sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ditado popular

"Quem com porco se junta, farelo come".


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Falecimento+

Faleceu nesta manhã, aos 71 anos, no Hospital Nª Senhora da Conceição, em Tubarão, Aurélio Bonifácio  Vieira (o Lelo da loteria).
Corpo está sendo velado na capela mortuária Santo Antônio dos Anjos (ex-cine-Roma), avenida engenheiro Colombo Machado Salles, e sepultamento ocorre nesta sexta-feira, às 10 horas.
Sentimentos aos amigos e familiares.

Quando serão instaladas?

As 18 câmeras de segurança em operação no Centro Histórico são responsabilidade do município, investimento de R$ 328,9 mil da União e da prefeitura, façamos justiça, apesar da novela que foi.
E as outras 10 câmeras, responsabilidade do estado, por que ainda não foram instaladas no Mar Grosso e em outros bairros?

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Impasse

Há um impasse na escolha do novo secretariado da prefeitura da Laguna e certamente por isso, dentre outros problemas, a nominata ainda não foi divulgada oficialmente.
Dirigentes do PSDB lagunense estariam exigindo o cumprimento de um acordo – em papel assinado por Antônio dos Santos e Robson Caporal antes das eleições – em que caberia ao partido assumir duas secretarias, a de Planejamento e também a de Educação.
Ora essa, então quem teria prometido as duas secretarias ao PP?

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Grupo de escritores lagunenses lança terceira coletânea

O sítio República dos Autores organizado por J. Machado, juntamente com o Grupo Carrossel das Letras, irão promover a noite de autógrafos do volume III da coletânea “Tão Longe, Tão perto”, neste dia 28, às 20h, no Dek 901, no Mar Grosso.
São 28 autores, textos e imagens em preto e branco. As fotos retratam elementos da cultura local e também paisagísticos. A imagem da capa e outras são assinadas por Fátima Barreto Michels.
“A obra que ora apresentamos, é a junção de sentimentos retratados através da escrita de um povo espalhado. Cada qual em sua aldeia, cada aldeia com seu universo. O que une este contingente é a sensibilidade escancarada, sem medos, sem vergonha de se mostrar.” descreve J. Machado, palavras iniciais na apresentação da coletânea.
O evento será em benefício à Casa da Gente, entidade que atende crianças em risco social.

sábado, 24 de novembro de 2012

Reitor da Udesc esteve na Laguna

Penso que a instalação da Udesc em nossa cidade com seus cursos, foi um dos maiores presentes para Laguna acontecidos nos últimos anos. Graças à visão do lagunense Eduardo Pinho Moreira, vice-governador, Laguna ganhou centenas de alunos que não só representam um incremento econômico, através de aluguéis, refeições, vestuário, etc., como também em termos de pensamentos e da oxigenação de novas idéias.
Sede da Udesc
Através de professores e alunos, projetos são apresentados, sugestões de novos empreendimentos e cooparticipação em algumas obras. Daqui pra frente todo governante da Laguna não pode mais ignorar a força da Udesc como pólo gerador do pensamento.

Pois na última quinta-feira, 22, o reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Antonio Heronaldo de Sousa, esteve na Laguna. Visitou o Centro de Educação Superior da Região Sul (Ceres) e tratou de assuntos administrativos, além de acompanhar as obras da nova sede da unidade e da praça do Ginásio de Esportes Bertoldo Werner.

Reitor (de terno) confere futura sede


“A visita também serviu para acompanhar a defesa de um trabalho de conclusão de curso em Arquitetura e Urbanismo. No fim deste ano teremos a formatura da primeira turma do centro da Laguna”, disse o reitor.

O novo prédio da Udesc Laguna começou a ser construído neste ano e estará finalizado no segundo semestre de 2013. Com sete mil metros quadrados, terá 21 salas de aula, biblioteca e um auditório com capacidade para 250 pessoas. O investimento total é de R$ 6,2 milhões.
A futura sede também abrigará os cursos de pós-graduação, que serão implantados a partir de 2016, enquanto na atual, localizada ao lado, ficarão os laboratórios da graduação e a administração.
Fundos da praça de ginásio ganhará estacionamento
Outra obra a cargo da Udesc Laguna é a revitalização da praça do Ginásio de Esportes Bertoldo Werner, que iniciou neste mês e terminará em 90 dias, com valor de R$ 466.454,38. A parte frontal do local terá uma área para eventos e arborização, enquanto um estacionamento será feito nos fundos.
“O andamento das duas obras está dentro da normalidade”, afirmou o diretor-geral da Udesc Laguna, João Rotta Filho.


Aluna propõe, em TCC, a reabilitação da antiga estação ferroviária da Laguna como terminal turístico-rodoviário
Lembram quando escrevi aqui que a Laguna deveria aproveitar sua estação ferroviária no Campo de Fora, sua história, inclusive os trilhos que passam defronte à cidade, em Cabeçuda? Pois leiam isso:

O reitor Antonio Heronaldo assistiu à defesa do trabalho de conclusão de curso (TCC) da aluna Cinthya Nara Piana, de Arquitetura e Urbanismo, que propôs a reabilitação da antiga estação ferroviária da Laguna como terminal turístico-rodoviário.
Reitor prestigiou apresentação de TCC de aluna de Arquitetura e Urbanismo

A Laguna é rica em muitas áreas, basta saber explorar esses potenciais. Mas até hoje nossos administradores viram o prédio do Campo de Fora como uma coisa velha que só serve para... um pátio de lixão e secretaria de obras.
Parabéns à aluna Cinthya, quem sabe alguém seja iluminado e seu projeto aproveitado.

Ao todo, 21 alunos do curso participam das apresentações de TCCs, cujas bancas terminam nesta quinta-feira, e integram a primeira turma de Arquitetura e Urbanismo, assim como do centro, a ser concluída. A formatura está marcada para 22 de dezembro, no Centro Cultural e Social Santo Antônio dos Anjos.
“Os trabalhos estão excelentes. A gente fica muito feliz por estar colocando profissionais qualificados no mercado”, destacou o professor Anselmo Fabio de Moraes.

Fonte: Com informações da Assessoria de Comunicação da Udesc - Jornalista Rodrigo Brüning Schmitt

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Falecimento+

Registro com pesar o falecimento nesta semana de Aryovaldo Huáscar Machado, em Florianópolis.
Lenda do rádio catarinense, Ariovaldo estava em coma, internado há algumas semanas em hospital da Capital do Estado, como já havia registrado aqui nesta página.
Corpo foi cremado em Balneário Camboriú e, conforme seu desejo, as cinzas serão jogadas no Rio Jundiá, na Boa Vistinha do Meleiro.
Sentimentos aos familiares e amigos.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Momento angelical

Um reluzente e solitário girassol plantado no canteiro da avenida engenheiro Colombo Machado Salles, defronte ao Mercado Público, resiste e demonstra esperançoso que:
 - Sim! É possível embelezar Laguna, apesar do vento nordeste, da chuva e de péssimos administradores. Porque os homens passam.
Além disso é uma flor simbólica que significa fama, sucesso, sorte e felicidade.
Teremos tudo isso?
(Ao fundo, em contraste horroroso, a pintura do Mercado).


***
Nada mais justo que uma homenagem ao Grupo Ave de Rapina e seu Girassóis da Rússia, na voz de Joãozinho Rodrigues (e mais Gero Perito,  Samir Abrahão, Jair Foss, Marcelo Carneiro e Eduardo Paes), numa gravação amadora feita um ano atrás no Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos. As imagens não são boas, mas o som e a interpretação é doideira, arrepia, coisa nossa. Uau.



E para completar, o tema musical (abertura) do filme Girassóis da Rússia, de Vittorio de Sica, com Sophia Loren e Marcello Mastroianni. Produção de Carlo Ponti. Fotografia do grande Giuseppe Rotunno e a música inesquecível de Henry Mancini. Para todo o sempre:



terça-feira, 20 de novembro de 2012

Laguna precisa de uma nova “Comissão de aformoseamento”

No começo do século XX, o prefeito do Rio de Janeiro, Pereira Passos (1902-1906), promovia naquela cidade uma urbanização, saneamento e civilização da recente Capital da República. Era o chamado “bota-abaixo”.
O centro da cidade foi o local que sofreu as maiores transformações.
Avenidas foram abertas, morros desmanchados, mangues aterrados. Nem tudo deu certo, é bem verdade. Cortiços foram derrubados e sua população sem ter pra onde ir e não querendo se afastar do centro começou a subir os morros dando origem à ocupação desordenada até hoje.
Mas os maiores objetivos, que era o saneamento básico e a higiene foram conseguidos.  Pereira Passos quando estudou em Paris, tinha presenciado as reformas urbanas promovidas por Georges-Eugène Haussmann e as implantou no Rio de Janeiro.

Urbanização também na Laguna
Na Laguna não era diferente. No segundo quartel do século XIX, com a chegada de imigrantes e o início da exploração do carvão no sul do estado e construção da Estrada de Ferro Tereza Cristina, uma onda de progresso começa a varrer a cidade.
Teatro, clubes, Sociedades Musicais e carnavalescas, Grupos Escolares, jornais, biblioteca, hospital, mercado, são construídos e inaugurados. Pelo porto da cidade escoavam produtos primários e chegavam os manufaturados. O tráfego com outras praças era intenso, inclusive com o Rio de Janeiro.
“Inegavelmente, foi a época de maior luxo em nossa terra”, diz Saul Ulysséa, em sua obra A Laguna de 1880.
Mas a cidade ainda sofria com a falta de saneamento básico, as ruas não eram calçadas, não havia um cais para seu porto e existiam zonas alagadiças em pleno centro da cidade.

Num relatório feito pelo Juiz Dr. Francisco Izidoro Rodrigues da Costa, contendo informações da cidade, podemos ler:

“A Laguna, cidade importante da Província, não tem procurado melhorar o seu estado sanitário.
As emanações pantanosas, sobretudo, que favorecem a propagação de epidemias, não são extintas. A Providência favoreceu o povo com uma contínua mudança de ventos, que carregam os miasmas e contribuem para a salubridade, embora de 1874 a 1878 a epidemia da Varíola dizirnasse a população. Estando em frequente comunicação com o Rio de Janeiro, facilmente se importa a Febre Amarela, as Bechigas e todas as espécies de epidemias. Deve-se por isso conservar as casas, as ruas, os valos e outros focos de miasmas sempre acionados, observando os preconceitos higiênicos”.

Mais adiante ele faz um alerta:

“Muitas são as necessidades locais que já deixamos ditas no correr deste  trabalho tudo está por fazer: A barra necessita ser melhorada, cemitério ser construído, as suas ruas, calçadas, o mercado, o chafariz construídos. Se pelos esforços comum não se levar a efeito os melhoramentos  indispensáveis ao cômodo e bem-estar, construindo-se, assim uma independência dos favores do Estado, jamais, por outra forma, dar-lhe-á prova de vitalidade e prosperidade. A população almeja possuir tão importantes melhoramentos”.

Pois nos primeiros anos do século XX, comerciantes, armadores e autoridades do município se reuniram para dar uma nova cara para a cidade. Foi criada, em 14 de julho de 1907, por iniciativa de Ataliba Rollin, uma “Comissão de Aformoseamento” para sugestões, projetos e arrecadação de numerários para as futuras obras.
É quando surge o jardim Calheiros da Graça e seu chafariz no antigo Campo do Manejo, a construção do cais em granito, passeios, calçamento de ruas, iluminação elétrica, etc.

***

Pois bem. Que a Laguna ficou feia e abandonada nos últimos anos isso é público e notório.
A cidade precisa de um banho de loja, para tornar a vida dos habitantes mais agradável e bonita aos seus olhos. Turistas que visitam Laguna precisam também constatar, além das belezas naturais em que a cidade é pródiga, o esmero e tratamento que o poder público e os moradores dão a polis onde residem.
Não há, creio eu, quem não queira viver e mostrar a visitantes um lugar asseado e bonito e que receba elogios.

Prefeito eleito Everaldo dos Santos deveria criar no organograma da prefeitura uma nova comissão de aformoseamento da cidade, versão século XXI. Este grupo ficaria encarregado, por exemplo, de pintar, florir, iluminar praças, canteiros e ruas, recuperar e manter monumentos, instalar lixeiras, cobrando, acompanhando e fiscalizando os trabalhos de outros órgãos envolvidos.
Em pouco tempo, muito trabalho e algum recurso, evidentemente, já poderíamos colher os resultados da aparência de uma nova Laguna.
Fica a sugestão.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Salve a Bandeira Nacional

Longe vai o tempo em que, perfilados nos corredores ou no pátio da então Escola Básica Jerônimo Coelho, anualmente no dia 19 de novembro, data em sua homenagem, cantávamos,  alunos do Primário, o Hino da Bandeira. Ao comando, a diretora e professora Hilda Soares Bicca, vigorosa, em seus plenos pulmões:
- Meninos e meninas, mãos espalmadas sobre o peito, cantem bem alto!

No então Conjunto Educacional Almirante Lamego – CEAL, professor e diretor Jairo Ulysséa Baião também reunia os alunos, professores e funcionários defronte ao estabelecimento escolar, para o hasteamento do pavilhão. Uma comprida e retrátil antena em suas mãos ajudava a organizar as filas de centenas de alunos.

Verdes anos de nossa infância e juventude, onde aflorava a brasilidade e o sentido de união. Quantos lutaram e morreram por ti, na esperança de um mundo melhor?
Bandeira Nacional lembrada somente por ocasião de olimpíadas e copas do mundo.
Bandeira Nacional tantas vezes conspurcada por políticos e administradores medíocres, traidores do povo e de suas esperanças. 

Pois daqui vai a nossa homenagem ao “lindo pendão da esperança” e ao seu hino:



sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Sete homens e um destino (e alguns segredos)

O resultado de várias reuniões acontecidas nos últimos dias nasceu esta semana.
Um grupo formado por sete vereadores eleitos no dia sete de outubro último fechou com vistas à próxima Mesa Diretora da Câmara de vereadores da Laguna.
Chamado de bloco por alguns, ele é formado por Zezinho Siqueira (PT), Silva Bombeiro e Rodrigo Moraes (PR), Patrick (PSD), Roberto Alves(PP), Wilsinho Elias Vieiras(PSDB) e Valdomiro Macho(PMDB).
Os três últimos pertencentes à coligação que elegeu Everaldo dos Santos à prefeitura. Valdomiro é do partido do prefeito.

Os sete membros afirmam em entrevistas às rádios da Laguna que não querem fazer oposição ao prefeito eleito, prezam a independência do Legislativo. Sei, sei.
Até então o atual vereador (e reeleito) Eduardo (Dudu) Nacif Carneiro (PP) era citado como o próximo presidente do Legislativo lagunense, com apoio de Everaldo.
O quadro vai se alterando e é provável que o vereador mais votado, Roberto Alves (PP), seja o presidente da Câmara, com Waldomiro Macho (PMDB) como vice.
Mas as pressões são muitas e o quadro pode-se alterar até o primeiro dia de 2013, apesar dos membros do bloco afirmarem em uníssono, que não vão roer a corda do acordo.

Lagunense no governo de Tubarão

A advogada Patrícia Uliano Effting, funcionária do quadro efetivo da prefeitura de Tubarão desde 2008, foi anunciada pelo prefeito eleito Olavio Falchetti no cargo de Procuradora Geral do município.
Ela é mestre em direito constitucional, pós-graduada em direito tributário e especialista em direito do trabalho.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Ópera do malandro lagunense

Esta aconteceu já faz alguns anos, mas somente agora me contaram.
Lagunense dos mais conhecidos, divorciado há algum tempo, quase sexagenário, vinha há meses jogando charme para uma colega de serviço, um órgão público da Laguna. Papo vai, papo vem e nada da mulher aceitar um convite para um chope num barzinho, uma circulada de carro ou um cinema.
Semanas se passaram, já estava até desistindo da empreitada quando, inesperadamente recebeu um convite dela para um jantar na sexta-feira, em sua casa, para ouvir umas músicas clássicas, uns CDs recém adquiridos. Ele gostava, pois não?
(PS: Esta é mais velha do que convidar para conhecer coleção de selos, mas, vá lá).

Ele respondeu:
- Música clássica? Imagina? É o que mais adoro.
O convite mexeu com seus pontos fracos. Um jantar a luz de velas, um bom vinho e ouvir uns clássicos no sofá eram tudo de bom, sonho de consumo seu, além de unir o útil ao agradável.
O resto ficaria por conta da noite, do papo e dos hormônios. Aceitou o convite, é claro.

O restante da semana foi de êxtase, de preparativos e de expectativa.
No início da noite da sexta se preparou. Um bom banho, camisa e cueca novas, uma colônia, barba feita, hálito perfumado.
Vinte horas exatamente estacionou seu carro defronte a casa da colega. Pontualidade era seu forte e fazia questão de ser assim. Até hoje.
Qual foi sua surpresa quando foi recebido pela anfitriã e por dezenas de cachorros os mais variados, em tamanho, sexo e raças.
Se ele gostava de música clássica, sua colega adorava bichos e adotava todos os cães abandonados pelas ruas. Questão de gosto e de um coração bondoso.

Enquanto o jantar esquentava ao forno ficaram a ouvir uns clássicos no aparelho de som. Pois ficaram na tentativa.
Porque tão logo A Royal Philharmonic Orchestra, de Londres, executava o “Concerto para violino e orquestra nº 2 em Mi Menor”, da magia de Felix Mendelssohn, o cães do lado de fora faziam o acompanhamento, entre uivos e latidos. E imitavam trompetes, violinos e até piano, em movimentos e compassos introdutórios, se estendendo em rapsódicas variações.

Trocaram o disco para o romântico Frédéric Chopin em seu “Concerto para piano nº 2 em Fá Menor”...
Tentaram um ar mais rural com Joseph Haydn e seu “Minueto e Trio – Moderato”...
A tudo, qual orquestra afinada, os peludos acompanhavam os acordes musicais. Era uma orquestra digna de figurar no Guiness Book e de participar do Domingão do Faustão.

O jantar até estava maravilhoso, mas o clima romântico não rolou e logo após, com uma desculpa qualquer, ele partiu pra nunca mais.
Aquilo ali era um assassinato da música clássica, um desrespeito aos grandes compositores da humanidade. Aquele acompanhamento quebrava a vara, digo, a batuta de qualquer maestro, murchava (êpa!) qualquer veia poética, ele pensou enquanto voltava pra casa.

Até hoje, já passado anos, quando ele põe um clássico pra tocar, seus tímpanos parecem ainda ouvir uns latidos e uivos ao fundo, testemunhando um caso, um concerto inacabado que ficou registrado nas páginas de sua memória e nas partituras de suas frustradas conquistas.

Eu não sou cachorro não

Dando uma volta dia desses com meu cachorro Bob, como regularmente eu faço, observo um automóvel estacionar na Praça República Juliana, placas de Porto Alegre.
Duas jovens mulheres saltam do veículo e perguntam qual o horário do Museu Anita Garibaldi. Informo, todo solícito. Elas agradecem, continuam caminhando e uma diz pra outra:
- Báh... mas que gordinho lindo, tri-legal!
Eu, cinquentão-grisalho, convencido e bobo, agradeço murmurando um obrigado.
Uma das gaúchas se volta e fala, sorrindo:
- Estava me referindo ao cachorrinho...

***
Não está fácil, leitor(a), já estou perdendo até para o Bob.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

E continuam as informações sobre o novo secretariado lagunense

Não há um dia na terra Juliana que não surjam especulações sobre os nomes do novo secretariado. Enquanto a lista oficial não for divulgada isso vai continuar. Faz parte do processo.
Na manhã desta quarta-feira apareceram novidades. Vamos a elas:

1)     Leca Barzan foi convidado, mas prefere continuar trabalhando na Câmara de Vereadores;
2)     Na presidência da Fundação Lagunense de Cultura assumiria, na verdade, Robson Caporal e não Adilcio Cadorin, conforme anteriormente informado.  Já corrigi no texto;
3)     Maria Inês Uliano (hoje chefe de gabinete de Everaldo na presidência da Câmara) será a secretária de governo;
4)     Carmensita Almeida da Rocha assumiria a pasta de Assistência Social.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Os comentários sobre o novo secretariado são muitos

1) Há muito disse me disse em listas que estão surgindo. Pode ser até que um ou outro indicado não emplaque. Vai saber. Esses acordos...

2) Já para a presidência da Câmara o que parecia garantido não está tão assim e o vereador Dudu Carneiro (PP) pode enfrentar resistências.
O que eu soube é que teria surgido outro grupo que já contaria com sete membros, o que seria maioria numa votação, sendo liderado pelo vereador mais votado, Roberto Alves (PP). As conversas estão ocorrendo, inclusive numa pizzaria da praia.

3) Aderbal Moreira Cardoso assumiria na verdade a fusão de duas secretarias, a da Pesca e a de Desenvolvimento Econômico Social e não como secretário de governo, conforme informei anteriormente e já corrigi.


Vamos aguardar e confirmar ou não as previsões.

Nota de falecimento+

Faleceu na madrugada de hoje, Otemar Caio Pereira, o seu Otto, aos 88 anos, um dos mais antigos comerciantes em nossa cidade ainda em atividade.
Membro da Irmandade Santo Antônio dos Anjos, também participou por diversas diretorias da Associação Comercial e Industrial da Laguna-Acil.
Corpo está sendo velado na capela mortuária Santo Antônio (ex-cine-Roma), avenida engenheiro Colombo Machado Salles, e sepultamento ocorre às 17 horas desta segunda-feira.
Sentimentos aos familiares e amigos.

P S :
Quando da despedida, belas palavras foram proferidas pela senhora Marilda (Dida) Lopes Fernandes e Maurício Fernandes Pereira, que enalteceram as qualidades do seu Otto, dentre elas a honestidade, o caráter, o trabalho e o exemplo e dedicação à família e à sociedade.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Secretariado

Nas rodas políticas são muitos os nomes que vem sendo citados para compor o secretariado do prefeito eleito Everaldo dos Santos. Algumas indicações e colocações já estão acertadas lá atrás, nas preliminares das candidaturas, quando do feitio das coligações; outros já são frutos de composições políticas após os resultados das urnas.
Conforme declaração à imprensa do prefeito eleito Everaldo dos Santos, sua intenção, além de reduzir o secretariado de treze para sete, é também aumentar os vencimentos do secretariado de R$ 4.500 para R$ 7.500, o que também vai pesar nas decisões de alguns nomes em aceitar os convites para os cargos.

Uma das novidades seria o atual vereador (e reeleito para mais um mandato) Orlando Rodrigues (PSD) na secretaria de Obras, abrindo assim vaga para o vereador Irã Ramos.
Eis alguns nomes – com os respectivos cargos – que estão sendo citados nas rodas políticas da cidade, lembrando sempre que o quadro poderá sofrer alterações, até porque a lista abaixo é em caráter oficioso. A relação oficial poderá ser divulgada semana que vem:

Secretaria das Pesca e Desenvolvimento Social (fusão): Aderbal Moreira Cardoso; Fazenda, Administração e Serviços Públicos: Antônio dos Santos; Planejamento Urbano e Habitação: Daniel Roberge; Saúde: Luiz Felipe Remor; Educação e Esportes: Luiz Fernando Schiefler Lopes (ele mesmo, o atual vice-prefeito); Obras e Saneamento: Orlando Rodrigues; Turismo e Lazer: João Carlos Moraes (gerente do Laguna Tourist Hotel); Comunicação Social: dobradinha Vanio Santos e Celso Fernandes; Fundação Lagunense de Cultura: Robson Caporal; Procuradoria: Victor Baião Pereira.

Secretário de Governo: Maria Inês Uliano
Fundação Irmã Vera: ?
Fundação Lagunense do Meio Ambiente: ?
Assistência Social: Carmensita Almeida da Rocha

Como se percebe, se confirmado alguns dos nomes nos cargos, estas indicações se darão puramente por critério político e não técnico.

P S:
1) Soube agora à noite, extra-oficialmente é claro, que o engenheiro Antônio dos Santos assumiria na verdade é a secretaria de Administração (e não a de governo conforme informei anteriormente, por isso já alterei na relação publicada acima). Antônio dos Santos centralizaria assim todos os processos de compras de todos os órgãos da prefeitura. A confirmar esta informação.

2) Muitos vão sobrar, isso é de praxe e a choradeira vai ser grande. Afinal, tem gente por aí que agora é Everaldo desde criancinha, não tem?

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A riqueza do sul de Santa Catarina

O estado de Santa Catarina é rico em belezas naturais, com uma diversidade étnica grandiosa, numa mescla de culturas, linguajar e culinária, isso é sobejamente conhecido.
Mas em qual outra região do país, que não o sul catarinense, você tem tudo isso ao alcance em pouco mais de uma hora de automóvel? Da planície ao planalto num piscar de olhos?
Onde mais você pode sair do litoral depois de passar o dia em uma das praias e após sessenta minutos já se encontra nos altos de uma serra, curtindo panorama diverso, um visual de colinas e verdejantes montanhas e rios e cascatas e lindos cenários bucólicos rurais?
Ou mergulhando numa banheira de águas termais?
O sul de Santa Catarina tem tudo isso e nele você pode entrar em contato rapidamente com as culturas germânica, italiana e portuguesa (açoriana) e toda sua história.
Percorrer a região sul se Santa Catarina é enriquecedor em seus mais variados aspectos. E quem gosta de fotografia é preparar a máquina.

***
Parece texto de folder turístico o que escrevi acima, mas nada mais verdadeiro.
Pena que sejam tão poucos explorados turisticamente, com acessos precários e mal divulgados.

Praia do Mar Grosso - Laguna

Águas Termais de Gravatal

Europa? Não. É Vargem do Cedro, pertinho daqui.


Sabe aquela "casinha no alto da serra, um coqueiro ao lado, um cachorro magro amarrado, um fogão de lenha todo enfumaçado", como na canção, que de vez quando a gente tem vontade de encontrar e fugir pra lá? Ela existe.

Cenário rural de Vargem do Cedro - colonização alemã.
O gado pastando, o riacho murmurando suas águas. Cartão-postal.



Mostra gratuita de cinema francês

De hoje até o dia 12 de novembro, o Sesc estará realizando a Mostra de Cinema “Tati por Inteiro”. Será uma semana dedicada às comédias cinematográficas em homenagem ao cineasta francês Jacques Tati. Os filmes serão exibidos no Iphan, às 19h30min, com entrada franca.

Filmes da Mostra de Cinema - Tati por Inteiro

CARROSSEL DA ESPERANÇA (Jour de Fetê)

AS FÉRIAS DO SR. HULOT (Les vacances de Monseiur Hulot)

MEU TIO (Mon Oncle)

AS AVENTURAS DO SR. HULOT NO TRÂNSITO LOUCO (Trafic)

PARADA (Parade)

Mais informações no 3644-0152.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Nomes para o secretariado

Dentre os nomes que vem sendo citados nas rodas políticas para compor o novo secretariado do prefeito eleito Everaldo dos Santos, a partir do ano que vem, estão o de Leca Barzan, Daniel Roberge, Aderbal Moreira Cardoso e Luiz Felipe Remor.

Acabou o Ensino Médio Integral no Ceal

Falta de recursos é o maior motivo para o fim do Ensino Médio Integral em vários estabelecimentos escolares no estado, inclusive em nossa cidade.
A partir do próximo ano, na Escola de Ensino Médio Almirante Lamego – Ceal, não haverá mais Ensino Médio Integral. Fala-se na criação de um meio termo chamado "Inovador", onde os alunos em vez de cinco dias ficariam somente três na escola.

A verdade é que não basta criar um Ensino Médio Integral na marra, por decreto. Há primeiro que se criar condições nos estabelecimentos escolares para receber os alunos (e mantê-los nas escolas) o dia todo.
Laboratórios funcionando, bibliotecas atualizadas, refeições decentes, instalações adequadas, professores em número suficiente e bem remunerados, etc.

Reclamação

Muita gente reclamando que não está conseguindo construir na área da Praia do Sol, por conta de embargos de loteamentos, que acabam se estendendo a toda a área daquela praia.
O que está acontecendo? Serão construções em áreas sem licença ambientais, as chamadas APPs?
Seria bom que algum vereador da Laguna levantasse a questão.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Aryovaldo Huáscar Machado

Uma das lendas vivas do rádio catarinense está gravemente enfermo.
Está internado há uma semana no Hospital Baia Sul, em Florianópolis, o jornalista e ex-vereador por Criciúma, Aryovaldo Huáscar Machado, 81 anos, irmão do nosso prezado amigo Agilmar Machado, Attahualpa e Aderbal Machado.
Aryovaldo foi um dos pioneiros na Rádio Difusora da Laguna (década de 50, na gerência e também aos microfones), Rádio Araranguá (berço da família Machado) e também da Rádio Eldorado, de Criciúma.
O caso é grave, mas deixamos registrado aqui as nossas esperanças de uma recuperação em sua saúde.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Trem de passageiros para o sul de Santa Catarina - Como nos velhos tempos

Lembram há poucos dias quando abordei aqui sobre o transporte de passageiros por trem aqui no sul do estado? Pois então. Notícia publicada no site da empresa Ferrovia Tereza Cristina dá conta do interesse do grupo português Logistel em minimizar o problema da mobilidade urbana aqui na região.
Já há até projeto, ainda mais que o Governo Federal criou o novo modelo do setor e criação da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que pretende investir, ao longo de 25 anos, R$ 91 bilhões na reforma e construção de 10 mil quilômetros de ferrovias. Destes, 60% devem ser aplicados já nos primeiros cinco anos.
Leiam a matéria na íntegra, abaixo. Os negritos e os sublinhados sãos meus. Volto depois:


Empresa portuguesa apresenta proposta para Transporte de Passageiros na malha da FTC
O setor logístico brasileiro passa por um momento de transformação, em que o modal ferroviário volta à agenda de prioridades. O cenário, que já vinha sendo desenhado pelos números positivos do segmento nos últimos anos, ganhou um impulso maior com o recente lançamento, pelo Governo Federal, do novo modelo do setor e criação da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), que pretende investir, ao longo de 25 anos, R$91 bilhões na reforma e construção de 10 mil quilômetros de ferrovias. Destes, 60% devem ser aplicados já nos primeiros cinco anos.

Com o anúncio do Programa de Investimentos em Logística, o interesse, de empresas estrangeiras, em investirem no país cresceu. Além da expansão na infraestrutura, outros serviços que somam nesse corredor de desenvolvimento também começam a ser planejados.

O projeto para o transporte público ferroviário de passageiros, para minimizar o problema de mobilidade urbana no sul do Estado foi apresentado aos diretores da Ferrovia Tereza Cristina (FTC), pelo administrador da empresa portuguesa Logistel, Albino Pedrosa, nesta quinta-feira (25). Os secretários de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis e de Tubarão, Renato Hinnig e Haroldo de Oliveira da Silva, respectivamente, acompanharam a visita, representando o governador do Estado, Raimundo Colombo.

A manifestação de interesse, apresentada à FTC, visa oferecer uma forma cômoda de viajar com segurança, sem problemas de trânsito, com rapidez, preço reduzido e baixo impacto ambiental. “Aumentar as opções e a capacidade do sistema de transportes nas áreas urbanas e suburbanas é nossa aposta. O serviço de passageiros abrangerá cerca de 11% da população residente na área de influência direta da malha da Ferrovia, que tem 164 km de extensão e atravessa 14 municípios, quase de uma ponta à outra do Sul do Estado, ligando o interior à orla marítima atlântica, no Porto de Imbituba”, explica Pedrosa.

O diretor-presidente da FTC, Benony Schmitz Filho, pontua que por décadas não se falou em ferrovias e agora, com o novo modelo logístico, o setor ferroviário voltou a ser lembrado, e principalmente por ser um forte corredor do desenvolvimento econômico. “Santa Catarina também precisa de uma malha ferroviária para dar suporte ao volume de mercadoria que comercializa. Temos necessidade de um modal terrestre compatível com o marítimo. E mais do que pensar na importância da Ferrovia, para impulsar a economia, precisamos pensar na relevância social deste projeto. Trazer de volta o trem de passageiros elevaria a sua importância à sociedade”, ressalta Schmitz Filho.

Para o administrador da empresa portuguesa, a expectativa em firmar a parceria é grande. “Já tivemos a oportunidade de conhecer a Ferrovia e por isso temos interesse nesta parceria, para contribuir com o desenvolvimento econômico da região. Sabemos que algumas variáveis devem ser ajustadas com a administração da empresa, além de avaliação de infraestrutura, instalações e estações. Estamos à disposição para discutir com a equipe técnica, para que possamos oferecer o transporte de passageiros na região em que a Ferrovia atua”, completa.

A FTC também se mostrou interessada e vai realizar um estudo de viabilidade econômica e social, bem como analisar a importância estratégica como uma opção a mais para oferta do transporte público de passageiros. No prazo de 15 dias deverá se reunir com os representantes da Logistel, para realizarem juntas uma avaliação de investimentos e disponibilidade de infraestrutura.
Fonte: Comunicação FTC

 ***
Voltei
Leram? Pois é... senti falta na matéria da participação da 19ª SDR da Laguna, afinal a ferrovia corta dois municípios abrangidos pela  secretaria, Laguna e Imbituba.
De qualquer maneira eis uma notícia alvissareira e que bem merece a maior atenção das autoridades de nossa cidade, e de seus novos representantes eleitos, prefeito e vereadores, além de órgãos de classe.
Acil, Cdl, e sindicatos da Laguna deveriam também se interessar e participar deste projeto para o transporte público ferroviário de passageiros que visa minimizar o problema de mobilidade urbana no sul do Estado, além é claro de se tornar uma atração turística das mais importantes. Um transporte como nos velhos.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Mais de um 1 milhão e meio para reformas em escolas de Tubarão, Capivari de Baixo, Pedras Grandes, Jaguaruna e Sangão. E pra Laguna, não vem nada?

Nos próximos dias, serão assinadas as ordens de serviço para reforma de 11 escolas. O investimento total será de R$ 1,529 milhão. Serviços começarão no primeiro trimestre de 2013.
Todo esse dinheiro vai para unidades de Tubarão, Capivari de Baixo, Pedras Grandes, Jaguaruna e Sangão. Maioria receberá reparos de pequeno e médio porte, como conserto do telhado e forro, melhorias elétricas, muros, quadras esportivas e pintura
Na lista dos estabelecimentos escolares não consta nenhum da Laguna. Aliás, de nenhuma cidade abrangida pela 19ª SDR.
O que está acontecendo?
E as verbas para a construção de um novo Ana Gondin? E a verba para a reforma do Ceal? E a verba para a reforma do Jerônimo Coelho?