domingo, 29 de julho de 2012

Um viajante no passado se apaixona por Laguna

Viajantes, mesmo no passado, se deslumbraram com Laguna. Muitos deles deixaram testemunhos, imparciais e justos sobre a nossa terra.
Quantos foram ficando e ficaram em definitivo e mesmo nos dias de hoje, apaixonados, continuam adotando esse torrão?

Charles Maximiliano Luiz Van Lede, pesquisador e engenheiro, delegado da sociedade belga de colonização, que esteve por aqui em 1843, hóspede do Coronel França, com sua casa situada ali na Paixão, em sua obra “Colonização do Brasil”, na parte que nos toca diz:

“A Vila está assentada sobre a margem da lagoa de que tira o nome, em um pequeno vale, situado entre os diferentes picos pouco elevados, de formação granítica, que formam o morro do Magalhães. Da casa do Coronel França descortinamos quase toda a Laguna; em frente ao noroeste víamos os morros do Parobé. Ao sudoeste, em distância, prolongamento dos da Mãe Luzia. Pela frente, perto de nós, o embarcadouro e o porto, onde alguns brigues e outros navios de menor importância estavam fundeados.
Miríades de pássaros aquáticos ocupavam pela manhã as coroas cobertas de capim e peris formadas na lagoa, e muitos cetáceos vinham revolver-se nestas águas tão tranquilas quando o vento não as encrespava”.

E Van Lede, certamente entre suspiros no surgir dos primeiros albores, lastima aqui não ter nascido:
“A manhã era belíssima, e os primeiros raios do sol nascente davam a este quadro um tão deslumbrante aspecto, que nós nos surpreendemos, lamentando que não fosse esta a nossa terra natal”.

Mais adiante, depois de algumas considerações sobre a Vila, o viajante e escritor continua descrevendo o cenário:

“Os contornos graciosos que debuxam as três lagoas que se espalham ante o espectador, e das quais um só golpe de vista pode abranger o todo, as duzentas ou trezentas léguas quadradas das florestas virgens que preenchem os intervalos dos morros de que acabamos de dar a narrativa, e os encantadores contrastes que oferecem as porções arroteadas da pequena cadeia do Parobé ou do Sambaqui, cujo sopé serve de limite ocidental à lagoa, tudo isso forma realmente um quadro belo.
Ainda que não se contemple senão os morros onde se ache o observador, quanto assunto de admiração, de deslumbramento!

E por fim arremata, num misto de angústia e deslumbramento:

“Tudo isto é tão belo, que, bem a nosso pesar, sentimos que essa terra não seja a nossa pátria, ou ao menos, que ela não possa ser deslocada com sua vegetação tão bela e o seu clima tão temperado”.

Laguna e seus 336 anos

A Laguna de todos nós está comemorando seu aniversário na data de hoje. Um domingo que começou chuvoso, com vento sul.
"Velho vento vagabundo/No teu rosnar sonolento/Leva ao longe este lamento/Além do escárnio do mundo", como já cantara o poeta Cruz e Sousa.

Uma Laguna de valores, vultos notáveis, berço de heróis da pátria. Uma terra abençoada por Deus em suas belezas naturais.
Laguna das tradições, de seus casarios e para mim e para muitos, o lugar de nossas vidas.
Em depoimentos orais, nas nossas memórias e de nossos antepassados, na leitura de livros e jornais que marcaram época, a constatação da pujança de uma cidade que foi pioneira no sul do estado nas mais diversas áreas.
Laguna foi tudo!

Mas também uma Laguna há muito tempo maltratada pela incúria dos homens, traída em seus ideais, negociada em suas aspirações.
Uma Laguna que já perdeu tanto, inclusive grande parte de seu território. Uma Laguna conhecida como a “terra do já teve”.
Mas Laguna a tudo resiste, porque os homens passam e alguns saem na urina da história.
Laguna de esperanças...

Parabéns Laguna de todos nós que amamos essa terra, em seus 336 anos.

sábado, 28 de julho de 2012

Verdade verdadeira

"O castigo por não participares na política é acabares por ser governado por quem te é inferior". Platão

Regata na Lagoa Santo Antônio

Neste sábado, às 9h30min, será realizada uma regata na Lagoa Santo Antônio dos Anjos, com os alunos do Projeto Viva Esporte. A largada será no Iate Clube Laguna e chegada no Mercado Público.
O projeto está instalado no Iate Clube da cidade, atende 110 meninos e meninas de 8 a 17 anos, da comunidade em geral e também de programas desenvolvidos pela Secretaria de Assistência Social do município. Funciona de segunda a quinta-feira, das 8h às 11h e das 14h às 17h. Sete instrutores estão à disposição dos alunos.
Durante uma hora e meia, os alunos percorrem a Lagoa Santo Antônio, conforme a maré. Chegam a remar três quilômetros. Em dias de chuva, frequentam aulas de jiu jtsu.
O coordenador da equipe, João Carlos de Oliveira, explica que a intenção é auxiliar no desenvolvimento do aluno, sua qualidade de vida, bem-estar e auto-estima e contato com a natureza.
A parceria é da Federação Estadual de Esporte e prefeitura da Laguna.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Havia um tempo...




Havia um tempo em que eu vivia
Um sentimento quase infantil
Havia o medo e a timidez
Todo um lado que você nunca viu


Agora eu vejo,
Aquele beijo era mesmo o fim
Era o começo e o meu desejo se perdeu de mim

E agora eu ando correndo tanto
Procurando aquele novo lugar
Aquela festa o que me resta
Encontrar alguém legal pra ficar


Agora eu vejo (...)
(Entre a cruz e a espada – RPM)

********

Houve uma época – final da década de 70 e começo de 80, em que o point da juventude no centro da cidade foi um bar chamado Quadradão. Era bem ali onde hoje se situa o restaurante Pardhal, entre as ruas XV de Novembro e Duque de Caxias, esquina do Jardim Calheiros da Graça e onde pouco depois começou o carnaval dos trios elétricos e carros de som, mais tarde transferidos para a Praia do Mar Grosso e o então Calçadão da rua Tubarão.

No terreno, de propriedade do seu Erlindo Amboni e depois do seu Geraldo, anteriormente existiam garagens alugadas. É o que me lembro.

Depois um galpão foi construído e um bar instalado. O hoje advogado Calazans andou arrendando o local durante um tempo. Depois o Ricardo Amboni (telha) instalou o Pardhall Lanches.
Shows foram ali realizados. Performances individuais e carreiras solos se iniciaram como exemplo as de Terezinha Flor, Gero Perito e João Rodrigues.
Muitas paqueras e namoros começaram no Quadradão. Bem verdade que muita gente se separou anos depois. Tantos ausentes... Mas isso é outra história.

Tenho em meus arquivos essas quatro fotos, ignoro o fotógrafo, mas devem ter sido clicadas pelo Gê, sempre de máquina em punho em busca de uns trocados, principalmente nas atrações noturnas. Clique nas fotos para ampliá-las.
 



 

Evidentemente o pessoal acompanhava alguma apresentação, qual terá sido?
Entre os conhecidos (meu Deus! Alguns não mudaram nada) podemos observar: Terezinha Flôr, Joãozinho Rodrigues, Tadeu “gargalhada” Guedes, Bizorro, Tomazinho Vianna, Guidi Pinto, Cida Milezzi, Maria Goreti (hoje Moreira), João Carlos Remor Mattar, Eduardo Guedes de Oliveira, Laércio Foss, Rodrigo Mussi, Norberto Amorim, Maria Aparecida Martins, Liliane Miró, Henrique Abrahão Netto (Coca),...

Quem sabe alguns dos nossos leitores estejam na foto ou possam reconhecer mais alguém?

Assembleia cria Fórum Parlamentar da Rodovia Interpraias


A Assembleia Legislativa vai criar o Fórum Parlamentar em Defesa da Rodovia Interpraias. O objetivo é retomar o projeto de construção de uma estrada que ligue Laguna a Passo dos Torres, no Extremo Sul catarinense, já na divisa com Rio Grande do Sul, margeando o litoral.
O requerimento que cria o fórum foi assinado pelo deputado Manoel Mota (PMDB) e subscrito por mais nove parlamentares.
De acordo com Mota, no próximo dia 2 de agosto há uma audiência marcada com o governador Raimundo Colombo (PSD) para discutir o assunto. “O secretário Valdir Cobalchini (Infraestrutura) já nos informou que os recursos para a obra vão sair dos R$ 3 bilhões de empréstimo do BNDES, aprovados pela Assembleia”, afirmou o deputado.


A Rodovia Interpraias (SC-100) terá 139 quilômetros de extensão. Atualmente, apenas um trecho de 20 quilômetros, entre Laguna e Camacho, está concluído. “É uma obra que vai impulsionar o turismo em toda a região Sul. Vai resgatar a cidade história da Laguna e permitirá a construção de empreendimentos turísticos e imobiliários em todo o entorno”, considera Mota.
Além de ligar várias cidades turísticas do litoral sul, a rodovia, segundo o parlamentar, vai facilitar o escoamento da produção agrícola da região e servir como alternativa à BR-101 para o tráfego de carros de passeio.
Também assinaram o requerimento que cria o fórum os deputados José Nei Ascari (PSD), Valmir Comin (PP), José Milton Scheffer (PP), Dirce Heiderscheidt (PMDB), Silvio Dreveck (PP), Romildo Titon (PMDB), Marcos Vieira (PSDB), Elizeu Matos (PMDB) e Mauro de Nadal (PMDB
).

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Na parede da memória

Nosso barbeiro de Sevilha, Atanásio Silveira, em seu salão situado na rua Raulino Horn, 185, no centro histórico, guarda, literalmente, em suas paredes parte da memória futebolística da Laguna. Barriga Verde, Lamego, Flamengo...

Enquanto tem seu cabelo tosquiado e o rosto escanhoado, o freguês se delicia com as histórias contadas pelo Atanásio, de prodigiosa memória, dos acontecimentos sociais, esportivos, carnavalescos e políticos acontecidos nas últimas décadas em nossa cidade. E Atanásio também foi cantor, calouro de programas de auditório da Rádio Difusora, na década de 60.
Nas paredes do recinto, fotos dos principais clubes de futebol de antanho com seus craques que levavam ao delírio as torcidas do então chamado esporte-bretão.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Foto-teste

Retornamos com o nosso foto-teste, que tanto sucesso faz entre os leitores deste blog.

Eis uma foto que reúne cinco jovens lagunenses, em frente ao Clube Blondin nos áureos tempos. (Década de 60). Quem são os gatões?

PS: publicarei as respostas após reunir algumas. Se usar como "anônimo", favor colocar o seu nome no próprio texto, do contrário não posso identicá-lo(a). Clique na foto para ampliá-la.

Resposta: Da esquerda p/ direita:
Antonio Silva (o português), Edson Mattos, Caju, Djalma Búrigo e Jairo Marcondes.
Agradeço aos três leitores que participaram: Fátima Barreto, Afonso Prates e Sérgio Faraco.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Convite

O sempre atuante no mundo das letras, José Genário Machado, convidando nossos leitores para o lançamento do livro "Tão longe, tão perto III".
A obra é uma parceria do site República dos Autores e do Grupo Carrossel das Letras.
O lançamento será dia 28 de julho às 19 horas no Garibaldi Café e art, na Praça República Juliana.

sábado, 14 de julho de 2012

Cartão-postal

Um bom fim de semana aos nossos leitores, fiquem com as belezas naturais da nossa Laguna.


Nota de falecimento +

Sepultada agora à tarde em nossa cidade, no cemitério da Irmandade, Zélia Sant’Anna Castro, aos 81 anos, viúva do saudoso Milton Castro.
Sentimentos aos familiares e amigos.

Pedidos de impugnação

Terminou nesta sexta-feira o prazo para solicitação de impugnação de candidaturas. Agora os citados têm sete dias para manifestações.
Jornal Notisul deste sábado traz matéria sobre o fato. Veja a situação da Laguna e Pescaria Brava:

Laguna (Abrange Laguna e Pescaria Brava)
• Laguna – São cinco pedidos de impugnação. Três contra as candidaturas à prefeitura de Everaldo dos Santos (PMDB), Tanara Cidade (PT) e Antônio Laureano (DEM). Os outros dois pedidos são contra candidatos ao Legislativo.
Em Pescaria Brava - Cinco pedidos de impugnação à candidatura de postulantes à Câmara de Vereadores.

Para ler mais, basta clicar em:

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Álbum de fotografias

Folheando hoje meus álbuns de fotografias antigas da Laguna, me deparei com esta que até já publiquei por aqui faz tempo no antigo blog.
Pensando nisso lembrei-me então do velho chavão saudosista do Laguna já teve.
Vejam alguns dos craques do Barriga Verde F.C. que muitas alegrias trouxeram aos torcedores de nossa cidade. Irapuã, Darci, Oto, Beneval, Luiz (marona), Djalma Campos, Mengálvio, Antônio (tuíco), Vitoldo Borges, Luiz Paulo Carneiro, Eutálio.
Depois me lembro que foram destruir, em 1975, o estádio de futebol do Barriga Verde. Com tantos lugares para se construir o ginásio de esportes e uma escola técnica, despiram um santo para vestir outro e até hoje um novo estádio não foi erguido. O Barriga Verde acabou-se e ficamos sem o time mais tradicional de futebol de campo do sul do estado.
E o Estádio Municipal, lá no Magalhães, construído no Governo de Mário José Remor(1977-1982) e hoje abandonado, servindo de depósito para obras da Casan? Desolação.
Restam as fotos no álbum da nossa memória.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Puxa-saco

“Aquele que gosta de ser adulado é digno do adulador”.  (Shakespeare)

Um tremendo puxa-saco é o sujeito. Frequentador assíduo de bares, ruas e gabinetes no Centro Administrativo Tordesilhas, ficando à tarde toda entre os andares da Secretaria Regional e os da prefeitura. Ganha um cafezinho aqui, um copo d’água ali, belisca um salgadinho acolá.
Sempre puxando, pedindo, bordejando, há muitos anos.
Basta ter um cargo, possuir certa “otoridade” que lá está ele, lambendo as botas, contando a última, entregando conhecidos, fazendo fofoca, segredos de alcova, quem está comendo quem...
Figura manjada e das mais conhecidas na Laguna.
Conhece todas as sutilezas na arte de puxar, de esticar, manja da arte de bajular, sempre utilizando os mais diversos adjetivos que todos querem ouvir.
E tem um papo... Mas só engana quem quer ser ludibriado, essa é que é a verdade.
Pois dia desses, ele ia subindo as escadarias do prédio quando encontrou, quase que esbarrou com um vereador lagunense que ia descendo os degraus.
Rápido, disse que queria lhe falar.
O vereador, que já conhece a figura e certamente cansado dos elogios, bordejos e papo-furado, respondeu que não tinha tempo, que não podia parar porque estava descendo.
Ele então não pensou duas vezes e respondeu:
- Vereador, vou junto porque descer com o senhor é subir na vida...

Uma figura, hor concour em originalidade esse puxa-saco.

Agora eles estão aparecendo

Definidas as candidaturas, a prefeito e a vereador, o que mais a gente começa a encontrar por aí é político andando nas calçadas, no interior de cafés, bares e supermercados. Em aniversário, enterros e almoços beneficentes são presenças obrigatórias.
Sorridentes, chegam a nos reconhecer ao longe, ou no interior de carros, com película e tudo.
A um deles que me parou hoje à tarde num abraço de tamanduá, não pude me conter e logo indaguei:
- Há quanto tempo não te vejo???
É a mais pura verdade, faz uns quatro anos que não o encontro nas ruas.
E logo perguntam também como vão os pais, irmãos, primos...

Isso me faz lembrar uma historinha que li não sei onde.
Um político encontrou um sujeito que não via há tempos. Todo pegajoso logo perguntou pelo seu progenitor.
O eleitor respondeu que infelizmente seu pai havia morrido há uns dois anos, ele não tinha sabido?
O político não perdeu o rebolado e rapidamente disse:
- Morreu pra ti, filho ingrato, pra mim ele estará sempre vivo na minha memória e no meu coração.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Nazil Bento Júnior assume a SDR da Laguna


Vice-governador Eduardo Pinho Moreira, tendo ao
 lado o secretário Regional Nazil Bento Jr.
Em cerimônia de posse das mais concorridas, assumiu hoje à tarde, contando com a presença de inúmeras autoridades da região, funcionários, amigos e familiares, o secretário Regional da Laguna Nazil Bento Jr. Presente também à solenidade, o vice-governador lagunense Eduardo Pinho Moreira.

Nazil substitui Christiano Lopes que pediu exoneração do cargo para participar das eleições 2012. Vinha respondendo interinamente pela SDR, Antônio dos Santos.
O ato de nomeação de nº 1338, de 26 de junho de 2012, foi publicado no Diário Oficial do último dia 5.
Bento Júnior afirmou na ocasião que dará continuidade aos pleitos na região. “Irei trabalhar com seriedade e responsabilidade em cada ação em prol dos seis municípios que compõem a 19ª Regional. Procurarei atendê-las de forma equânime, dispensando-lhes todo o cuidado e atenção, buscando crescimento ordenado, desenvolvimento econômico e social para nossas promissoras cidades”, destacou o secretário regional.

Nazil Bento Júnior, 54 anos, é lagunense, filho de Liane Baião Bento e Nazil Bento. É formado em Direito. Atualmente atuava como delegado da Polícia Civil de Capivari de Baixo, respondendo também por Jaguaruna. Foi vereador da Laguna por duas legislaturas de 1983 a 1988 e reeleito em 1989 a 1992. Também foi presidente da Câmara em duas legislaturas – 1987 a 1988 e 1999 a 2000.
Foi Prefeito Municipal da Laguna, entre os anos de 1994 a 1996, além de ter atuado como Delegado da Polícia Civil de Imbituba entre 1998 a 2003, respondendo também por Garopaba. Presidente da Amurel entre 1995 a 1996, secretário de Indústria e Comércio da Laguna em 1994 e delegado Regional de julho a dezembro de 2010.

Dação em pagamento de uma área de terras na Laguna vira polêmica na Câmara

Colunista do Jornal O Correio, competente advogado Victor Baião Pereira, em matéria esclarecedora publicada na edição de nº 859, de 04/07/2012, analisa criteriosamente e juridicamente, o Projeto de Lei nº 030/12, oriundo do Poder Executivo, enviado à Câmara e que tanta polêmica vem causando no plenário daquela Casa.
Trata-se da convalidação de dação em pagamento de uma área de terras situada na Caputera, da empresa Santa Clara.

Pela importância do assunto, tomo a liberdade de republicar o texto na íntegra aqui neste espaço. Volto logo após.
O advogado Victor Baião Pereira teve acesso ao Processo Administrativo e ao Parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara de Vereadores.
Ele escreve, analisa e faz suas considerações sobre o assunto. Eis:

(...)
“Dele se extrai que em 19/10/2009 a Procuradoria Fiscal do município informa que a Empresa Santa Clara era devedora do município da importância de R$ 2.135.952,42, conforme levantamento.
Os valores se encontravam devidamente inscritos e lançados em dívida ativa. Apesar de não haver requerimento do representante da Santa Clara o Poder Executivo baixou o Decreto 3.123/11 dispondo sobre a dação em pagamento de uma área de terras de 70.000,00 m2 da empresa devedora, localizada em Caputera.
A secretaria de Planejamento e Urbanismo avaliou a área e considerou a sua atratividade média no valor por m2 de R$ 6,19, o que totalizaria R$ 433.300,00.
Inexplicavelmente, aquele valor originário de R$ 2.135.952,42 simplesmente passou “como num passe de mágica” para R$ 856.728,44 e com mais o beneficiamento do Refis restou apenas R$ 504.548,55 a ser creditado aos cofres públicos. Mediante questionamento o que era decreto foi transformado em projeto de lei e enviado para a Câmara para aprovação.
Considerações
A dação em pagamento é algo perfeitamente admissível no conceito moderno de administração, tanto que o Código Tributário municipal vigente prevê isso. Deve, no entanto, ser feita de forma devida, com avaliação de três peritos, o que não foi observado. Em resumo, a pretensão do Executivo é trocar um crédito constituído originariamente de R$ 2.135.952,42 em R$ 433.300,00 (ainda que considerada justa a avaliação). A própria Procuradoria Fiscal do município opinou pela improcedência da impugnação ofertada pelo devedor. O assunto jamais poderia ser unilateralmente decidido pelo Executivo através de Decreto, uma forma ditatorial de decidir a questão. Posteriormente foi encaminhada à Câmara para “convalidação”. Embora os edis da bancada do governo tentassem aprovar a toque de caixa a questão, os demais verificaram as supostas irregularidades. O assunto foi encaminhado à Promotoria Pública da Moralidade Administrativa, que formalizou um procedimento preparatório alertando a responsabilidade futura “inclusive em relação aos vereadores”. Dando ainda mais um descrédito ao assunto, a áreas, que já está sendo desmatada, foi classificada em 2010 pelos órgãos ambientais municipais como “área de preservação permanente parcial”.
Por fim, ninguém está deixando de implantar a zona industrial ou de trazer empresas para a cidade, o que se discute é a forma de dação em pagamento, onde o município teria que abrir mão da receita. O novo Plano Diretor sequer teve a apreciação do Legislativo e a área em comento ainda não pode ser classificada como zona industrial. Para tanto, existem outras, como a da Codisc, próxima ao trevo, recebida há pouco tempo do estado”.

##############

Voltei.
Pelo que se percebe da matéria e análise do advogado Victor que traduziu em linguagem acessível para nós leigos, podemos destacar várias perguntas que não querem calar e que precisam ser respondidas e esclarecidas, tais como:

a)     Por que não consta requerimento do representante da empresa Santa Clara com vista à dação?
b)     Por que o valor originário de R$ 2.135.952,42 passou para R$ 856.728,44 e com mais o beneficiamento do Refis para R$ 504.548,55?.
c)      Por que a avaliação da área foi feita por um perito apenas, corretor de imóveis na Laguna, quando deveria ter sido realizada por três?
d)     Por que trocar um crédito constituído originariamente de R$ 2.135.952,42 em R$ 433.300,00?
e)     Por que tratar o assunto através de Decreto?
f)      Por que a Procuradoria Fiscal do município opinou pela improcedência da impugnação ofertada pelo devedor?
g)     Por que está sendo desmatada uma área que foi classificada em 2010 pelos órgãos ambientais municipais como “área de preservação permanente parcial”?

Há toda uma discussão entre vereadores, além de troca de acusações, como afirmar que se estaria emperrando a criação de um distrito industrial, mas vamos ser claros e verdadeiros, não é isso que trata o Projeto de Lei nº 030/12 ora em apreciação e sim a “Convalidação de Dação em Pagamento”.
Criação de Área Industrial deve ser tratada no Plano Diretor que ainda tramita no Legislativo lagunense e conta com apoio técnico da Udesc.
Bem por isso o vereador Eraldo Cardoso Duarte (PMDB), através do Requerimento 141/12, pediu a retirada do site da prefeitura, de matéria postada em 28/06/2012 com a manchete “Lei para criação do distrito industrial é votada na Câmara”, por julgar não verdadeira, não espelhar a realidade.
Aguardemos as próximas sessões da Câmara, depois do recesso de julho, ou em sessão extraordinária, para analisar o rumo que vai ser tomado sobre a questão.

domingo, 8 de julho de 2012

Nota de falecimento+

Sepultado esta semana em Florianópolis, dia 5, no Jardim da Paz, Carlos Pedro Barreto, aos 82 anos.
Funcionário do Banco do Brasil aposentado, “seu” Carlos era casado com Lany da Silva Barreto, tendo os filhos Zânia, Nídia e Ramires.
Irmão da dª Lani Cunha, Leila, Lávia Pereira, Léa e Lia, as três últimas já falecidas (não tem?), seu Carlos gostava de uma boa conversa, acompanhava os noticiários mantendo-se sempre atualizado.
Ao lado de dª Lany, formava um casal companheiro, do bem, onde o amor encontrou morada.
Adorava Laguna onde veraneava em sua residência no Balneário Mar Grosso.
Nossos sentimentos aos amigos e familiares.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Finalmente – aleluia! - estão instalando as câmeras de monitoramento

A novela da instalação das câmeras de monitoramento na Laguna parece ter chegado ao fim, ou pelo menos aos seus últimos capítulos, cruz credo, parecia O Direito de Nascer.
Esta semana começaram a fixação de dezoito postes nos locais onde irão ficar os equipamentos. Os recursos vieram do Ministério da Justiça, através da Secretaria de Direito Econômico - Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos, no valor de R$ 328.900,00.  A empresa Experti Empreendimentos – Tecnologia em Segurança Eletrônica foi a vencedora da licitação.
A empresa deverá instalar os equipamentos, configurações, testes e assistência na implantação do projeto com a realização de treinamento dos guardas municipais que farão a operação do sistema. As câmeras têm o alcance de monitoramento de mil metros.
Foram instalados 18 postes de 6m e uma caixa IP66 outdoor em frente aos locais estabelecidos. A Polícia Militar também instalou dez postes, na região do Mar Grosso, Magalhães e Centro.

Locais de instalação das câmeras:

Rodoviária – entre o Fórum e o Ginásio de Esportes
Marco Tordesilhas – esquina do Ceal
Memorial Tordesilhas – ao lado da Epagri
Praça do Obelisco -  rua Almirante Lamego
Museu Anita Garibaldi – Praça República Juliana
Biblioteca Pública
Praça Lauro Muller – Fonte da Carioca/Casa Pinto D'Ulysséa
Frente do Angeloni : Rua Treze de Maio
Morro, próximo ao cemitério e antigo camping
Mercado Público – Praça Paulo Carneiro
Praça dos Ex-Combatentes
Rua Voluntário Carpes – subida do morro com a Voluntário Benevides.
Praça Vidal Ramos- esquina do calçadão do centro
Igreja Matriz Santo Antônio – na esquina do Clube Blondin
Rua Raulino Horn  - esquina da antiga farmácia Santo Antônio
Casa Candemil – fundos Banco Bradesco
Cine Teatro Mussi – Antigo ponto de ônibus
Morro da Glória

Definições Os candidatos a prefeito e vice em Pescaria Brava 2012

Na primeira eleição a ser realizada em Pescaria Brava, irão concorrer ao cargo de prefeito quatro candidatos: Deyvisonn Souza (PMDB), tendo como vice Marcelo Mendes (PT); Antônio Honorato (PSDB), vice Enaldo Cardoso (PSD); e Cleosmar Fernandes (PR), e seu vice Cristiano Corrêa (Dem).
Atualizando: Fui informado que o PHS (Partido Humanista da Solidariedade) tem candidata a prefeito em Pescaria Brava. Trata-se de Maria Estela Francisco Goulart.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Você compraria um carro usado deste homem?

Em 1960, nas eleições presidenciais americanas, John Kennedy (Partido Democrata) tinha como adversário Richard Nixon (Republicano), que era conhecido como um grande mentiroso.
Mas como dizer isso sem ofender e desrespeitar ele e o povo americano?
O que fizeram então os publicitários democratas?
Numa tática de marketing político espalharam pelos Estados Unidos cartazes com a foto de Nixon e a frase estampada ao lado ou logo abaixo: você compraria um carro usado deste homem? (Would YOU a used car from this man?).
Analistas políticos afirmam que esta tática de marketing político causou grande estrago na candidatura de Nixon, pois fez o eleitor refletir na importância de um candidato confiável.
Kennedy ganhou a eleição.
Bem verdade que Nixon seria eleito presidente em 1968 e reeleito em 1972.
Dois anos depois, em 1974, se tornou o primeiro mandatário americano a ter de renunciar para não ser cassado por causa da mentira. Dois jovens repórteres do jornal Washington Post descobriram que a Casa Branca estava por trás da invasão da sede do Partido Democrata, no edifício Watergate, em Washington (daí o nome do escândalo).

Mas, e daí? Deve estar se perguntando o leitor aqui do Blog.
Bem, é porque cada vez que me contam de certos conchavos e alianças, e ouço e vejo certos políticos da Laguna, a frase me vem à mente.
Porque alguns desses políticos são notórios mentirosos, trapaceiros manjados da população lagunense pelos seus atos e fatos ao longo de suas vidas.
Políticos que em campanhas passadas já traíram amigos e familiares, não cumprindo a palavra empenhada.
Então como confiar em suas palavras e promessas no presente?
Por conta dos repetitivos pula-cerca político, da venda de seus passes em leilão em bares e gabinetes, muitos desses políticos já encerraram ou ainda vão encerrar precocemente suas carreiras. Não são mais confiáveis e decepcionaram meio mundo.
Há alguns que se dizem aliados e que durante anos ficaram lá e cá, sem um norte, ao sabor dos acontecimentos, birutas de aeroporto e que a qualquer momento, basta o tilintar das 30 moedas, se debandam para o adversário, seja ele qual for. Instantaneamente, porcamente.
Como acreditar em adesões de qualquer tipo vindas dessa gente?
Mas há candidatos que confiam - ou sei lá, fingem acreditar – nesses apoios, falsos apoios como uma nota de três reais.
E daí, leitor, responda cá para nós, de certos políticos lagunenses você compraria um carro usado?

terça-feira, 3 de julho de 2012

E as câmeras de segurança?

Em Tubarão até sexta-feira serão instaladas oito câmeras de segurança.
Capivari de Baixo, Braço do Norte, Garopaba, São Ludgero e Imbituba são as cidades da região que já possuem o sistema.
E Laguna, perguntamos mais uma vez, quando será instalado o sistema de monitoramento?

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Assessores de araque

O que mais se vê por aí, são candidatos a vereador e a prefeito atrelados a algumas pessoas que se dizem cabos eleitorais. Só que alguns desses assessores, de cabos eleitorais não têm nada. Mal e mal garantem os votos da família. Não passam de uns enrolões, péssimos conselheiros políticos. São raivinhas, fazem política com o fígado.
Dizem conhecer a realidade política lagunense, mas não entendem é de nada. Muito blábláblá.

domingo, 1 de julho de 2012

Definições - Os candidatos a prefeito e vice da Laguna 2012

No último sábado foram definidos os nomes dos candidatos a prefeito e vice da Laguna às próximas eleições.
Pelo PT a chapa é composta por Tanara Cidade de Souza, tendo como vice Jefferson Crippa (PRB), além do apoio do PR, PSB e PCdoB.
No PMDB, Everaldo Santos, tendo como vice Ivete Cadorin (PSD), com apoio do PP, PSDB, PV e PSC.
No DEM, Antônio Laureano e vice Bento José Pereira (PDT).
Pelo PHS (Partido Humanista da Solidariedade), Ronaldo Mariano Chaves -Ronaldo Rosinha.
O apoio e algumas coligações não são unânimes. Membros de alguns partidos não fecharam questão. Resta ver como vão se comportar na campanha.

Divagando