terça-feira, 28 de junho de 2016

Os anti-heróis anônimos

Durante grande parte de sua vida, Richard Calil Bulos, o Chachá, de saudosa memória, mais até do que as artes plásticas exerceu o jornalismo em nossa cidade. Bem por isso fundou inúmeras publicações e foi redator de várias outras.
Foi mestre na arte de escrever e de produzir uma manchete chamativa, com pinceladas sensacionalistas. Em seu estilo registrou muitos acontecimentos do dia a dia da cidade. Ele sabia criticar, elogiando e extrair de um pequeno fato a seiva do texto que prenderia a atenção dos leitores.

Era justo em seus escritos aos elogios a personalidades políticas, empresariais ou autoridades que se destacavam na sociedade à ocasião.
Crédito: Marengo/ Gente da Minha Terra,
de José Bessa.
Mas também  sabia fazer o mesmo ou até melhor com os desvalidos pela sorte, com os não agraciados pela riqueza e sobrenomes, pedintes e andarilhos que perambulavam pela nossa Laguna. Os chamados “tipos populares”. Estes sempre o foram em grande quantidade, em todas as épocas.
Vitória, Felipe da rebeca, Edite, lata, Arina, Sovai, Biguá, Clemente, Ibraim, Jiki, Clóvis, Quintino... Foram tantos.

O lagunense José Bessa, em seu livro “Gente da Minha Terra”, retratou muito bem alguns deles, pequenos e humildes, a quem os chamou de “anti-heróis anônimos que em certa medida exprimem a alma coletiva, ensinam verdade humana abeberada na fonte”.

Quando do falecimento dos que mais se destacavam na sociedade lagunense, nosso jornalista Chachá produzia matérias memoráveis, despedidas emocionantes tecendo loas aos seus nomes e destacando posições galgadas e currículos.

Mas também encontrava tempo e espaço no jornal para registrar igualmente a morte dos que viviam à margem da sociedade, como se convencionou chamá-los.
Eram seres humanos com seus dramas e infelicidades, suas manias, vícios e psicoses.
 Seres humanos... Para Chachá era o que bastava. Precisa realmente de algo mais?
Até porque, cumpridos seus resgates, suas jornadas terrenas, muitos desses personagens, ditos populares, podem estar hoje em melhores moradas espirituais.
Talvez, e bem ao contrário de alguns outros figurões que tiveram discursos elogiosos, cortejos pomposos, enterrados com seus títulos e vaidades. Estes, ainda podem estar vagando perdidos, odiosos e odiados, mergulhados em seus segredos, mesquinharias e maldades de uma vida.

A título de curiosidade busquei em meus arquivos de antigos jornais, dois pequenos textos obituários produzidos pelo Chachá.
São registros de humildes falecimentos de conhecidos personagens populares que marcaram época e gerações na história da nossa Laguna.
Mas observem as singelezas dos textos! As expressões de facetas sentimentais e poéticas nos despretensiosos apontamentos de um adeus.

...E os sinos emudeceram
Ao contrário do romance “Por quem os sinos dobram”, de Ernest Miller Hemingway (editado em 1940), os sinos da Matriz Santo Antônio dos Anjos emudeceram no justo instante em que o errante Quintino, diante da igreja, em caixão de degradante qualidade, era carregado rumo ao cemitério público, na tristonha manhã de 15 do corrente.
Momentos antes, eles haviam repicado, lenta mas sucessivamente, em sinal de adeus à uma dama da nossa sociedade , que, por infelicidade, tivera em data igual o mesmo destino que ele.
Que Quintino não trabalhava ou não gostava de trabalhar lá isso é verdade. Todavia representou para Laguna a imagem do indolente sem ser nocivo, do vagabundo que, se à época de Charles Spencer Chaplin, teria servido de inspiração ao inconfundível ator e cineasta inglês, criador da personagem dolorosamente cômica de Carlitos.
Quem conhece a produção literária de Hemingway, verá que os nomes dados a duas de suas obras se amoldam, por ironia, a este fato que narro com pesar:
- Por quem os sinos dobram?
- Eles dobram por ti, por nós, por todos.
“O sol também se levanta” (editado em 1926). Por sua vez, traduz que o sol também se levanta para as criaturas pobres, como o fora em vida o Quintino.

A cidade perdeu Clóvis
Clóvis de tal. Que Deus o tenha na sua guarda infinita e inviolável.
Pobre criatura de ontem. Palhaço de muitos, escravo da desilusão e do infortúnio.
Clóvis, o farrapo humano que carreteava pelas ruas centrais em busca de alimentos e de míseros cruzeiros. Um ser desajeitado, sem atrativos físicos e proprietário de grave deformidade psíquica.
Ele, como muitos afirmam, não morreu da bebida. Na realidade, Clóvis conheceu a morte e com ela se foi devido ao pouco caso que a sociedade lagunense lhe endereçava.

Morreu sem conhecer um prato de comida ladeado de garfo e faca, sem conhecer a intimidade de uma mulher, sem haver tido sobre o corpo uma roupa decente.

Tudo junto e muito, muito misturado

Dizem que em política não existem inimigos, somente adversários.
Mas tem gente na Laguna exagerando nos reatamentos de antigas amizades. 

Até porque as rupturas pareciam ter sido bem feias. Brigaram, discutiram, ameaçaram e xingaram os antigos parceiros. 

Alguns assim o fizeram porque perderam a teta da vaquinha, sempre farta e generosa no leitinho. Outros porque, chamados de culpados há mais de três anos pelo conjunto da herança maldita, escorraçados que foram nas eleições passadas, com o povo demonstrando sua insatisfação. 
Hoje já estão juntinhos novamente.

Alguns até continuam zombando e xingando. Mas pelas costas, nas esquinas, falsos que são. Ou pelas redes sociais. É o tal negócio: inimigo de inimigo meu agora é meu amigo.

Fotos e encontros em bares e restaurantes estão rolando por aí, deixando muitos eleitores indignados, porque acreditaram em mudanças. Mas mudanças com essa gente? Não nos enganemos.

O que se pode constatar com tudo isso? 
Que eles se merecem, ora bolas!

sábado, 25 de junho de 2016

Justiça determina que prefeitura da Laguna dê atenção aos animais de rua

Em decisão proferida ontem, sexta-feira (24) pela Justiça, a prefeitura da Laguna deverá instituir, em caráter emergencial, serviço municipal de atenção aos animais de rua, com obrigações que vão desde o cadastramento da atual população felina e canina até a castração cirúrgica quando necessária, além da realização de campanhas educativas de conscientização para a guarda responsável de espécimes domésticas.

De acordo com a providência, os prazos para implementação variam entre 10, 30 e 90 dias.
A decisão partiu do juiz Paulo da Silva Filho, titular da 2ª Vara Cível da comarca de Laguna, que concedeu tutela provisória de urgência em ação civil pública promovida pela organização não governamental Sociedade Lagunense de Proteção aos Animais (Solpra).
O descumprimento das medidas resultará na aplicação de multa diária no valor de R$ 1 mil.

Everaldo deve desistir de reeleição, diz jornal

O comentário deste sábado pela cidade é uma matéria estampada no jornal Diário do Sul de hoje.
Ela fala sobre uma possível desistência do atual prefeito Everaldo dos Santos à reeleição. Indicaria em seu lugar o médico Zeno Alano Vieira.
Aliás, fato já antecipado há algumas semanas aqui neste Blog, não é mesmo leitor? 

Everaldo, em entrevista coletiva na próxima segunda-feira (27), informa o jornal, anunciará oficialmente sua desistência. 
Deve ter chegado à conclusão de seu desastre político-administrativo à frente da prefeitura nesses últimos 3 anos e meio.

Zeno Alano tem comentado nas rodas políticas lá pras bandas do Iate Clube, que só aceita se for o candidato de consenso dentro do PMDB. Quer dizer, não quer bater chapa.
Logo, para isso se concretizar, Mauro Candemil teria que desistir de concorrer. O que acho muito difícil de acontecer.
Mas em política...

Consenso no PMDB lagunense? Como? Aonde? Faz me rir.

Para ler a matéria do Diário do Sul, basta clicar aqui.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Meio Ambiente da Laguna é tema de reportagens

Dois jornais desta sexta-feira trazem matérias sobre o meio ambiente da Laguna.
O Jornal Notisul estampa reportagem sobre o aparecimento, novamente, de peixes e aves marinhas mortos na Lagoa Santo Antônio dos Anjos.
Por falar nisso, quais foram os resultados dos exames dos materiais coletados ano passado, quando também o fato também se sucedeu? Até hoje desconhecemos.

A outra reportagem, do Diário Catarinense, fala sobre a mortandade de botos em nossa região. É provocada pelo ciclo biológico? Ou  se deve a outros fatores, como poluição e pesca predatória?

Para ler as reportagens basta clicar aqui e aqui.

O problema foi na rebimboca da parafuseta

Alguns leitores me ligaram avisando que não estavam conseguindo postar seus comentários neste Blog.
De fato. Por alguns detalhes técnicos ou como se diz popularmente, problemas na rebimboca da parafuseta, alguns posts ficaram sem a janela para os leitores postarem “comentários”.

Já foi resolvido.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Laguna vai receber três peças teatrais

De 23 de junho a 26 de julho, o Sesc realiza a Mostra de Teatro EmCenaCatarina em 26 cidades do Estado. Nos minifestivais são apresentados gratuitamente os três espetáculos selecionados nesta edição: “UZ”, da Cia. La Vaca, de Florianópolis; “Fadas”, da Essa é Cia. de Teatro, de Joinville; e “Todo Passa”, Cia. de La Curva, de Chapecó.

Na Laguna as apresentações acontecerão nos dias:

27/6, o espetáculo “UZ”, Cia. La Vaca;
28/6, "Fadas", da Essa é Cia. de Teatro
29/6, “Todo Passa”, Cia. de La Curva.

Todas as peças serão apresentadas no Cine Teatro Mussi, às 20 horas.

Canil deve ser regularizado pela prefeitura, determina Justiça

Justiça da Laguna determinou, em liminar, que o município interdite e regularize o canil da dª Isabel, situado na Barbacena.

Na decisão, também foi determinado providências quanto ao atendimento veterinário adequado, “diante do excesso de animais no local, até que ocorra a apreensão e sua destinação nos termos das leis municipais que regem a matéria”.

O Ministério Público alega “o fato de o canil público se encontrar interditado não impede que tome medidas pontuais para sanar canis particulares clandestinos, eis que a questão não se restringe apenas à proteção dos animais e transforma-se em um problema de saúde pública”. 

Reportagem está estampada no Jornal Diário do Sul desta quinta-feira. Aqui.

Fiscais da prefeitura embargam obra no Morro da Glória

Na tarde de ontem fiscais da prefeitura embargaram as obras que estavam sendo realizadas de forma irregular nos altos do Morro da Glória.
Assunto também mereceu requerimento do vereador Andrey Pestana de Farias (PSD) na sessão desta quarta-feira, citando inclusive matéria publicada neste Blog na manhã de ontem. Aqui
A notícia do embargo foi publicada no site da prefeitura no fim do expediente de ontem mesmo. Quanta rapidez!

Eis a nota da prefeitura:

Foto: Divulgação PML
A construção de uma edificação no topo do morro da Glória chamou a atenção dos moradores da Cidade Juliana. Os fiscais da secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e Social, foram até o local e constataram diversas estacas erguidas para colunas de forma irregular.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Decreto publicado ontem está dando o que falar

Um decreto do Executivo (Nº 4.665) publicado ontem no Diário Oficial do município está dando o que falar nas rodas políticas da Laguna.

E o que diz esse decreto assim de tão importante?
Nele, o prefeito Everaldo dos Santos acusa o recebimento da solicitação de desligamento do empresário Samir Ahmad do Conselho Municipal de Contribuintes. Data que consta no documento enviado: 19 de maio de 2015. Data do recebimento que consta na correspondência recebida pelo secretário de Finanças, e presidente do Conselho e prefeito: 17 de junho de 2016.

E é aí, nesse “pequeno detalhe” da data, que analistas políticos e alguns jurídicos comentam que a porca pode torcer o rabo.
Como o nome de Samir está posto como um dos pré-candidatos à prefeitura da Laguna nas próximas eleições pelo PP, ele teria que ter solicitado sua saída (desincompatibilização) do Conselho até 31 de maio último para poder concorrer em outubro próximo. Logo, pode ria estar impedido de o sê-lo.
Advogados consultados pelo Blog, afirmaram que, no caso, o prazo seria de 3 e não 4 meses. Logo, o pré-candidato Samir estaria dentro do prazo. E agora?

Enfim, alguns adversários já se ouriçam com a dúvida, que é bem capaz de parar na Justiça Eleitoral. 
Até porque se o impedimento se der, alteraria o atual e futuro quadro político municipal.

É essa feiosa pira que receberá a chama Olímpica?

A Tocha Olímpica vai passar também por Laguna em seu revezamento. Isso a maioria das pessoas já deve saber. Bem por isso um grande auê está sendo feito na mídia para o próximo dia 10 de julho, um domingo.

O que se espera é que a prefeitura da Laguna, através da secretaria de Turismo, secretário Iberê Aguiar Jaques, troque a feiosa, abandonada, suja e desleixada pira em forma de bacia que vai receber a chama olímpica.

Ela está situada bem ao lado do Museu Anita Garibaldi e, convenhamos, não condiz com a beleza do espetáculo e do aparato que está sendo montado.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Academia Catarinense de Letras elegeu três novos membros

O escritor Dionisio da Silva foi eleito titular da cadeira de nº 5 da Academia Catarinense de Letras (ACL), que estava vaga com o falecimento de Francisco Pereira. 
Para a cadeira nº 36, foi eleito o escritor João Carlos Mosimann, com inúmeras obras publicadas.
Já a cadeira nº 40, cujo patrono era Virgílio Várzea e que tinha como sucessor o saudoso Dr. Norberto Ulysséa Ungaretti, não foi preenchida. 
As eleições aconteceram ontem à tarde. A ACL tem ainda sete vagas a serem preenchidas.

Projeto de Lei nº 019/16 foi rejeitado em duas comissões na Câmara. Vereador explica porquê

O Projeto PL 019/16 oriundo do Executivo que tratava de abertura de crédito adicional suplementar no valor de 487 mil foi rejeitado em duas comissões na Câmara de vereadores da Laguna.
Em entrevista às rádios, o prefeito Everaldo dos Santos informou que os recursos seriam para o asfalto da descida e subida do morro, continuação da rua Júlia Nascimento.
Postado na página do face do Elvis Palma o assunto suscitou inúmeros questionamentos.
O vereador Andrey Pestava de Farias (PSD) veio a público informar e também desabafar sobre o fato.
Disse ele:

“Passo alguns dados pra população que alguns interesseiros tentam nas REDES SOCIAIS, nos BOTECOS DAS ESQUINAS e nas RÁDIOS locais propagar como meias verdades... Por que meias verdades?
Meias verdades porque o PL019/2016, projeto de lei que tratava de abertura de crédito da ordem de R$ 487 mil foi rejeitado nas comissões, sem nem ir a plenário por completa ausência de informações. Foi rejeitado na Comissão de Legislação e também na Comissão de Orçamento.

(Para ler a íntegra do Projeto basta clicar aqui.)

O vereador informa que na justificativa do processo o recurso era destinado à pavimentação e a recuperação do sistema viário municipal como um todo. E indaga: “Onde está escrito o local e destinação?”.

“É um verdadeiro cheque em branco”
O vereador Pestana também alega que no documento enviado não consta o projeto, nem fala em asfalto.

“Qual a extensão? Terá drenagem pluvial? Qual o memorial dos serviços? Cadê a planilha de custos da obra? Calçada? Passeio Público? Ciclovia? Qual prazo da obra? Quando será iniciada?
O governo pode aprovar recursos para aquela área e depois “considerar de maior interesse” pavimentar um ou duas ruas em determinada localidade com potencial turístico? Era um verdadeiro cheque em branco".

E finaliza o vereador:

E ainda tem a cara de pau de culpar vereadores. “VOTEI CONTRA, e não tenho medo e nem receio de me esconder atrás de um voto... se quisesse fazer verdadeiramente a obra, se quisesse transparência e se verdadeiramente se preocupasse com a população teria buscado a reapresentação do projeto com todos os documentos, projetos, destinação, memoriais e planilhas (porque é possível e já o fez em outras vezes)... querem tumultuar a política lagunense, querem se vitimizar, querem se mostrar defensores da população... o que não fizeram até agora... esse governo despreparado, desplanejado, com a bússola perdida”(...)

Lezo assume como vereador

O suplente Aleir Rocha Moreira – PSDB, mais conhecido por Lezo, tomou posse na última sexta-feira (17) na Câmara de Vereadores da Laguna. 
Moreira irá ocupar a cadeira de Vilson Elias Viera – PSDB, titular, que se licenciou por 30 dias para tratar de assuntos particulares, conforme justificou.
O Ato de Posse aconteceu no plenário do Poder Legislativo e contou com a presença de lideranças partidárias, amigos e familiares.

A primeira Sessão Ordinária de Lezo será nesta quarta-feira (22).

No mesmo prato

Que muita gente é hipócrita e falsa, estamos cansados de saber e sofrer ao longo da vida.
Na política lagunense, então, é o que mais se vê.
Por exemplo. Há quem nas esquinas da cidade, nas redes sociais e em algumas reuniões chamadas de justas e perfeitas, vem malhando há tempos o prefeito Everaldo dos Santos.
Só não o chamam de santo porque ele não é. Ou porque só o é no sobrenome, sei lá. O resto...

Pois de repente, não mais que de repente, esses mesmos que viviam criticando o prefeito, trocam de lado e, falsos, passam a elogiá-lo, a bajulá-lo e a comer no mesmo prato de peixe.

E se dizem coerentes e verdadeiros na vida. 
A verdade é que, politicamente, não enganam mais ninguém.

Nem tudo que reluz é ouro

Por conta das próximas eleições muita coisa começa a ser jogada na mídia em geral, principalmente nas redes sociais.
Há políticos por aí, pré-candidatos à eleição que usam a falta de memória do povo e da desinformação de muita gente. E ficam pregando mentiras aos quatro ventos por um chamado “circo midiático”.
E há também os zumbis que ressurgem.

Que o eleitor se previna e dê o troco nas próximas eleições.

Construção nos altos do Morro da Glória

Uma obra está sendo erguida nos altos do Morro da Glória por um particular, até onde sei.
Diversas estacas de madeira estão sendo chumbadas ao solo, no antigo mirante em direção ao centro da cidade. 
O motorista de um ônibus de turismo que lá esteve esta semana passou as maiores dificuldades para efetuar as manobras. Xingou prefeito, vereadores.... Não há mais espaço para fazer o retorno. Tampouco para estacionamento.

O que a gente se pergunta é se há autorização (alvará) para construção por parte da prefeitura? E do Iphan? E da Fundação do Meio Ambiente? Pode ampliar àquela construção? É um novo mirante que surge? Pode isso, Arnaldo?

É estranho, porque a estátua de Santo Antônio para o chamado turismo religioso não deixaram construir. E tempos atrás até uma torre de telefonia teve que passar em projeto pela Câmara, inclusive com contrapartidas por parte da empresa.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Radialista Luiz Lopes é homenageado

Neste sábado (18), em comemoração ao Jubileu de Ouro da Associação dos Empregados da antiga Sotelca, hoje Associação dos Empregados da Tractebel Energia e Eletrosul, acontecerão vários eventos.
Entre eles, uma homenagem será prestada ao conhecido radialista Luiz Lopes, 79 anos, um dos fundadores da entidade. Lopes marcou o rádio catarinense, inclusive com passagens nas emissoras aqui da Laguna, Difusora e Garibaldi.
A solenidade será na Sede Social da ASES, em Tubarão.

O homenageado
Luiz Lopes em 2015, quando recebeu o
Título de Honra ao Mérito, da Câmara de
Vereadores de Tubarão.
Luiz Manoel Lopes Vieira, o Luiz Lopes, jornalista e radialista profissional, nasceu em Imaruí-SC, no dia 14 de setembro de 1936 e foi pra “Cidade Azul” ainda muito jovem, em 1937, adotando a cidade como sua de coração.
É casado com Eufrásia dos Santos Vieira, com quem tem 8 filhos, 10 netos e 5 bisnetos.
Luiz Lopes trilhou pela comunicação um caminho já marcado no seu DNA. Alguns de seus irmãos também escreveram páginas importantes da história do rádio na Região.

Grupo Demônios da Garoa se apresenta domingo no Cine Teatro Mussi

O Sesc traz para Santa Catarina o grupo Demônios da Garoa, lenda viva da música brasileira, que celebra 73 anos de existência, para apresentações gratuitas em Santa Catarina.
Na Laguna, o show regado a muito samba, acontece no Cine Teatro Mussi, no dia 19 de junho, domingo, às 20h

Os ingressos gratuitos serão distribuídos no dia do evento na bilheteria do Cine Teatro Mussi. Das 17h às 19h para comerciários e dependentes, um ingresso por carteira. Das 19h às 20h para o público em geral. 

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Nota de falecimento+

Faleceu hoje em Florianópolis, aos 75 anos, vítima de um AVC, a lagunense Maria Elisa Zanella Nunes. Corpo está sendo velado na sala mortuária do cemitério do Itacorubi, na capital do estado.

Amanhã, às 9h estará sendo velado na sala mortuária da funerária Cristo Rei, ao lado do CEAL, em nossa cidade, sendo sepultado às 11h30 no cemitério da Irmandade Santo Antônio dos Anjos.

Sentimentos aos familiares e amigos.

Vereador fica 10 minutos em silêncio na tribuna

“Há algo de ameaçador num silêncio muito prolongado”. (Sófocles)

Quem adentrasse ontem à noite ao plenário da Câmara de vereadores da Laguna se sentiria assistindo a um velho filme do cinema mudo. No gênero comédia. Ou drama, a escolher.
Por longos 10 minutos, no chamado Grande Expediente, o vereador Roberto Kleber (Kek) Lopes Rosa (PP) ficou postado à tribuna da Casa, em silêncio. Nas mãos trazia algumas folhas de papel com anotações, mas não as leu.

Nunca antes na história do Legislativo lagunense tal fato foi registrado, ao que me lembre.
O silêncio foi uma forma de protesto do vereador? Oficialmente a mudez do nobre edil significou o quê mesmo?
O vereador, tão falante em outros momentos, conhecido por seus discursos em altos decibéis, não se explicou.
Quererá ter constrangido alguém?

O público presente ficou atônito, entre risos, espirros e tosses. Os demais vereadores, incrédulos, a tudo assistiram, testemunhais de uma cena insólita.
O presidente da Mesa poderia ter interrompido o silêncio? Sim, mas não o fez. Por quê?

O horário do Grande Expediente, convenhamos, deveria ser utilizado com muito mais aproveitamento em defesa dos anseios da população lagunense.

Ou não há problemas em nossa cidade que necessitem de amplos debates e busca de soluções?  
Ou o silêncio fala mais alto sobre alguns fatos que estão acontecendo?

Nojentos

Alguns políticos lagunenses e seus mal ajambrados assessores bem remunerados são descaradamente cínicos e asquerosos, se refastelando nos acertos, chafurdando na lama imoral enquanto o povo mal consegue pagar a conta de luz.

Debocham na cara de todo mundo, com a certeza da impunidade. E se pavoneiam por aí dizendo não ter medo do peso da Justiça. E posam de bons moços em suas mentiras e hipocrisias.
Parecem de nada valer os exemplos e consequências que se sucedem em nível nacional e mostrados diariamente nos noticiários.

Um político lagunense noite dessas num encontro social, rodeado de gente de sua laia que lhe sorria sorrisos puxa-sacos de 32 dentes, dizia:
- O negócio é dinheiro no bolso, a Laguna que se f...
Um asqueroso metido a besta que criou uma lãnzinha e se acha. Como se seu passado e presente não os condenasse.
Depois, se pego com a mão na cumbuca vai dizer que não sabia de nada. E fingir entrar em depressões.

Mas os grandes culpados são também muitos eleitores lagunenses que, sem maiores análises e ponderações, por meros interesses pessoais, elegem esses políticos muitas vezes perpetuando-os nos cargos.
E eles, mandando uma banana para o povo, continuam urdindo planos, confabulando acordos e composições das mais esdrúxulas com vistas às próximas eleições.

Bem feito pra todos nós.

Conta atrasada da iluminação da Ponte Anita Garibaldi está em R$ 162 mil

Em nove meses, a conta atrasada de luz da Ponte Anita Garibaldi, da Laguna, já chega a R$ 162 mil.

Por decisão judicial, a Celesc mantém o local iluminado.
O valor atrasado é do período de setembro de 2015 a maio deste ano.

(PS: Só não entendi por que "a prefeitura da Laguna foi procurada e não atendeu as nossas ligações”, como frisa o final da reportagem. Não existe assessoria de imprensa para isso? O pessoal anda tão ocupado assim?).

Reportagem está no G1. Clique aqui para assisti-la. 

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Alô, alô, responde...

Tancredo Neves, cuidadoso como todo bom político mineiro, costumava dizer que telefone era só para marcar encontro. E mesmo assim em local errado.
Eis uma lição que alguns políticos lagunenses ainda não aprenderam.
Há quem fale por aí mais do que o homem da cobra, como se dizia antigamente.
O peixe morre pela boca, diria também um manezinho do nosso litoral, num ditado dos mais conhecidos, verdadeiro e quase sempre nunca seguido.

Depois vêm as surpresas...

terça-feira, 14 de junho de 2016

Festeiros de Santo Antônio dos Anjos 2017

1.   Amanda Francisco Maggi   
2.   Chirlei Silva                       
3.   Germania Pinheiro            
4.   Luciana Fernandes Pereira
5.   Mariela Reinol da Silva      
6.   Maria Heloisa Fernandes   
7.   Mariana Pereira da Silva    
8.   Silvania Cappua Barbosa  
9.   Zilda Preus                

10.        Alfredo Correa da Silva
11.        Antonio Luis dos Reis
12.        Adelson Bento Machado
13.        Carlos Roberto Prudêncio              
14.        Carlos Alberto Rocha                     
15.        Danilo Henrique de Oliveira          
16.        Gustavo Henrique                          
17.        Mauro Candemil                            
18.        Rubens Bonenelli Bitencourt

Quem te viu quem te vê...

Sujeito numa farmácia aqui do centro, enquanto aguarda atendimento, diz a balconista que é nascido na Laguna, de família tal, mas que mora há muitos anos em São Paulo, ou Rio de Janeiro, não sei bem.
A atendente pergunta se ele retornou para morar na Laguna.
Ele responde que não, que só veio pra festa de Santo Antônio e completa:
- Imagine se eu vou voltar a morar neste fim do mundo.

Eis exemplo de um m...

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Artista plástica Suyan de Melo expõe no hall do Fórum da Laguna

A rotina na sede da comarca da Laguna foi quebrada há alguns dias, com a instalação da Exposição Coisa-Poema nº 2 da servidora e artista plástica Suyan de Melo, que se dedica à produção literária e visual.
A artista plástica Suyan de Melo. Fotos: Ramon Cancelier/Comarca de Laguna
A atividade integra a programação da VII Semana do Meio Ambiente do Poder Judiciário de Santa Catarina.
Os trabalhos refletem a paixão da autora pela reutilização e reaproveitamento de materiais desde a infância.

As 12 peças têm um traço em comum: são feitas com materiais que, de outra forma, acabariam no lixo.
Papel, plástico, embalagens e conteúdo de vidros de esmalte de unha, aparas de tecidos, madeira salvada na praia, restauro de peças em madeira abandonadas, madeira de demolição, rolhas de cortiça, sombrinhas, guarda-chuvas, calendários, bijuterias, chaves, cadeados, embalagens de comprimido, selos usados, e até eucatex de roupeiros descartados, entre outros, compõem as obras.

"Tudo e cada coisa sendo sempre pensada singularmente, em técnicas que mesclam colagem, assemblagem, pintura, desenho, mosaico, frotagem, costura e tear, num processo que traduz a curiosidade, a necessidade e principalmente a liberdade de criar", resume Suyan.
A exposição, aberta na segunda-feira (6/6), teve prorrogada sua visitação até a próxima sexta-feira (17/6). 

Fonte: Sala Imprensa/TJSC

***

Ao Blog, Suyan de Melo disse: “As peças expostas são trabalhos que faço desde sempre e sempre focando a questão do impacto do descarte de lixo na natureza”.

Para quem vai visitar a exposição, não deixe de participar da interatividade proposta na tela 'Cor da pele - um arco-íris para a Constelação Farana'. Por um mundo mais verde, artístico e divertido’.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Lageanos visitam Laguna. É o banner que ainda rende

Uma comitiva da Fundação Cultural de Lages está nesta quinta-feira em nossa cidade para apresentar um pedido formal de desculpas aos lagunenses pelo ocorrido com o tal texto e charge contidos no banner.
O fato, por incrível que pareça, ainda rende.
Já disse aqui: Ah!... Se todos os nossos problemas provocassem tanta celeuma.

Os lageanos foram vistos hoje almoçando no restaurante Caiçara, no Balneário Mar Grosso e certamente saboreando a nossa culinária, principalmente a tainha e o camarão. Prefeito Everaldo os recebeu em seu gabinete hoje à tarde.

A qualquer momento fotos deverão ser postadas no site da prefeitura registrando o importante momento. Inclusive com o texto formal das desculpas.

Falta agora uma comitiva lagunense dirigir-se até Lages para, juntamente com o escritor, fumarem o cachimbo da paz. Ou sorverem um chimarrão.

***
Atualizando às 19h: Não disse? Pois o fato foi postado no site da prefeitura agora há pouco, inclusive com fotografia do encontro. E se não foi uma comitiva, foi um diretor da Fundação Cultural de Lages, Gilson Máximo de Oliveira e mais a assessora de comunicação Tânia Borges. Aqui.

Cidade vai ficando às escuras

Aos poucos, Laguna vai ficando às escuras em sua iluminação pública. Já são centenas de lâmpadas queimadas nas ruas e avenidas de bairros e centro.
Sabe-se que há uma determinação judicial proibindo a prefeitura e a empresa de prover a manutenção da iluminação, por conta de pendengas na licitação.

Impossível não existir um saída judicial para o caso.
Há recursos para tudo hoje em dia, ainda mais quando o problema afeta diretamente a segurança de toda uma população.
Comenta-se a existência de uma liminar autorizando os serviços. Mas se existe não foi ainda oficialmente divulgada pela prefeitura.

Há ruas, como a Almirante Lamego, no bairro Campo de Fora, onde são dezenas de lâmpadas queimadas e/ou pifadas por causa de reatores, etc.
A avenida João Pessoa, no Magalhães, está completamente às escuras há muitas semanas. Moradores cansam de reclamar e nada acontece.
Que beleza!

No sábado, a Transladação do padroeiro será com saída da Paróquia Nª Sª dos Navegantes, passando por ali. 

Governador, vice, deputados, vereadores e demais autoridades, se nada for feito até lá, serão testemunhas in loco do breu que assola a cidade.

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Humberto Costa assume Planejamento

Prefeito Everaldo dá posse ao secretário
Humberto, à esquerda. Foto: Divulgação/PML
Assumiu no dia de hoje, como secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico Social da prefeitura Laguna, o servidor efetivo Humberto da Silva Costa.

O novo responsável pela pasta, engenheiro agrimensor, tem 52 anos de idade e 29 de trabalho como funcionário público. O secretário já esteve à frente da pasta em outras duas oportunidades, de forma interina.
O secretário Humberto atuava no departamento de análises de projeto, já na própria secretaria de planejamento
Vários colegas funcionários, e alguns vereadores, indicaram seu nome ao cargo. O que foi aceito pelo prefeito Everaldo.

Apesar de ter ficado surpreso com a nomeação ressalta a intenção de suas ações. “Temos uma série de questões que vamos precisar rever. Minha meta é, sem dúvidas, assessorar o prefeito Everaldo da melhor forma possível. Vamos dar continuidade das obras e nas obrigações”, pontua.

Humberto também elogia a atual equipe. “Não vai haver grandes alterações na equipe. São muito bons e sei que tenho o apoio deles. Eu espero, na verdade, poder realizar algumas pequenas ações que visam melhorar a vida do cidadão em coisas que percebo no dia a dia no município”, completa.

O prefeito Everaldo dos Santos enfatiza a nomeação. “O Humberto é uma pessoa que conhece a equipe e os trabalhos. Ele estará à disposição da população e de quem precisar, com informações sobre os assuntos do planejamento”, explica.

Superdimensionamento para um banner caricatural

Vão me desculpar, mas penso que estão superdimensionando ou superestimando o banner caricatural do sujeito lá de Lages.

Merece repúdio o tal trabalho? Sim, claro que merece, inclusive com a exigência de um pedido formal de retratação à cidade e seus habitantes pelo ocorrido. 
Mas daí à dimensão que o assunto está tomando vai uma longa distância. Acho que já deu, basta!

Ah! Se todos os problemas da Laguna fossem desse quilate... Se houvesse a mesma reação e indignação das pessoas com tantos maus feitos proporcionados pelos governantes.

Ah!, se mais ações judiciais fossem feitas por atos de péssimos gestores.
Ah!, se notas de repúdios fossem assinadas por eleitores decepcionados com atitudes de certos políticos da Laguna.

Ah!, se toda essa indignação e revolta fossem transferidas pelos eleitores na hora de votar, se manifestassem nas urnas por ofensas e desrespeito aos nossos esperançosos votos ...

Por que, me pergunto, um banner considerado malcriado e ofensivo, recebe tantas repulsas e críticas, enquanto outros problemas muito mais sérios, que afetam diretamente a população da Laguna, passam despercebidos? Por que quase sempre paira um silêncio obsequioso sobre eles?

Sujeito errou, foi infeliz na ideia, na charge e no texto. Pretendeu fazer humor com um assunto sério, polêmico. Em tempos taxados de politicamente incorretos, é um perigo. Não se pode mais "brincar" com nada. 

Com a reação das pessoas pelas redes sociais, deve ter visto a bobagem que fez. A essa hora arrependido-se amargamente. Bem por isso já se desculpou nas mesmas redes sociais.
A própria Fundação Cultural de Lages também emitiu nota sobre o ocorrido, assim como a rede de supermercados.

As desculpas deveriam vir em correspondência oficial? Acho também.
Mas pergunto: e daí agora?
Querem mais o quê? Soltar os leões? Baixar o polegar como os romanos? Crucificar? Tirar o escalpo do cara?

E os monumentos históricos abandonados na Laguna? E a perda do acervo Garibaldino do Rau da Fundação Lagunense de Cultura pra Udesc?
E a iluminação pública que vai se apagando em todas as ruas dos bairros e centro? E os buracos nas ruas? E o prometido centro de zoonose? E as 18 câmeras de monitoramento da Guarda Municipal que não funcionam? E a segurança da população? E a Biblioteca Pública Romeu Ulysséa com centenas de livros encaixotados por falta de estantes?

Esses problemas não merecem também o repúdio? A indignação nas redes sociais? O estardalhaço? O boicote?

E a falta de remédios? E as escolas que estão despencando? E as obras prometidas e nunca realizadas? E os pontos turísticos abandonados? E o estacionamento de ônibus de turismo à beira da Lagoa? E as obras do Mercado Público que estão paradas?

Também não merecem passeatas, medidas judiciais, notas de repúdio de entidades e indignação?

terça-feira, 7 de junho de 2016

Todas as câmeras da Guarda Municipal da Laguna estão desativadas

Conforme matéria inserida no Jornal Notisul, todas as 18 câmeras de videomonitoramento da Guarda Municipal da Laguna estão desativadas.

Diz a reportagem que “Há duas semanas havia sido divulgado que uma empresa já havia ganhado a licitação e iniciado os trabalhos. Mas, na sexta-feira (3), um funcionário confirmou que continuam desligadas”.

Já quanto à Polícia Militar, apenas sete das dez câmeras estão funcionando. O equipamento é considerado essencial na segurança pública através da supervisão e investigação.
Os equipamentos foram adquiridos em 2012 através de convênios entre Ministério da Justiça, Secretaria de Segurança Pública e Prefeitura.


P S: Eis um sério problema de segurança em nosso município, que também merece demonstrações de indignações em postagens e comentários em redes sociais e notas de repúdio de políticos e entidades.

Por que somente esse clamor popular contra o banner do sujeito lá de Lages? Laguna está cheia de problemas merecendo igual ou maior reação e indignação de todos.