita na Laguna;
17h – Plantação da Rosa de Anita na Laguna;

Dia 31/08/2019
18h – Apresentação do teatro “Vida e Morte de Anita Garibaldi”, na Praça República Juliana em frente ao Monumento de Anita Garibaldi.

Lançado o livro Off Flip de Literatura. Um catarinense se destaca

Sou presenteado - e a quem agradeço - pelo meu amigo jornalista Márcio Dison, lá de Florianópolis, com exemplar, devidamente autografado, da Coletânea “Prêmio Off Flip de Literatura”, em que ele foi premiado e traz o seu conto Torniquete, junto a outros 34 autores com suas obras.
A versão impressa da coletânea foi lançada agora em julho durante a Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP (10 a 14 de julho de 2019).
Dison é vencedor de vários concursos literários, entre os quais o Prêmio Lila Ripoll/RS de poesia (2015). Publicou Poesia (enterrada) Viva (2012) e Vernissage (2016).
O Conto premiado Torniquete, do Dison já foi publicado neste Blog, aqui