segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Cansativo

Tem político por aí abolindo o limite do cinismo.
A casa caindo e o discurso continua igual, num eterno blablabla, numa repetição cansativa, ad nausean.
Acusações, denúncias e investigações vão se multiplicando e o sujeito só repete o engodo de sempre.

Esquece, propositalmente, que o tempo do palanque passou e que a triste realidade dos desmandos e da incompetência estão vindo à tona.

Enquanto isso...

Pesquei lá no Blog do Renato. Aliás, muito apropriadamente.

sábado, 24 de outubro de 2015

Onde vivem certos políticos?

Eu não sei em que cidade alguns políticos moram. Às vezes tenho minhas dúvidas se eles estão realmente residindo na mesma Laguna que muitos de nós. Porque dificilmente são encontrados pelas ruas.
São problemas em todas as regiões e setores e tem político que diz que só fica sabendo deles pelas redes sociais.

Não era o caso então de visitarem as localidades? As associações? Os clubes? Ouvirem mais o povo e suas reclamações e reivindicações?
A verdade é que só lembram de certas comunidades da Laguna quando das eleições. Aí aparecem com seus sorrisos de porcelana, seus abraços em braços longos, suados apertos de mãos e suas promessas repetitivas.

Mas os culpados são muitos eleitores lagunenses que continuam votando nessa gente. Reelegendo-os eleição após eleição, mesmo sabendo que, quando eleitos, eles só pensam em si e em seus familiares (esposas, filhos, noras...) e que por sinal, vão muito bem, obrigado, lotados em cargos na prefeitura e em outros órgãos do governo.

Depois não adianta se queixar.

Na mosca

“Notícia é algo que alguém, em algum lugar, não quer ver publicado. Todo o resto é publicidade”.

(Lord Northcliffe)

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Vereador se diz horrorizado com situação do Centro Social Urbano

Na sessão da última quarta-feira (21), vereador Kleber (Kek) Roberto Lopes Rosa (PP) ocupou a tribuna da Casa para se dizer horrorizado com a situação em que se encontra o prédio do CSU - Centro Social Urbano.
(Ah é? Só agora contaram pra ele?)

Disse que grupos de mulheres e de idosos fazem suas reuniões lá, que ficou revoltado, pois não tem água, energia elétrica e o lixo espalhado pelo prédio.

Como a “encrenca” do vereador, desde há muito tempo, é com a agora presidente da Fundação Irmã Vera Maria Inês Uliano (estaria ela retornando ao gabinete do prefeito?), o vereador jogou no colo dela o problema e lamentou que a presidente daquela Fundação (omitindo seu nome) não tenha tomado providencias quanto a isso.

E foi além em outros assuntos, dizendo que Maria Inês Uliano não convidou alguns grupos de terceira idade para participar da festa do idoso no Centro Cultural. Kek afirmou também que a Frente de Trabalho é um programa social, não empreguismo e deve assistir pessoas carentes de nossa cidade. Não deu nomes para suas acusações de empreguismo na Frente de Trabalho.

Vereador Orlando puxou a orelha do Kek

O vereador Orlando Rodrigues (PSD), que retornava à titularidade da Câmara, usando a palavra logo a seguir, calou o vereador Kek, afirmando que o prédio do Centro Social Urbano - CSU é de responsabilidade da secretaria de Educação do município, cujo titular, Klevys Lopes Rosa (funcionário efetivo da prefeitura), é irmão do próprio vereador Kek.

Coisa cabeluda. Ou seria bicha?

“Tem muita coisa cabeluda no universo da política sem direito a depilação. Onde mais vale um cargo na mão do que um impeachment voando”.

(Do colunista Paulo Alceu).

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Presidente da Fundação Lagunense de Cultura é exonerado

Conforme Portaria assinada pelo prefeito Everaldo dos Santos e publicada no Diário Oficial de hoje, o presidente da Fundação Lagunense de Cultura Leonardo Fernandes Pascoal foi exonerado do cargo. Foi pego de surpresa, conforme declarou em entrevistas.

Em seu lugar assume o advogado Norton Araújo Mattos, que vinha exercendo a assessoria jurídica daquela Fundação.
A alguns radialistas e jornalistas o prefeito explicou que a “exoneração se deu para colaborar com as investigações”.

Como é que é? Uma atitude no mínimo estranha do prefeito, já que, até onde se sabe, não há nenhuma acusação formal pela Justiça até o momento contra o agora ex-presidente da Fundação. O próprio prefeito diz que não se pode condenar ninguém antecipadamente.
O ato de exoneração então o que poderia ser configurado? Precaução? Há quem fale que Leonardo Pascoal assumiria outra função dentro da prefa. Será?

Como até agora não foi expedida nenhuma Nota Oficial sobre o ocorrido, por parte da secretaria de Comunicação da prefeitura ou através do chefe de gabinete  do prefeito, sempre ligeiro quando se trata de divulgar a chamada agenda positiva, o tititi na cidade corre solto.

Operação de busca e apreensão de documentos na prefeitura da Laguna

Foto: Elvis Palma
Ontem o agito e a correria foi grande na cidade por conta da presença de policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais - Deic que cumpriam mandados de busca e apreensão de documentos, na Fundação Lagunense de Cultura e também na Secretaria de Finanças. Por conta disso, boatos circularam o dia todo.
Documentos foram levados para a segunda promotoria no Fórum da cidade, que ficou de se manifestar à imprensa hoje à tarde sobre o ocorrido. Sabe-se, extraoficialmente, tratar-se de investigações sobre repasses de recursos e licitações.
Prefeitura até este momento não emitiu nenhuma Nota Oficial.
Ontem à noite o assunto não foi abordado na sessão da Câmara por nenhum vereador.
Jornais da região no dia de hoje estampam reportagens sobre o ocorrido, que também foi pauta do RBS notícias de ontem à noite e Jornal do Meio-Dia da RICSC desta quinta-feira:


http://www.notisul.com.br/n/ultimas/investigacao_apontara_se_ha_fraudes-54837

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/rbs-noticias/videos/t/edicoes/v/policia-civil-cumpre-mandados-de-busca-na-prefeitura-de-laguna/4554601/



sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Qual é a turma?

"Tão importante quanto saber quem é o candidato, é saber qual é a turma do candidato. Quem paga suas contas e quem vai cobrar, mais adiante, a lealdade. Quem, enfim será o dono e senhor do mandato."

(César Valente)

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Sujismundo

Moradores e comerciantes das ruas Barão do Rio Branco e Raulino Horn querem saber quem anda jogando, à noite, baldes de gordura e restos de comida nos bueiros pluviais recém construídos naquelas vias, por conta das obras de revitalização.
Além de completamente ilegal, no dia seguinte, com o sol, o odor torna-se insuportável naquela área.
Já tem gente de plantão para flagrar e fotografar o sujismundo, que na calada da noite despeja os resíduos, para depois postar a foto nas redes sociais e denunciá-lo, junto com seu estabelecimento comercial, à Vigilância Sanitária.

Existe ou não existe?

“Mas essa tal Felicidade existe?
Existe, sim: mas nós não a alcançamos
Porque está sempre apenas onde a pomos
E nunca a pomos onde nós estamos”.

(Poeta Vicente de Carvalho)

sábado, 3 de outubro de 2015

Bloqueio de contas da prefeitura da Laguna é suspenso pelo TJSC

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), por meio de uma decisão do presidente do TJ, desembargador Nelson Schaefer Martins, divulgada nesta sexta-feira (2), suspendeu o bloqueio imediato de valores nas contas da prefeitura da Laguna, devendo o município pagar os atrasados referente a precatórios negociados por regime especial em quatro parcelas mensais e sucessivas, iniciando-se no mês de novembro do ano corrente.
Em resumo, o desembargador explica o seu parecer favorável à prefeitura em avaliação da atual situação econômica da municipalidade, diante da crise financeira que se alastra no país, com a redução de repasses federais e estaduais aos municípios.

A defesa foi protocolada no Tribunal pela Procuradoria-Geral da Laguna na terça-feira (29), logo após o mesmo TJ determinar que a prefeitura da Laguna providenciasse o pagamento das parcelas vencidas no valor de cerca de R$ 1 milhão, e que havia decretado o sequestro, por meio do convênio BacenJud, dos recursos financeiros necessários ao cumprimento do Regime Especial.

O procurador jurídico do município, Adriano Teixeira Massih, informa que a prefeitura havia optado pelo regime especial de precatórios em 2010, na gestão anterior à de Everaldo. Com a adesão, depositaria todo mês 1,78% da receita corrente líquida para o pagamento de precatórios. Desde março, porém, a prefeitura não realizava os pagamentos em função da crise financeira que abate o município.

Na decisão, o presidente do TJ ainda argumenta que o bloqueio nas contas municipais inviabilizaria a prestação dos serviços essenciais à população, diante da baixa arrecadação. "Com efeito, urge adequar a medida extrema à realidade local, fracionando-a, de modo a permitir o seu cumprimento com o menor impacto nas contas públicas, minimizando o desequilíbrio daí decorrente, sem ferir, em contrapartida, o direito judicialmente reconhecido aos credores. Neste contexto, acolhendo parcialmente a pretensão.

Por fim, diante do depósito voluntário realizado pela municipalidade, consoante comprovante acostado às fls. 394-695, determino o repasse da importância ao primeiro precatório da ordem cronológica, abatendo-se à referida quantia do saldo devedor", escreveu Schaefer em sua decisão conforme Autos n.º: 0000096-44.2011.8.24.0500.

Fonte: PML

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Câmara da Laguna: saem suplentes, retornam titulares

Retornaram para Câmara de Vereadores nesta quinta-feira dia 01, os vereadores Roberto Alves (PP), Kleber Roberto Lopes (PP) e Thiago Alcides Duarte (PMDB). Os três estavam licenciados. Apenas Thiago Duarte ocupava um cargo público fora da Câmara, o de secretário de Agricultura e Pesca.
Deixam a Câmara os vereadores suplentes: Renato Borges de Oliveira (PMDB), Peterson Crippa (PP) e Otávio Pereira (PP).
O presidente Antônio das Silva (PR) deixa a presidência interinamente, volta ao cargo Roberto Alves após 45 dias de licença.
Alves já irá presidir a Sessão Ordinária da próxima sexta-feira dia 2, às 17h.

Dois suplentes continuam. Luiz Felipe Remor (PMDB), no lugar de Valdomiro Macho e Irã Ramos (PMDB), no lugar de Orlando Rodrigues (PSD), em coligação.