terça-feira, 28 de novembro de 2017

Só observando...


Edital suspende processo seletivo

Diário Oficial de hoje também traz edital assinado pelo prefeito Mauro Candemil, suspendendo homologação de processo seletivo público para operador de máquinas.
Diz o Edital que conforme processo encaminhado pela Procuradoria-Geral do Município houve “vícios graves nos procedimentos do processo seletivo para Provimento do Cargo de Operador de Máquinas do Quadro de Pessoal do Poder Executivo Municipal, iniciado pelo Edital n. 002/2017 – SEPAGRI”.
Diz ainda o documento assinado por Candemil, que “Recomendou-se a suspensão do ato de homologação pelo fato de que não houve a constituição de equipe de avaliação capacitada, inclusive conforme determinado no ato de autorização por mim assinado. A avaliação foi realizada por um motorista da Secretaria de Obras, considerado inapto a avaliação dos candidatos do processo seletivo”.
Aliás, teria sido uma das irregularidades (2º inquérito) citadas pelos delegados nas investigações da Operação Seival e constantes da Nota Oficial da Polícia Civil?
A data do edital de suspensão é 5 de setembro de 2017, portanto há quase 90 dias, e publicada hoje, após uma semana da Operação Seival. Coincidência?

Cappua assume a Pesca e Agricultura

Outra novidade é que a atual secretária de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Econômico e Social, Silvana Cappua Barbosa, assume interinamente a titularidade da secretaria da Pesca e Agricultura. Portaria também foi publicada hoje.

Exonerações na secretaria de Pesca e Agricultura

Diário Oficial de hoje trazendo seis portarias de exonerações na Secretaria da Pesca e Agricultura, assinadas pelo prefeito Mauro Candemil. Entre os cargos estão o de gerente, supervisor de Cadastro, Integrador e gerente Administrativo e Financeiro.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Choque de gestão? Mudanças? Reforma administrativa?

Soube que alguns assessores e amigos do prefeito Mauro Candemil o estão aconselhando a aproveitar o momento e dar uma guinada em sua gestão do município.
Aproveitaria assim os últimos acontecimentos para efetuar uma ampla reforma administrativa, tão prometida em campanha e não realizada até agora, trocar alguns nomes de seu staff. Fazer uma espécie de choque de gestão, como se diz, numa expressão já um tanto desgastada.

Ao fim deste primeiro ano de governo também me parece que enxugar e ao mesmo tempo oxigenar a máquina, propor novidades e mais ação, são necessidades vitais, de sobrevivência política até. Tipo um recomeçar. Mesmo porque até aqui não deslanchou em várias áreas, mesmo no arroz com feijão do dia-a-dia. O prefeito corre o risco de cair no descrédito e isolamento político.

A grande pergunta é: aceitará o prefeito os conselhos e sugestões? Não acredito. Pelo mesmo não neste ano e tenho dúvidas se ano que vem. Mesmo porque ouvir e aceitar conselhos não parece ser muito do seu feitio, de sua personalidade. É o que muitos já constataram, inclusive familiares.
O Natal está chegando, depois vem janeiro, temporada de verão, fevereiro tem carnaval, março início do ano letivo, depois a copa do mundo, outubro tem eleições...

Mas sem dúvida, o momento político é crucial no relacionamento e comunicação com a população, e principalmente com a Câmara de vereadores. 

São daqueles momentos chaves, históricos, emblemáticos que decidem todo um futuro político-administrativo de um governo. E um ano já se passou.
Mesmo que alguns queiram aparentar tranquilidade, normalidade e otimismo.
Uma mexida errada – ou não mexida – no tabuleiro, pode pôr tudo a perder. E quem mais perde ao final das contas é a Laguna e sua população.

Coral gravou DVD

Na noite de ontem, no Cine Teatro Mussi, o Coral Santo Antônio dos Anjos gravou um DVD ao vivo com músicas clássicas e populares. Apresentação e repertório do Recital foram bastante aplaudidos pelo público presente que lotou os 350 lugares daquela tradicional casa de espetáculos, prestigiando e interagindo nas gravações com aplausos e imagens.
É o início das comemorações dos 70 anos do Coral, que é regido por Evandro Perin Júnior.
Agora o DVD passa por novas etapas, como mixagem, pagamentos de direitos autorais, etc.
Não há ainda previsão de lançamento.

sábado, 25 de novembro de 2017

Dois livros sobre Giuseppe e Anita Garibaldi

Dois livros que recomendo, lançados este ano sobre a nossa heroína Anita Garibaldi:
Travessia, de Leticia Wierzchowski
“Giuseppe e Anita Garibaldi viveram e lutaram em três países diferentes: no sul do Brasil, à época da Revolução Farroupilha, em Montevidéu, no cerco de Rosas, e na unificação da Itália.
Apaixonados um pelo outro, Giuseppe e Anita foram verdadeiros amantes da liberdade. Tudo está aqui neste livro: as grandes batalhas históricas e as pequenas batalhas do dia a dia.
Todos os fãs de A casa das sete mulheres, romance que virou série de TV e já foi publicado em vários países, agora têm o prazer de reencontrar a prosa da escritora gaúcha Leticia Wierzchowski, autora que domina com maestria a narrativa do romance histórico”. 546 Páginas. Bertrand Brasil".

************************ 
Anita, de Thales Guaracy
“Neste romance repleto de beleza literária e cores realistas, tão chocante quanto maravilhoso, tão particular quanto universal, Thales Guaracy olha Anita pelos olhos de Giuseppe Garibaldi, a única pessoa que testemunhou por completo a vida da revolucionária.
E assim desvenda e nos apresenta, com estilo único, pessoal e emocionante, a mulher que se atira sozinha sobre o exército inimigo; que corta os cabelos do marido por ciúme e o ameaça com um par de pistolas; que abandona os próprios filhos entre desconhecidos para atravessar um país conflagrado, escondida sob as cartas de um carro de correio, até uma cidade sitiada.
E que aprendeu que “as causas perdidas são as mais certas”, tornando-se uma das mais extraordinárias personagens da história, considerada a “heroína de dois mundos”, precursora e símbolo do feminismo, representação de mulher forte e independente”. 224 Páginas. Record.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Ditado popular

"Quem com porco se junta, farelo come".

Nota de Esclarecimento da prefeitura:

Em Nota de Esclarecimento publicada em seu site, a prefeitura informa, sem citar nomes, que “Diante dos fatos ocorridos nesta semana, envolvendo alguns agentes públicos, vinculados à administração municipal, o prefeito Mauro Vargas Candemil, mesmo empreendendo viagem à capital federal, determinou que fosse exonerado de sua função o secretário de Pesca do Município, bem como, que fosse afastado temporariamente qualquer outro servidor que supostamente tenha envolvimento com qualquer infração disciplinar”.

O prefeito também destaca que “o Chefe de Gabinete apresentou no dia 22, mediante carta, seu pedido de exoneração, que foi aceito pelo Prefeito, a fim de que aquele agente público possa produzir sua defesa, sem nenhum prejuízo para a normalidade da administração municipal”.

O prefeito também salienta “que os materiais, supostamente, desviados do CEAL, são de uma obra estadual, sem nenhum vínculo com erário municipal”.

Mauro Candemil diz ainda na Nota “que outras ações foram desencadeadas na administração passada e que não pode responder por esses atos, citou como exemplo supostas fraudes em algumas licitações em 2016, tendo como alvo a construção de gavetas mortuárias no cemitério local e o restaurante-escola”.

O prefeito “assegura que nada há que desabone a atual Comissão de Licitação do Município, todavia, determinou que todos os fatos sejam apurados e que está a disposição da justiça no intuito de colaborar e auxiliar na apuração dos fatos”.

A Nota de Esclarecimento da prefeitura finaliza dizendo que “Com o desenrolar das apurações, outros esclarecimentos serão prestados a opinião pública”.

Exonerações na prefeitura

Duas portarias de exonerações foram publicadas no Diário Oficial de hoje, assinadas pelo prefeito Mauro Candemil.
A primeira exoneração, a pedido, foi do chefe de gabinete do prefeito, Antônio Noel Navarro Monteiro.
A segunda exoneração, do secretário de Pesca e Agricultura, Antônio Michel Graboski Laureano.

Somente Urgência e Emergência no Hospital da Laguna, a partir de 1º de dezembro

Diretor Clínico André Moraes e Diretora Técnica Letícia Fernandes Monteiro, do Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos da Laguna, enviaram ontem (23), correspondência a vários órgãos do município, comunicando que a partir do próximo dia 1º de dezembro o atendimento médico no citado Hospital se dará apenas nos casos de “URGÊNCIA E EMERGÊNCIAclassificados como vermelho”, assim como os tratamentos em andamento de pacientes internados. Não haverá novas internações a partir dessa data, frisa o documento.
O documento também comunica que os serviços de atendimento médico, incluindo cirurgias eletivas, maternidade, ortopedia, cardiologia, psiquiatria, clínica médica, exames de imagem e emergência estão no momento com movimento de paralisação visando o pagamento dos honorários de todos esses serviços que encontram-se em atraso, chegando alguns há mais de 10 meses. A paralisação se manterá até o quitamento das dívidas ou plano de pagamento.

Os dois diretores reforçam que não sejam encaminhados ao Hospital, “pacientes de baixa prioridade, cabendo redirecionar o paciente para a Rede Pública mais próxima, seja hospitalar, pronto-atendimento ou ambulatorial, conforme os fluxos dos municípios da região e necessidade do paciente”.

O documento foi enviado ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência –SAMU, Corpo de Bombeiros, Prefeitura Municipal, Secretaria de Saúde e Ministério Público de nossa cidade.

Pois então

“Todo bandido, ladrão, estelionatário, acha que é mais inteligente e ardiloso que o resto dos mortais. Daí o atrevimento, a audácia de continuar praticando ilícitos, acham que jamais cairão. É justamente aí que o bicho pega”.

“O poder faz o lobo maior do que é”.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Polícia Civil e Ministério Público deflagram "Operação Seival" na Laguna

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DCCPP/DEIC) e Delegacia da Comarca de Laguna, em conjunto com o Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Laguna, deflagraram nesta terça-feira, 21 a operação SEIVAL.
Ao todo, 76 ordens judiciais, sendo sete prisões preventivas, seis prisões temporárias, 25 mandados de condução coercitiva e 38 mandados de busca e apreensão, estão sendo cumpridas por 90 Policiais Civis na região de Laguna. As medidas cautelares foram expedidas pela Vara Criminal de Laguna e são frutos de investigação de três Inquéritos Policiais conduzidos pela Polícia Civil Catarinense.

No primeiro Inquérito Policial, apurou-se que um grupo de empresários frustraram o caráter competitivo de duas licitações, mediante ajuste prévio dos preços ofertados. Com o aprofundamento das investigações, descortinou-se uma organização criminosa na cidade de Laguna, que atua na área de licitações, especificamente, na realização de obras e fornecimento de materiais, e que possui entre os seus integrantes, um vereador da cidade, que foi licenciado do cargo para exercer a função de secretário municipal.

Durante o exercício do cargo de secretario municipal, o vereador que teve sua campanha financiada pela organização criminosa, praticou atos ilícitos para atender exclusivamente interesses privados em detrimento do interesse público, inclusive articulou para obter licitações em benefício do grupo, bem como intermediou junto à Secretária da Fazenda para liberação de dinheiro após a realização de obras ou serviços.

Há indicativos que um dos empresários do grupo criminoso, teria sido beneficiado com o recebimento de valores da Prefeitura Municipal, em clara ofensa ao artigo 89 da Lei de Licitações, referente ao fornecimento de materiais de construção para a Secretaria de Obras por meio de um decreto emergencial em razão das chuvas ocorridas em dezembro de 2016. A intermediação desse pagamento, se deu pelo vereador citado e pertencente ao grupo criminoso, que à época era secretário municipal.
Operação reuniu 90 policiais. Foto: Divulgação/Polícia Civil
No segundo Inquérito Policial, apurou-se que esse mesmo vereador, no período que atuou como secretário municipal, fraudou um certame de sua pasta. Segundo as apurações, o investigado não apenas ordenou para que seus subordinados aprovassem os candidatos por ele indicados, como, também, vazou informações sigilosas, a fim de garantir suas respectivas aprovações.

Os candidatos beneficiados já possuíam prévio vínculo com a secretaria ou com o então titular da pasta, tendo sido aprovados em uma avaliação prática bastante obscura, sendo que sequer atendiam os requisitos mínimos para o exercício do cargo.

Já o terceiro Inquérito, teve início com uma denúncia anônima, advinda da própria população, que observava as constantes fraudes que ocorriam no município. Com base nas investigações, foi possível comprovar os constantes desvios de materiais, que deveriam ser utilizados na reforma de um colégio local, para uma obra particular de um influente agente político da cidade.

Além disso, com o desenrolar das investigações, diversos outros delitos foram descobertos, sendo que, todos eles, possuem envolvimento de políticos locais, os quais agiam na surdina e mediante recebimento de propina para beneficiar alguns amigos ou funcionários, sempre em detrimento da administração pública lagunense.

A OPERAÇÃO SEIVAL é coordenada pela Polícia Civil Catarinense, por meio da DCCPP - DEIC (Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais) e 18ª Delegacia Regional da Comarca de Laguna em conjunto com o Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Laguna, e conta com o apoio de todas as Divisões da DEIC e Delegacias Regionais de Tubarão, Araranguá e Criciúma.

* Será realizada coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 22,  às 10h, na sede da DEIC – Diretoria Estadual de Investigações Criminais, localizada na Rua Tijucas, 92, Balneário Estreito, Florianópolis.
Fonte: Polícia Civil de SC

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Nota da direção e administração do Hospital da Laguna

A respeito dos motivos que levaram os médicos do corpo clínico a anunciarem a possibilidade de paralisação dos atendimentos a partir de 01/12/17.

A Direção e Administração do Hospital da Laguna vêm a público esclarecer que os atrasos dos pagamentos dos honorários médicos e o não pagamento integral do valor da hora-plantão dos médicos do Serviço de Emergência vêm ocorrendo pelo fato da instituição trabalhar com um déficit financeiro mensal de aproximadamente R$ 200 mil, o que a impede de honrar com todos os seus compromissos financeiros.

Atualmente, o Hospital da Laguna recebe, mensalmente, da Prefeitura, através do Fundo Municipal de Saúde, R$ 75 mil para pagamento da hora-plantão dos médicos do Serviço de Emergência, porém gasta entre R$ 94 a R$ 95 mil, já que mantém dois médicos, diariamente, entre 15 e 21 horas.
O Hospital recebe, ainda, R$ 19 mil para pagamento do sobreaviso do médico anestesista, porém gasta mensalmente, com esta especialidade, R$ 25 mil. Além disso, gasta mais R$ 55 mil para manutenção do sobreaviso dos médicos da Maternidade, Clínicas Médica, Cirúrgica, Pediátrica, Ortopédica e Cardiológica e dos serviços laboratoriais.

A situação já foi levada, inúmeras vezes, ao conhecimento da Prefeitura, Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal de Saúde, Câmara de Vereadores e Agência de Desenvolvimento Regional da Laguna, em diversas reuniões que contaram, inclusive, com a participação de representantes dos médicos da entidade. Estas reuniões tiveram como objetivo solicitar aumento dos repasses financeiros municipais, já que o valor per capita recebido pelo Hospital da Laguna é o menor da região, equivalendo a R$ 2,00 por habitante/mês, enquanto outros hospitais chegam ao dobro ou até ao triplo deste valor, mesmo atendendo quantidades menores de pacientes.

Além do aumento do repasse mensal, a Direção e Administração do Hospital da Laguna vêm reivindicando, também sem sucesso, ao poder público municipal e estadual, o recebimento de valores superiores a R$ 800 mil, referentes ao não pagamento de produção de serviços ambulatoriais realizadas entre os anos 2010 a 2012 e do Incentivo Hospitalar Estadual, cuja última parcela paga foi a de dezembro/16. Uma vez recebidos estes recursos, o Hospital poderia pagar os honorários médicos em atraso, assim como outros compromissos financeiros com fornecedores em geral.

A Direção e Administração do Hospital da Laguna esclarecem, por fim, que não foram procuradas pelo Sindicato dos Médicos para tratar das presentes questões, a não ser por meio de Notificação Extrajudicial.
Atenciosamente.

Laguna, em 20 de novembro de 2017.
Regina Ramos dos Santos Presidente
Carlos Alberto Batista Administrador 

Animais de rua serão castrados. Lá em Imbituba

Um problema recorrente nas cidades é a presença de animais abandonados, perdidos ou mesmo que vivem nas ruas, sujeitos a todo risco de doenças, acidentes e maus tratos.
No último dia 10 de novembro, a Prefeitura de Imbituba realizou uma licitação emergencial para firmar convênio com clínica veterinária do município, que irá castrar 400 animais de rua (cães e gatos) ou acolhidos por entidades protetoras de animais, nesta primeira etapa.

Em Imbituba, o último censo realizado em 2012, contabilizou cerca de 20 mil animais, sem estimativa certa de qual percentual estaria em situação de abandono.
Mas, infelizmente, conforme a diretora de Vigilância Sanitária daquela Prefeitura, Camila Fermino, o número pode aumentar, e a responsabilidade é também da população.
 “É preciso cuidar do animal de estimação, é preciso que se leve no veterinário, os medicamentos são caros, por isso criar um animal exige planejamento. As pessoas aceitam um ser vivo em casa, mas na primeira chateação soltam. Cão solto na rua gera problemas. Aumenta o risco de doenças, de acidente de trânsito, o risco de que os cachorros agridam pessoas, e até o número de atropelamentos dos cachorros cresce”.
E completa dizendo que o controle populacional de animais abandonados é uma conquista da população, pois tem o objetivo de garantir a saúde dos cidadãos, e é também um ato de carinho e cuidado com os animais errantes. Através da esterilização de animais abandonados poderemos promover um melhor controle das zoonoses e garantir uma existência digna para estes animais”, finaliza a diretora.
Para ler a matéria na íntegra, clique aqui

Enquanto isso na Laguna...
não se vê nenhuma ação por parte do poder público nesse sentido, visando minimizar o problema a médio e longo prazo. A alegação de sempre é que não há recursos. Quem sabe para o ano que vem...

Munir Soares está de volta

Depois de um susto nos familiares e amigos, com internação de algumas semanas no SOS Cárdio em Florianópolis, já está de volta a sua casa e ao nosso convívio, o bancário aposentado e consagrado colunista da imprensa lagunense, Munir Soares.
Ao seu lado, filhos, netos, além da esposa Salete, que com fé e orações é presença devotada, trazendo bastante energia positiva no tratamento.
Foto: Elvis Palma
Aliás, bem que o presidente Ademir Arnon, da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) - Casa do Jornalista, poderia homenagear merecidamente com o Troféu Prensa, o decano do colunismo impresso da Laguna, Munir Soares – são mais de 40 anos publicando sua página “Comunidade”. Seu estilo é peculiar, com muito humor, abordando os assuntos cotidianos da nossa Laguna, em todas as áreas. 
É uma constatação. Quem se propuser a escrever sobre a Laguna nos últimos 42 anos tem que passar necessariamente pelos seus escritos cotidianos da nossa terra e gente. Agora na internet, com seu Blog.
Nosso abraço.

sábado, 18 de novembro de 2017

Médicos podem suspender serviços no Hospital da Laguna, diz sindicato da categoria

Em correspondência datada de 14 de novembro último e enviada ao presidente do Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina, Nelson Grisard, o Sindicato dos médicos do estado, através da Diretoria Regional da Laguna, presidente Odimar Pires Pacheco e assessoria jurídica, informa que “poderá haver a suspensão dos serviços médicos prestados ao Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos a partir de 1º de dezembro de 2017”.
Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos. Foto: Elvis Palma
Entre os motivos alegados pelo sindicato para a suspensão, estão “o não pagamento de honorários médicos provenientes do SUS e convênios de todos os médicos do corpo clínico deste nosocômio, bem como retendo parte do pagamento relativo a horas plantão dos médicos que atuam na emergência daquele serviço”.

O sindicato também destaca na correspondência, que “Após algumas reuniões em que se buscou o diálogo, sem que tais irregularidades fossem sanadas, este órgão de classe notificou de forma Extrajudicial aquela instituição em mora, na data de 01 de novembro de 2017, solicitando a normatização dos pagamentos dos médicos, ou a apresentação de um plano para tal regularização dentro do prazo máximo de 15 (quinze) dias”.

O outro lado
A administradora do Hospital da Laguna, Regina dos Santos, informou por telefone a este Blog que irá se manifestar sobre o caso na próxima segunda-feira.

Projeto da Biblioteca Romeu Ulysséa está entre os dez melhores do Brasil

O único projeto finalista em Santa Catarina no “Retrato da Leitura” do Instituto Pró-Livro (IPL) está sendo desenvolvido na Laguna pela Biblioteca Pública Romeu Ulysséa. 
A iniciativa está entre os dez finalistas no Instituto criado pela Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros), Câmara Brasileira do Livro (CBL) e Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).
A classificação de nossa cidade passou por especialistas voltados à leitura. O município concorre na categoria Biblioteca.
 Laguna está concorrendo com vários projetos de todo o Brasil. "Podemos nos orgulhar em representar, não somente o Estado, mas também dizer que estamos na direção certa no que concerne aos nossos projetos. Isto envolve recebermos um selo de qualidade pela premiação", descreveu a bibliotecária Kátia de Souza Borges.

O projeto indicado corresponde à leitura para reduzir a pena com trabalhos desenvolvidos na biblioteca com adultos e adolescentes como medidas alternativas e socioeducativas determinadas pela Justiça.
Outras atividades são elaboradas na própria Unidade Prisional de Laguna.

O principal objetivo da premiação é promover e difundir experiências para que ganhem amplitude e investimentos, orientem políticas públicas e inspirem outras iniciativas pelo Brasil. O Prêmio tem por finalidade, também, reconhecer e homenagear organizações que promovam práticas de fomento à leitura.

A premiação para os vencedores será dia 4 de dezembro, em São Paulo.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Publicações históricas serão digitalizadas. Lá em Blumenau

Fruto de um convênio entre a Fundação Cultural de Blumenau e a Fundação Catarinense de Cultura, as edições de “Blumenau em Cadernos” serão digitalizadas.
Também importantes jornais que circularam naquela cidade no passado, como Immigrant, Blumenauer Zeitung, Lume e A Naçãopassarão pelo processo e serão disponibilizados via internet ao público. Serviços deverão ser concluídos até março do ano que vem.
Para ler mais aqui

Enquanto isso na Laguna...
Arquivo Público da Laguna está fechado há um ano.
Enquanto isso na Laguna o nosso Arquivo Público está fechado há um ano e nada de oficial é divulgado no site da prefeitura. Exemplares de jornais antigos, como O Albor, Semanário de Notícias e O Renovador, além de importantes documentos do rico acervo da municipalidade e da Comarca, estão mofando em prateleiras e sacos plásticos e sendo comidos por traças e baratas.
Arquivo Público da Laguna deveria ser prioridade na área cultural por parte dos gestores da cidade. Ali está a nossa história no papel.
Mas qual o quê!

Querem somente aplausos (e likes?) de focas amestradas?

“Entre os animais ferozes, o de mais perigosa mordedura é o delator; entre os animais domésticos, o adulador”.
(Diógenes- filósofo da antiga Grécia).

Então agora é assim. Querem que a gente não comente, discuta, critique e mostre os problemas da cidade, não discorde de projetos, de requerimentos, decretos, resoluções, etc.

Querem simplesmente elogios (e likes, muitos likes nas redes sociais?) e que a gente bata palmas como uma foca amestrada?
Mas para isso - e faz tempo - já não existe alguns por aí aplaudindo entusiasticamente das arquibancadas? Se bem que até podem bater palmas, mas em cargos devidamente remunerados, lógico. 

Quem ousar discordar, não disser sim senhor!, muito bem senhor!, parabéns senhor!, vira logo oposicionista ou é incluído na meia-dúzia de “críticos contumazes”? 
Mesmo aqueles que votaram com esperança em dias melhores para Laguna e seu povo? Mesmo aqueles que confiaram?
Querem o quê? O cale-se? A boca fechada? O amém a todos os atos? 


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Danilo reeleito diretor do Ceal

Em eleição acontecida na segunda-feira (6), o atual diretor da Escola de Ensino Médio Almirante Lamego - Ceal, Danilo Prudêncio Costa foi reeleito ao cargo com estrondosos 82,17% dos votos dos pais, alunos, professores e funcionários.

Por mais dois anos, Danilo continuará seu trabalho com ética e competência à frente daquele tradicional estabelecimento de ensino de nossa cidade, que passa por ampla reforma, acompanhada diariamente e com entusiasmo pelo diretor Danilo.
Parabéns.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Vereadores aprovam convocação da secretária de Planejamento

Na última sessão da Câmara de vereadores, atendendo pedido do vereador Rhoomening (Pingo) Souza Rodrigues (PSDB), foi aprovado requerimento (nº 453/17) convocando a secretária de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e Social, Silvânia Cappua Barbosa, para explicações ao Legislativo.

O vereador quer saber a situação de vários convênios em andamento, tais como “o convênio dos abrigos de passageiros, o mercado público e informações sobre o cabeamento subterrâneo do centro histórico”.
Rodrigues salientou que “a gente faz requerimento e não tem a resposta adequada. Cansei de fazer requerimento”.

O requerimento foi aprovado por maioria, com exceção do voto do vereador Kléber Roberto Lopes Rosa (PP), que disse não à convocação.
Aliás, não é a primeira vez. Sempre que requerimentos com esse teor são apresentados ao plenário, o vereador Kek vota contra, alegando que os secretários são ocupadíssimos, que precisam de auxílio dos seus assessores para se explicarem e que basta uma visita até a prefeitura in loco para dirimir quaisquer dúvidas.
 Parece, mas não é
Desta vez, por sua repetitiva atitude, houve protesto de seus pares e teve que ouvir duras palavras.
Dizem alguns dos seus colegas, que o vereador Kek oficialmente não é, mas parece ser líder do governo no Legislativo, tal seu grau de defesa e tentativas de blindagem da atual gestão. Aliás, como foi igualmente defensor de praticamente todos os atos da gestão passada.

Museu Anita Garibaldi foi arrombado

Foto: Divulgação/PML
Arrombaram no início da noite de ontem (domingo) a porta superior do Museu Anita Garibaldi, na escadaria.
A Guarda Municipal, em ronda, foi quem descobriu o arrombamento.
A Prefeitura informa em seu site, “que por consequência da variação climática, com chuvas e trovoadas ocorridas nos últimos dias, o alarme foi desabilitado”.
Cá pra nós, uma desculpa das mais esfarrapadas. Já pensaram se todos os alarmes fossem desligados por causa de chuvas? Até mesmo porque sábado e domingo não choveu, nem "deu" trovoada.
E a gente se pergunta: e as câmeras internas de segurança, também estavam desligadas? Porque elas existem e foram instaladas quando da reforma/revitalização do prédio.

Diz a prefeitura, através do presidente da Fundação de Cultura, “que nada foi levado, apenas arrombamento”. É mesmo? Já foi feito um arrolamento, um inventário completo e minucioso? Mas se tu dix...
Já não basta o "sino do povo" furtado há mais de um ano e outras peças que desapareceram com o tempo, agora virou uma sina arrombamento de prédios públicos na Laguna. A Casa de Anita é outra que já foi arrombada mais de uma vez, assim como o chamado Memorial Tordesilhas – que de memorial não tem nada -, e onde hoje funciona a sede da Fundação Lagunense de Cultura.

A verdade é que os monumentos públicos da Laguna estão entregues ao abandono, como canso de denunciar aqui. Falta iluminação, limpeza, conservação das estátuas e dos bustos com cera de carnaúba. A estátua de Nª Senhora da Glória precisa de limpeza e pintura, sem falar do acesso ao local. O Monumento de Tordesilhas está mergulhado na escuridão, piso quebrado, sem placa do ponto Sul.
E a gente pergunta: e as câmeras de segurança nos postes, que sumiram? Dinheiro do povo que foi pelo ralo. Ninguém mais fala de suas (re)instalações. Será que não há um novo projetinho básico para isso?
E como dizia aquele personagem: não me venham com chorumelas. Da próxima, mostro fotos atualizadas do abandono, do desleixo. Há quem precise ver para crer.
Mais um ano se foi e nada foi feito, nem o mínimo, o arroz com feijão. Muito blábláblá. E não admitem críticas, se acham intocáveis. Querem sempre derramados elogios.
Pois sim! Cara feia pra mim é fome. Ou sede.

Querem mais uma vez alterar nome de rua. É pisar na história

“A lembrança é uma honra; o esquecimento uma vergonha”.

Há alguns dias, em conversa, um político na Laguna se manifestou pela alteração do nome da rua Luiz Severino Duarte para “Curvas do Iró”.
Se esse projeto de lei for proposto – espero que não - e aprovado pela Câmara de vereadores, mais uma vez um nome de nossa história será riscado, apagando-se lembranças de um antepassado que em algum momento, pelo seu trabalho e exemplo, serviu à Laguna e sua gente e bem por isso foi homenageado.
Rua Luiz Severino Duarte atravessa o costão da Praia do Iró.
Nos últimos tempos, parece que virou moda na Laguna trocar nomes de logradouros públicos. Eu não sei se é falta do que fazer de certos políticos ou se é puro desconhecimento dos nossos antepassados. Ou ambas as alternativas. Trocar nomes de logradouros, além de falta de respeito, é pisar na história da cidade e em seus vultos.
Se sua excelência não sabe quem foi Luiz Severino Duarte, tomo a liberdade de mostrar em algumas linhas.
Vejamos:

Quem foi Luiz Severino Duarte
Luiz Severino Duarte ou Luizinho como era carinhosamente conhecido por todos, deixou sua cidade natal, Jaguaruna, nos últimos anos da primeira década do século XX e aqui veio se estabelecer.
De espírito progressista, triunfou no comércio da Laguna, iniciando com tecidos e logo ampliou os negócios, entrando no ramo armador e exportador. Era o acionista maior da empresa de Navegação Santo Antônio.
Numa propaganda de seu estabelecimento comercial, a Casa Luiz Severino & Cia, podemos observar que foi fundada em 1913:
Numa crônica publicada no jornal Sul do Estado, de 12 de novembro de 1982, o músico e colunista Agenor Bessa salientou: “Nenhum lagunista foi tão bom lagunista quanto Luiz Severino Duarte”.

Tão logo aqui se estabeleceu se inseriu à sociedade lagunense, sempre dedicado às causas da terra que resolveu adotar, viver e investir.
Em pouco tempo tornou-se presidente do Clube de Regatas Almirante Lamego e foi também escolhido presidente da Associação Comercial da Laguna.

Diz Bessa:
“Neste cargo teve a oportunidade de fazer sentir a todos o quanto possuía de espírito público, pois defendeu não só o nosso comércio como toda a comunidade e, na questão da Barra, chegou a ser ameaçado por certo engenheiro, tal a veemência como abraçou a nossa causa”.

Foi também juiz substituto da Comarca da Laguna durante muitos anos; um dos benfeitores e membro da comissão, na qualidade de tesoureiro, da construção, ao lado da matriz, do prédio São Vicente de Paula, mais conhecido como prédio dos Vicentinos. Foi um local de tantos serviços prestados à comunidade lagunense, servindo como palco de peças teatrais, formaturas, aulas de catequese, sede de reuniões para grupos de jovens (JUC), alcoólicos anônimos, e mais recentemente, o Conservatório Lagunense de Música.

Luiz Severino Duarte foi um dos primeiros a construir casa de veraneio no Mar Grosso.
Quando do governo do prefeito Giocondo Tasso, necessitando a municipalidade de abrir uma via através das encostas do Iró, Luiz Severino Duarte doou ao município uma área de terras de 900 m2 para que a prefeitura pudesse abrir a então rua projetada que hoje leva merecidamente seu nome.
Trouxe os irmãos e também os Candemil
Luiz Severino Duarte trouxe também para Laguna seus irmãos para auxiliá-lo, aumentando assim o quadro de sócios de sua empresa.

E assinala Agenor Bessa:
“Trouxe também outros bons cidadãos como Sady Candemil (pai do atual prefeito Mauro Candemil) e João Wendhausen, elementos utilíssimos não só na firma, mas de muito valor na sociedade, onde conduziram-se com a dignidade e a confiança que os diretores neles depositavam”.
“Como Laguna deve a Luiz Severino Duarte!”, ressalta Bessa.
Com o aumento das exportações na década de 20, Sady Candemil “também atingido pelo entusiasmo”, separou-se da firma Severino Duarte e fundou sua própria casa comercial, juntamente com outros sócios e mais seu irmão José Candemil da Silva, que trouxe da vizinha Imaruí.
Posteriormente trouxe para morar com ele seus irmãos: Carmen, Alda, Ruth, Prudência, Zulma, Dinorah, Maria da Glória, Haroldo e Euclides.
Alda (tia do atual prefeito) casou-se com Ido Severino Duarte (irmão de Luiz Severino Duarte) e tiveram dois filhos, Regina e Aldo.

Notaram como as famílias se enlaçam na Laguna e acaba todo mundo em algum nível de parentesco na árvore genealógica? 
Já houve quem disse que na Laguna as pessoas ou são parentes, amigas ou afins.

Pois bem. Na sala da frente de sua residência, a hoje chamada Casa Candemil – Arquivo Público (que se encontra vergonhosamente fechado, com seu acervo deteriorando-se), situada entre a Travessa Manoel Pinho e Fernando Machado (Rincão), funcionava o escritório da Empresa Lagunense de Navegação. 
Era uma sociedade formada por João Thomaz de Souza, Pinho & Cia e Sady Candemil & Cia, proprietários dos navios “Laguna” e “Adelaide”. Operava no ramo de exportação de cereais, farinha, madeira, camarão seco, entre outros produtos.

Mas voltemos a Luiz Severino Duarte:
Em 13 de junho de 1920, num terreno baldio entre as ruas Tenente Bessa e Duque de Caxias, Luiz Severino Duarte inaugurou sua residência, um verdadeiro palacete, um dos prédios mais bonitos e pomposos da Laguna, no estilo eclético. A alta sociedade da Laguna prestigiou o evento, abrilhantado pela Banda Amor à Pátria, de Jaguaruna, cidade natal do proprietário e entidade musical da qual foi membro na juventude.
Luiz Severino Duarte era casado com Francisca Barreiros Duarte. O casal não teve filhos.
Francisca era irmã de Francisco, Geraldino, João, Maria Barreiros e de Thomázia Barreiros da Silva casada com Antônio (Totônio) Batista da Silva, pais de Judith Batista (Remor).
Numa charrete nas areias entre a Praia do Mar Grosso e Iró, Luiz Severino Duarte com sua esposa Francisca Barreiros Duarte e algumas crianças, provavelmente sobrinhos do casal. Ao fundo, na elevação do Morro, sua casa de veraneio. Foto: Arquivo Marega.
 Quando dos falecimentos de Francisca e posteriormente de Luiz Severino, seus bens, aí incluído o palacete no centro da cidade, ficaram para sua sobrinha Judith Batista Remor e seu marido Carlos Alberto Remor, de saudosas memórias. Proprietários que sempre trataram com zelo e carinho o familiar imóvel. Pais de Aurélio, Luiz Carlos, Rogério, Antônio Carlos e Maria Helena Remor.
Tenho certeza que muitos ainda se lembram do Antônio Carlos (Totá), um dos filhos do casal, caminhando no varandão do imóvel balbuciando rezas ou dedilhando lindos acordes ao piano na imensa sala do casarão.
Mais tarde o palacete foi adquirido pela Celesc e onde ainda hoje funciona o escritório da empresa.

Em 1978, a homenagem
Em 4 de abril de 1978, o vereador Leandro José Crippa, o Juca, tio do atual vereador Peterson (Preto) Crippa da Silva (PP), apresentou projeto de lei (nº 16/78) denominando de Luiz Severino Duarte “a via pública do bairro Mar Grosso, tendo início na terminação da avenida senador Galotti com seu término na avenida da Praia do Iró” (hoje Cláudio Horn).
Na justificativa ao projeto o vereador Juca Crippa,  informou:

“Luiz Severino Duarte pertenceu ao honrado comércio lagunense durante mais de cinquenta anos; fez parte da Empresa de Navegação Santo Antônio Ltda., que mandou construir no estaleiro desta cidade, o iate a motor “Santo Antônio” que foi o orgulho da construção naval da Laguna e que serviu durante 24 anos no transporte das riquezas produzidas nesta região.
Foi Juiz substituto da Comarca da Laguna durante muitos anos merecendo menções honrosas de Juízes e Corregedores pela maneira justa e equilibrada no desempenho de seu cargo; foi presidente da Associação Comercial, a qual serviu com muita dedicação e acerto; fez parte da Comissão construtora do Prédio São Vicente de Paula, na qualidade de tesoureiro e benfeitor.
Em 1920 quando poucos lagunenses acreditavam no futuro da Laguna ele teve a coragem de mandar construir, nesta cidade, uma das mais belas residências que, ainda hoje, embeleza o centro da cidade.
Finalmente, foi ele que, através de seu amigo Carlos Alberto Remor, fez doação de uma área de cerca de 900 metros quadrados de terra para que a Prefeitura pudesse rasgar a Rua Projetada o que se propõe seja dado o nome desse benemérito lagunista”.

O Projeto de Lei foi aprovado por unanimidade pelo Legislativo. Em poucos dias, em 28 de abril de 1978, o prefeito Mário José Remor sancionou a Lei nº 15/78, dando a denominação de Luiz Severino Duarte à citada rua.
Se a mudança de alteração de nome da via for proposta e aprovada pelo Legislativo lagunense, mais uma vez será pisar em nossa história e desrespeitar a memória de nossos antepassados.