quinta-feira, 25 de abril de 2013

Blog em recesso

Tendo em vista que tenho de me dedicar a algumas pesquisas históricas, este blog entra em recesso por 90 dias. (Prorrogáveis ou não). 

Até lá e fiquem com Deus.

Projeto pretende eliminar a reeleição

Senador Aécio Neves (PSDB) e pré-candidato à Presidência da República elabora projeto onde propõe a extinção da reeleição presidencial, governadores e prefeitos e ampliação de quatro para cinco anos os mandatos de todos os eleitos.
Uma vez aprovada, a regra passaria a valer a partir das eleições do ano que vem.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Vereador Kek pode assumir secretaria

Nos bastidores políticos comenta-se que o vereador Kleber Roberto Lopes da Rosa - Kek (PP), no bojo da reforma administrativa que vai acontecer até junho, pode assumir a titularidade de uma secretaria na prefeitura da Laguna, provavelmente a de Desenvolvimento Econômico e Social.
No lugar do Kek na Câmara, assumiria Peterson Preto Crippa (PP), primeiro suplente do partido.

Reforma administrativa na prefeitura da Laguna é para breve

Antônio do Santos, presidente do PMDB municipal da Laguna esteve no programa Jornal da Comunidade, de João Batista Barreiros nesta quarta-feira, pela Rádio FM Vitória.
Compareceu à entrevista como secretário da Fazenda e confirmou que sua portaria foi assinada no início de março deste ano.
(Mas já está valendo? Foi publicada no Diário Oficial? Então por que no site da prefeitura ainda consta Luiz Paulo de Resende como secretário designado? E quem seria seu secretário-adjunto?)
PS: Dia seguinte a esta matéria, o site da prefeitura finalmente foi atualizado.

Enfim, entre muitos assuntos adiantou que vem aí um novo modelo de gestão na prefeitura.
“Vamos deixar a máquina mais ágil, a máquina está um tanto pesada”, afirmou Antônio dos Santos.
A chamada reforma administrativa deve realmente provocar sensíveis mudanças na estrutura da prefeitura, inclusive com enxugamentos de secretarias e alterações em seu organograma.
Nos bastidores comenta-se que a reforma que está sendo preparada, deve acontecer até o mês de junho próximo.

Estação rodoviária da Laguna voltou a funcionar

A estação rodoviária da Laguna já voltou a funcionar normalmente. Toda a cobertura do espaço foi refeita, com a troca do telhado.

O local ficou interditado devido aos estragos causados pela tempestade, que ocorreu no final do mês de março.
Os recursos para reestruturação do local foram fornecidos pelo governo municipal.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Deu no Blog do André Reis

Blogueiro André Reis divulgando em seu Blog que o ex-prefeito da Laguna Célio Antônio assume semana que vem uma diretoria nacional do Iphan, em Brasília.
E completa seu comentário dizendo que membros da administração passada “estão sendo amparados pelos municípios vizinhos onde a sigla venceu as últimas eleições”.

Não é somente em Tubarão e Imaruí, meu caro André. Aqui mesmo na Laguna vários membros do governo passado também estão sendo contratados em cargos de confiança pela atual administração de Everaldo dos Santos/Ivete Scopel.
Aliás, alguns nem chegaram a desembarcar.

Projeto de Extensão Pré-Vestibular Comunitário da UDESC

O Projeto de Extensão Pré-vestibular Comunitário da UDESC oferecerá, como já vem acontecendo nos últimos dois anos, um INTENSIVÃO preparatório para o Concurso Vestibular UDESC 2013/2 nas quatro semanas que antecedem a prova.
Serão quatro semanas de resoluções de exercícios  abrangendo todas as disciplinas cobradas na prova.

De segunda à sexta, das 19h às 22h, do dia 13 de Maio ao dia 7 de Junho.
As inscrições serão feitas presenciais nos dias 9 e 10 de Maio na sala do Centro Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo nas dependências do CERES - UDESC no período da manhã das 9h:00m às 11h:30m e no período da tarde das 15h:00m às 17h:30m.
Serão 60 vagas e a seleção será feita por ordem de chegada, sendo a preferência dada aos alunos da rede pública de ensino do município da Laguna.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Quem duvida é louco

Em política, quem duvida é louco.
Você prezado leitor, suado contribuinte e eleitor, duvidaria, por exemplo, se o PMDB desembarcasse do governo Raimundo ano que vem, lançando candidaturas próprias ao governo do estado e ao senado?
O senador Luiz Henrique da Silveira em entrevista publicada neste fim de semana no DC duvida dessa decisão, já que todos os peemedebistas companheiros teriam que deixar os cargos comissionados (e aí, vai encarar?) e Luiz Henrique não vê isso como viável. E também diz que não seria candidato ao governo do estado. “É impossível, é ilusório”. “Este é meu último mandato eletivo”, afirma. E para presidência do senado, não vai nada?

E como fica o PSDB catarinense que nem foi citado na entrevista e nas composições futuras? Deputado Marcos Vieira diz que se não fosse o PSDB Luiz Henrique não teria sido eleito governador em 2002.

E que tal se em junho próximo o deputado Mauro Mariani fosse eleito presidente do PMDB estadual, tendo como vice outro Mauro, o lagunense Candemil? E se ano que vem Mariani se afastasse da presidência do partido e fosse candidato à vaga de senador, assumindo então Mauro Candemil a presidência da sigla?

E se a ala do PT que quer lançar candidatura própria ao governo do estado saísse vitoriosa, e Mauro Cláudio Vignatti fosse o nome de consenso na cabeça de chapa?

E se o governador Raimundo Colombo (PSD) na falta do PMDB, compusesse com o PP, tendo como seu vice ao governo do estado o deputado Esperidião Amin?

E se aqui na aldeia, ano que vem, no mesmo palanque montado para Dilma estivessem lado a lado, aos abraços, o prefeito Everaldo dos Santos e o ex-prefeito Célio Antônio?

E se o PP ocupasse a candidatura da primeira suplência ao senado (a principal seria do PT-Ideli Salvatti) com forte nominata para deputado federal e estadual?

E se a tríplice virasse quíntupla aliança? (PSD/PMDB/PSDB/PT/PP?)

E se todos vivessem em plena harmonia? Sem serem oposição, todos pertencendo à situação, sem jamais fazer política com o fígado? Todos bonzinhos em auréolas resplandecentes?
Imaginem todos os políticos convivendo numa corrente pra-frente e única, um nirvana pleno, atingindo o clímax do gozo (epa!) de uma paz onde todos fossem contemplados em suas aspirações e desejos? (E muitos cargos, evidentemente).

E se... E se...

Fazer oposição nos dias de hoje é pra gentinha ou os chamados raivinhas que vivem a olhar pelo retrovisor e a relembrar teimosamente incoerências, péssimas administrações, promessas, críticas, decisões e opiniões emitidas no passado.

Ser oposição hoje e olhar pra trás “vira mulher de Ló, estátua de sal”, como prega o senador Luiz Henrique da Silveira.
Deve-se olhar sempre pra frente, para 2014, 2018, 2022... Em planos infinitos, imortais, compondo as mais esdrúxulas alianças em nome de um todo universal, chamado, simplesmente, de governabilidade, onde entram, participam e se aglutinam os mais estranhos elementos, muitos deles já escorraçados pelo voto popular. É cobra com cobra, aranha com aranha e jacaré com jacaré.

Nada de bater em adversários, aliás, nem adversários há mais para bater. Eles surgem somente quando das campanhas, nos discursos de palanques, iludindo os otários dos eleitores que ainda crêem em mudanças e se indispõem com familiares e amigos.
Passada a refrega, o calor da campanha, tudo se ajusta num eterno jogo de faz de conta, onde o placar não sai nunca do zero-a-zero.

Em política tudo pode acontecer, questão de momento e rearranjos. Nós eleitores e contribuintes é que já estamos enjoados e desarranjados com tanto sapo para engolir. Haja Plazil. Haja Sonrisal.

Enquanto eles vão se ajeitando lá em cima em suas confabulações políticas e acertos futuros, nós a massa ignara aqui de baixo, da planície, tão descrentes e desesperançosos que estamos nos últimos anos, vamos vivendo e convivendo com uma realidade bem diferente, onde:

A Educação Ó...
A Saúde Ó...
A Segurança Ó...
E o salário Ó...Ó...Ó...

sábado, 20 de abril de 2013

Antiga estação rodoviária da Laguna

Quem não se recorda deste prédio aí da foto? (Os que têm menos de 30 anos talvez não lembrem). Durante anos foi ponto de embarque/desembarque de passageiros, antiga estação rodoviária da Laguna. Fiz a foto poucas semanas antes de sua derrubada, em 1988. no começo da década de 90.
Foi construída na década de 40, inaugurada em 1945, durante a gestão do prefeito Giocondo Tasso (01/03/36 a 02/01/48). Foram construtores Paulo e Pedro Mendonça.

Nossa antiga rodoviária, situada na Rua Gustavo Richard, foi plataforma de estação. De “Encontros e Despedidas”, como na música de Milton Nascimento e Fernando Brandt, interpretada por Maria Rita:

“A plataforma desta estação é a vida deste meu lugar. Tem gente que vem e quer voltar, tem gente que vai e quer ficar. Tem gente que veio só olhar, tem gente a sorrir e a chorar”.

É evidente que a Estação a que se refere Milton/Brandt, é a vida que não termina com a partida.

“Todos os dias é um vai e vem”(...)

Ônibus bem sujos, não? No fundo o Posto Esso
Aliás, o próprio Milton Nascimento há alguns anos cantou essa música num palco montado bem ali, praticamente onde era a Estação.
Estação rodoviária é  um local principalmente de olhares... Olhares breves, rápidos, passageiros...
Estação Rodoviária respira vida. Gera expectativas. Quem chega? Quem parte?
É meio de contato com o mundo. Local de sonhos e decepções. De corações aflitos, de angústias e emoções, alegrias e tristezas.  Saudades...

“E assim chegar e partir são só dois lados da mesma viagem”.

A antiga rodoviária era também refúgio de bêbados, malandros, cambistas, bicheiros, engraxates. Possuía dois bares (Café e Bar Central), lanchonetes, lados Norte e Sul, e agências rodoviárias. Lembro-me das empresas Santo Anjo, Alvorada, Critur... Na parte de cima funcionava alguns escritórios de despachantes, fotos Vieira e Santana, auto-escola Santo Antônio. Subia-se ao piso superior por uma escada lateral, estreita, meio caracol, mal-cheirosa, mal iluminada. Ao lado, à entrada, na calçada estreita, tradicionalmente uma placa e o cartaz do filme que o Cine Roma exibia. (outro cartaz, este do Cine Mussi, ficava defronte à Farmácia Sebolt, na rua Raulino Horn).

O cartaz do Cine Roma e a cadeira de engraxate eram parte do cenário
“Me dê uma abraço, venha me apertar, to chegando. Coisa que gosto é poder partir sem ter planos. Melhor ainda é poder voltar quando quero”.

Quem não lembra do seu “Maneca Camiseta”, como era carinhosamente chamado, sempre por ali, com seu radinho a pilha ligado e sintonizado nas Rádios Globo ou Tupi, com frio, chuva, vestindo camiseta física, ou de mangas curtas, por isso o seu apelido?
Seu Maneca, quando solicitado, ia levar e buscar, a qualquer hora, muitos estudantes, senhoras e moças que chegavam ou partiam de madrugada.
Quando batia o vento sul, salve-se quem puder, o local virava uma geladeira. Uma lestada, então, molhava toda a plataforma.

O prédio foi demolido no último ano do governo do prefeito João Gualberto Pereira (1985-1988) Nelson Abrahão Netto (1989-1992) para ampliação e reurbanização da citada avenida. E para melhorar o desfile de carnaval que já vinha sendo realizado no local desde 1987. Em três dias os entulhos foram retirados.

Escritório da empresa Santo Anjo e a banca de alho, laranja...

Junto ao prédio da rodoviária, havia na rua Gustavo Richard duas edificações, uma de cada lado, fazendo extrema, que serviam para abastecimentos de veículos. Verdadeiramente postos de combustível, de tamanhos para os padrões de hoje, considerados minúsculos.
Mas eram nesses locais que os motoristas da Laguna abasteciam seus carros. Lembro-me que o situado ao Norte (Atlantic) era de propriedade do progenitor do advogado Sandro Cunha, seu Nilton Cunha.
O outro posto, Esso, ficava defronte à rua XV de Novembro, de propriedade dos Irmãos Cabral, Carlos e Francisco.
Aliás, observe na foto, bem no centro, o prédio do extinto Hotel Paraíso, e à direita, a Casa Comercial Rodolpho Luciano Pereira (pai da d. Bega, do Juka da Livraria, não tem?).


Foi o ex-prefeito Nelson Jorge Tadeu Zanini quem transferiu o carnaval de trios elétricos e/ou carros de som, para o bairro Mar Grosso, já que o Centro Histórico estava sendo destruído a cada folia de Momo. O Jardim Calheiros da Graça, na Praça Vidal Ramos, virava teatro de guerra, ficando ao final da festa completamente destruído.
Mas isso é outra história que já contei aqui tempos atrás.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Sobre o fechamento da seccional da Unimed da Laguna

Sobre o fechamento da seccional da Unimed em nossa cidade, algumas informações começam a ser prestadas.

Paulo Cereja abordou em seu programa
Radialista Paulo Cereja em seu programa das 7 às 8 horas na Rádio Transamérica também abordou o problema e repassou as informações ao vereador Andrey Pestana de Farias.
Cereja, em comentário deixado aqui no Blog, escreveu:

Precisamos urgentemente fazer "alguma coisa", radialistas, blogueiros, prefeito, vereadores, classe médica, enfim... O comentário da Maria de Fátima foi preciso, iremos perder "algo" e enfrentar a BR para sermos atendidos. Não podemos ficar esperando”.

Renato Souza recebeu explicações da assessoria de imprensa
Após a leitura da notícia aqui nesta página, o blogueiro Renato Souza disparou telefonemas e e-mails e recebeu do assessor de comunicação JB Guedes da Unimed de Tubarão o seguinte:

“Em resposta ao seu email, informamos que, devido a modernização do sistema de autorizações e a criação do SAC 0800 6450221 (24 horas por dia, 7 dias por semana)  que responde todas as dúvidas dos usuários, verifica a situação de pedidos de autorização de cirurgias e agenda consultas, entre outras informações e esclarecimentos de quaisquer dúvidas, a Unimed Tubarão resolveu fechar o escritório físico em Laguna.  Mas o atendimento não será prejudicado com esta medida, bastando utilizar o 0800 6450221 e ser atendimento normalmente, tirando todas as suas dúvidas e obtendo as informações que solicitar, com a comodidade de sem sair de casa ou de seu local de trabalho.
Estamos em fase de adaptação para brevemente, em data a ser definida, fechar o atendimento presencial”.

Vereador Andrey Pestana de Farias buscou informações e vai abordar na Câmara
Pois o vereador Andrey Pestana de Farias iria abordar o fechamento na sessão da última quarta-feira, mas em virtude das comemorações do aniversário do Hospital, o grande expediente foi cancelado. Mas ele buscou maiores informações junto ao gerente da entidade em Tubarão, que lhe informou:

“É bem provável que seja irreversível, vai fechar, mas ainda não há data. Pode ser mês que vem ou no outro”.

Conforme o vereador, o gerente lhe garantiu “Que as liberações, autorizações de consultas e exames de alta complexidade não precisarão de liberação em outra cidade, serão feitas diretas no médico”.

O gerente também informou que a Unimed está baixando custos, mas quer garantir mais comodidade, e que terá a maioria dos serviços on line pela internet.
O vereador Andrey argumentou então que muitos não acessam a internet (mais humildes, idosos, por exemplo), e foi informado que:

“Por isso as autorizações de exames serão feitos nos consultórios e que dúvidas podem ser retiradas pelo 0800. Afirmou ainda que estão implementando uma ouvidoria conforme cobrança da ANS e que não haverá desconfortos”.

O vereador Pestana ainda sugestionou ao gerente da Unimed de Tubarão que o Poder Público poderia buscar algum apoio, como alugueis mais baratos ou cessão de espaço, para que o escritório continuasse na Laguna. Quem sabe o empresariado lagunense, através de seus órgãos de classe pudesse buscar algum apoio para eles.
O gerente informou que se houvesse algo a ser feito entraria em contato com o vereador.

Na próxima sessão da Câmara, o vereador Andrey Pestana de Farias deve abordar em plenário sobre o fechamento do escritório da Unimed em nossa cidade.

Pintando e repintando

Lembra daquela nota feita aqui semana passada cobrando as faixas de segurança para pedestres que se encontram apagadas como também as faixas divisórias horizontais para estacionamentos de veículos?
Pois esta semana funcionários do Departamento de Trânsito municipal (Jadson, Rochinha & Cia) inclusive no período noturno para não atrapalhar o trânsito, estão pintando e repintando todas as sinalizações da cidade.
Na rua Gustavo Richard, por exemplo, já foi toda efetuada. E o serviço continua nas demais vias.
Melhor Assim.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Nos bastidores

Nos bastidores políticos comenta-se que o engenheiro Mauro Vargas Candemil pode assumir o comando do PMDB estadual, com apoio do vice-governador Eduardo Pinho Moreira. Será?

Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa completamente diferente, diz o "velho deitado"

Uma confusão que a gente sempre ouve e lê por aí, por parte de políticos e algumas autoridades em seus discursos e que dá um sentido à língua portuguesa completamente contrário ao que na verdade se quer dizer, é a seguinte: "Ir ao encontro e ir de encontro. Vejamos:

 “Ir ao encontro de” significa “aproximar-se” ou “concordar”.

Exemplos didáticos criados por este Blog:

O secretário da Educação e o prefeito vivem às mil maravilhas, pois as ideias de um vão ao encontro as ideias do outro, mesmo que alguns por aí queiram a cabeça do primeiro. Conseguirão? Façam suas apostas.
(O secretário da Educação e o prefeito vivem às mil maravilhas, pois as ideias de um concordam com as ideias do outro, mesmo que alguns por aí queiram a cabeça do primeiro. Conseguirão? Façam suas apostas).

Na última segunda-feira, defronte a uma cafeteria, o prefeito foi ao encontro do ex-prefeito e abraçou-o com respeito e educação, apesar de ter herdado uma dívida que praticamente inviabilizou o início de sua administração.
(Na última segunda-feira, defronte a uma cafeteria, o prefeito  aproximou-se do ex-prefeito e abraçou-o com respeito e educação, apesar de ter herdado uma dívida que praticamente inviabilizou o início de sua administração).

 ########

“Ir de encontro a” significa “ir contra”, “discordar”.

Exemplos didáticos criados por este Blog:

Um grupo de sete vereadores vai de encontro ao outro grupo de seis vereadores, mas numa futura reforma administrativa é bem provável que todos fumem o cachimbo da paz.
(Um grupo de sete vereadores é contra ao outro grupo de seis vereadores, mas numa futura reforma administrativa é bem provável que todos fumem o cachimbo da paz).

O carro foi de encontro ao muro, mesmo após a construção de uma lombada no leito da rua.
(O carro foi contra o muro, mesmo após a construção de uma lombada no leito da rua).

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Fecha a tradicional Casa Otto

Um dos mais tradicionais estabelecimentos comerciais da Laguna, e um dos mais antigos (mais de 60 anos) e que ainda permanecia em atividade, a Casa Otto, situado no centro histórico, fechou suas portas em definitivo no último sábado.
Situada na esquina das ruas Tenente Bessa com Raulino Horn, e propriedade de Otemar (Otto) Caio Pereira, falecido em novembro do ano passado, a empresa vinha sendo “tocada” por sua filha Adriana.
Mais de seis décadas no ramo de armarinho e aviamentos, além de carpetes e cortinas e depois confecções e vestuário.
Outra memória da Laguna que desaparece.

Continua em plena atividade comercial a segunda loja Casa Otto, administrada pelo filho Otemar Caio Pereira Filho, o Otinho, também situada na rua Tenente Bessa e que promete novidades para breve.

Dos meus arquivos. A antiga Casa Otto, onde hoje se situa um novo prédio (Edifício Judith Batista) e onde funciona no térreo uma lanchonete, defronte à rua Gustavo Richard.
Após, a Casa Otto se transferiu para o meio do quarteirão (pouco depois do pedestre, à esquerda, na foto) até a esquina da rua Raulino Horn. No poste o nome de Diomício Freitas quando o empresário foi candidato a deputado federal, em 1962.


Amigos ouvintes...

Já são cinco os profissionais do rádio lagunense contratados pela atual administração municipal da Laguna, governo Everaldo dos Santos/Ivete Scopel.
Além de Celso Fernandes e Vânio Santos, respectivamente, secretário de Comunicação, e adjunto; João Batista Cruz assumiu como assessor na secretaria de Assistência Social; e João Souza Júnior, o Dão, na secretaria de Saúde. Já João Carlos Constantino, gerente da rádio Difusora, é secretário-adjunto da secretaria de Obras.
E até onde se sabe, têm mais radialistas esperando para entrar. Porque a fila anda.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Unimed vai fechar na Laguna

Soube esta manhã que a seccional da Unimed na Laguna vai fechar a partir do dia primeiro de maio vindouro.
Para atendimento, somente em Tubarão ou Imbituba, municípios vizinhos.
Que algum vereador levante a questão em busca dos motivos e se há condições de reverter.

sábado, 13 de abril de 2013

Primeiros 100 dias na área da Saúde da Laguna

Um dos secretários mais atuantes da atual administração municipal da Laguna de Everaldo dos Santos/Ivete Scopel, sem dúvida é o da Saúde, Felipe Remor, que vem recebendo muitos elogios pelo seu trabalho.
Pois recebi do secretário uma Prestação de Contas, uma avaliação de sua área nesses primeiros três meses de governo. Pela importância e transparência, publico nesta página.
De acordo com o secretário, que é farmacêutico e já foi gerente da Saúde na 19ª SDR, o primeiro trimestre foi de resultados positivos nas ações de saúde.

Vejamos:

De início, a fila de espera por exames e consultas especializadas diminuiu cerca de 30%. Foram realizados exames e consultas de pacientes que esperavam por seis meses a quase três anos, entre eles colonoscopia, endoscopia, ecocardiograma, consultas com urologista, infectologista, neurologista, cardiologista e psicólogos.

A rede de saúde do município está sendo reorganizada. O primeiro passo foi reunir todos os profissionais da área para planejar esta nova estrutura. Para as unidades de saúde foram contratados novos 14 médicos. Para a policlínica Paulo Carneiro, seis médicos especialistas também foram contratados: cardiologista, psiquiatra, cirurgião geral, gastroenterologista, cirurgião geral especializado em traumatologia torácica e cirurgião do aparelho digestivo.

Através de processo seletivo, 64 agentes comunitários de saúde assumiram o cargo esta semana para atuar nas comunidades. Dando prioridade aos servidores concursados, serão convocados outros profissionais nas áreas de enfermagem, fisioterapia, educação física, fonoaudiologia, fiscalização sanitária, técnico de enfermagem, assistência social e motorista. Através de processo seletivo também serão efetivados novos serviços gerais, agentes de endemias e enfermeiros.

Na área de oftalmologia, onde havia uma lista de espera de 748 pacientes, foi feito um credenciamento da clinica de oftalmologia Dr. Leonardo Delpizo para atendimento a consultas, exames e cirurgias oftalmológicas dos usuários do SUS.

Com a contratação de um psiquiatra especialista em problemas com crack e álcool, melhorou o programa de saúde mental do CAPS. Na área de saúde bucal, foram feitas as manutenções das cadeiras odontológicas, que estavam sem funcionamento. A farmácia básica está com atendimento regularizado e cerca de 90% do estoque de medicamentos. Foi realizada uma licitação de medicamentos no valor de R$ 950 mil.

O transporte de pacientes para outras cidades foi dividido em dois turnos, pois antes tinham que esperar o dia inteiro para retornar à Laguna. Consultas pela manhã têm retorno ao meio-dia e à tarde sai outro veículo para consultas neste período. Está em fase final de licitação a renovação da frota, com aquisição de quatro veículos no valor de R$ 150 mil, para as comunidades da Ilha, Ribeirão Pequeno e Caputera.

O município, como parceiro do Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos, mantêm o convênio no valor de R$ 49.500 para o plantão médico e R$ 19 mil para o anestesista. As dívidas deixadas pela gestão anterior com o hospital no valor de R$ 63 mil foram quitadas, além de dividas com hospitais de Florianópolis. As ambulâncias da secretaria estão sendo transferidas para os atendimentos do hospital.

Uma nova sede, ao lado da rodoviária, foi alugada para o SAMU, facilitando o atendimento de emergência do município.
A secretaria pretende investir cerca de R$ 5 mil este mês para melhorias no abrigo de cães, além da realização de castrações que começaram este ano, para controle de natalidade. Está em trâmite um convênio para a prestação de serviços para o atendimento destes animais e realizar também um lado social atendendo as pessoas carentes e seus animais de estimação do município da Laguna.

O secretário salientou que será implantada uma nova sede para a secretaria municipal de saúde, para melhorar o atendimento e adequar o espaço aos usuários do SUS.

Obras que estão para serem inauguradas:
1- Unidade de saúde do bairro Esperança, final de abril;
2- Unidade de saúde do Mar Grosso, em maio;
3- Unidade de saúde do Magalhães, em junho;
4- Unidade de saúde da Vila Vitória, em julho.

Obras para receber ordem de serviço:
1- Academia de esporte no bairro Progresso, no valor de R$180 mil
2- Reforma da Casa de Acolhimento Infanto-Juvenil, no bairro Campo de Fora, no valor de R$ 47 mil.

Obras solicitadas pela Secretaria de Saúde ao Ministério da Saúde para 2013:
- Ampliação da Unidade de Saúde da Barranceira
- Ampliação da Unidade de Cabeçuda
- Ampliação da Unidade da Caputera
- Ampliação da Unidade de Saúde do Ribeirão Pequeno

Projetos Futuros:
- Continuação da Implantação dos 10 leitos adulto da Unidade de Terapia Intensiva no Hospital Senhor Bom Jesus dos Passos
- Implantação da Unidade de Pronto Atendimento 24 horas na localidade da Ilha.
- A ser implantado Projeto de Serviço Residencial Terapêutico
- Implantação da Unidade de Acolhimento Infanto-Juvenil na localidade de Campo de Fora.
- Implantação de um Canil Municipal adequado, com uma boa infraestrutura e uma qualidade de vida para estes cães.
- Implantação de mais 3 Equipes de Saúde da Família, ficando com 15 Equipes dentro do município.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Primeiro aniversário da Valentina


Comemorando seu primeiro aniversário neste sábado, tendo como local da festa, a WR9 Arena, em Tubarão, a linda Valentina, filha de Fernando Barreiros (Karol Bittencourt) Machado.
Valentina é um raio de luz a iluminar os caminhos de pais, avós e tios.
Nossos parabéns.

Você é a criança,
que um dia vai crescer!
É a promessa,
que vai se realizar!
É a esperança
da humanidade se entender!
É a realidade
que o adulto precisa ver...
e também aprender a ser...

Garopaba continua linda

À exemplo da nossa Laguna, Garopaba continua linda em suas belezas naturais.
Ferrugem, Siriú e Gamboa são as praias que se destacam no município. Sem falar na praia do Rosa, esta pertencente à Imbituba, mas com acesso por Garopaba.

Chama a atenção a quantidade de pousadas, centenas, muitas delas consideradas cinco estrelas. E o movimento nas praias continua intenso, mesmo com o fim da temporada de verão. Bons restaurantes, com ótimos preços. No período noturno os barzinhos da moda e suas baladas, ficam lotados, com suas atrações musicais e muita gente bonita. Há muitos problemas também, evidentemente, nem poderia ser diferente.

Mas Garopaba continua com seu aspecto de vila de pescadores, numa enseada bucólica, tranquila para embarcações e acolhedora para seu povo e visitantes.


quarta-feira, 10 de abril de 2013

Monumentos públicos ao abandono e na escuridão

Vereadores Rodrigo Luz de Moraes e Antônio da Silva (PR) requereram ao prefeito Everaldo dos Santos que determine ao órgão competente da Administração Municipal a instalação de “ILUMINAÇÃO POTENTE” nos seguintes espaços públicos:
a) Pátio de estacionamento e de embarque e desembarque de passageiros na Estação Rodoviária Municipal;
b) Praça Donga Mattos, conhecida como praça do Destak Lanches, sito à Av. Senador Gallotti, nº 26, bairro Mar Grosso;
c) Monumento ao Trabalhador, grandioso monumento conhecido como a rótula das “Estátuas”.

“Os acima citados espaços públicos, além da óbvia importância que tem para Laguna, precisam ser revitalizados a exemplo da ótima iluminação pública recentemente instalada defronte ao Ginásio Bertoldo Werner.
As medidas também se fazem necessárias por questões de segurança pública, haja vista que a má iluminação hoje existente naqueles locais, propiciam a aglomeração de elementos suspeitos e de usuários de drogas”, argumentam os vereadores.

Vereadores Rodrigo Luz de Moraes e Antônio da Silva, não são somente esses locais que precisam de iluminação pública. Além das dezenas de postes no centro e bairros que continuam, após 100 dias de governo, com suas luminárias queimadas, a quase totalidade dos monumentos públicos da Laguna também continua abandonada e às escuras. Placas de bronze foram furtadas e nunca mais repostas.
Com exceção da Estátua de Nossa Senhora da Glória que está iluminada, TODOS, repito, TODOS os monumentos públicos, históricos da nossa cidade estão no abandono e na escuridão, precisando urgentemente de limpeza, revitalização e iluminação potente. Precisa de projetos para isso?

Na mais completa escuridão estão:

a)        Praça e Monumento  de Tordesilhas;
b)       Estátua e Museu Anita Garibaldi;
c)        Busto de Garibaldi;
d)       Casa de Anita;
e)        Estátua do fundador da Laguna, Domingos de Brito Peixoto;
f)          Busto de Clito Araújo, herói lagunense/brasileiro da FEB, morto na Segunda Guerra;
g)         O busto de Jerônimo Coelho e monumento à maçonaria, ainda são iluminados pelas lâmpadas da Praça, mas bem merecem uma iluminação direta e exclusiva.

Outro local que há meses encontra-se também na mais completa escuridão são as Docas do centro histórico, lugar aprazível, com suas canoas e barcos, verdadeiro cartão-postal. No governo anterior dois holofotes nas extremas foram lá instalados, mas queimados, nunca foram substituídos.
Penso que paralelo à elaboração de grandiosos projetos em busca de verbas para o turismo e cultura, a médio e longo prazo, deve-se, repito, fazer-se a lição de casa.
É o que a população no mínimo espera e para isso 16.669 (64,69%) eleitores votaram, esperançosos por uma Laguna diferente e melhor.

terça-feira, 9 de abril de 2013

“Na” Laguna; “da” Laguna

Já publiquei este texto, mas não custa nada relembrar, até porque a toda hora chegam novos leitores por aqui.

Leitores indagam por que sempre grafo em meus escritos como sendo “na” Laguna ou “da” Laguna.
Sempre aprendi nos bancos escolares que a regra geral diz que todo topônimo originário de um acidente geográfico é antecedido pelo artigo definido.
(Que os professores Jairo Baião e Elisabete Mussi não me deixem mentir).
Quando tratar-se de acidente geográfico e a palavra for feminina, a exemplo da nossa Laguna, deve-se usar o “da”, ou se for o caso “na”.
Então o correto é usarmos “da” Laguna; “na” Laguna e não “de” Laguna ou “em” Laguna.

Vejam o exemplo do estado da Bahia.
(Bahia, acidente geográfico).
Ninguém diz governo do estado “de” Bahia ou estou “em” Bahia, ou Assembleia Legislativa “de” Bahia.

No caso do Recife (acidente geográfico), é palavra masculina, é ele o Recife, portanto é “do” Recife; “no” Recife e não “em” Recife ou “de” Recife.

Programas jornalísticos da televisão, principalmente Rede Globo e seu Jornal Nacional, grafam e pronunciam corretamente o artigo definido, quando de topônimos.

PS: Parabéns ao Hospital de nossa cidade, através de sua administradora Regina dos Santos, que escreve corretamente em correspondências, sites e faixas, a expressão "Hospital da Laguna".

Não existe bairro “de” Magalhães

É muito comum na publicidade e em reportagens veiculadas por algumas de nossas rádios, a informação: “bairro de Magalhães”.
Dói aos ouvidos.
Na verdade, o correto é se dizer e escrever, simplesmente, bairro Magalhães.
A preposição “de” na expressão, é um erro, está a mais, está sobrando. Ou alguém diz: bairro de Mar Grosso; bairro de Progresso?
Dizendo-se “bairro de Magalhães”, está se dizendo na verdade que existe um bairro dentro do outro.

A festa continua

Lembram daquela novela da proibição de manobras de jet-sky no canal dos Molhes, para proteção dos botos, inclusive com a colocação de canos de concreto impedindo o seu acesso?
Pois no último fim de semana, com a temporada da safra e pesca da tainha chegando, as embarcações faziam a festa no local. Canos foram quebrados e retirados e os acessos ficaram livres. A revolta era grande por parte de pescadores e populares.
Quem resolve?

Apagadas

Além das faixas de segurança para pedestres que encontram-se apagadas (sinalização horizontal), as faixas divisórias amarelas para estacionamento de veículos também não existem mais, principalmente por toda a extensão da rua Gustavo Richard.
Quem resolve?

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Vale somente o tal do QI (Quem Indica)

Quando vejo alguém assumindo um cargo completamente estranho a sua formação, fico pensando com meus botões: como pode? Falta no mínimo bom-senso e autocrítica do indicado e também de quem o indicou.
Na iniciativa privada isso é praticamente impossível. Sem experiência ninguém é contratado, há que se entrar até como estagiário e galgar degraus, aprendendo. Ou passar em concursos, o que muita gente não consegue, porque não quer estudar.
Aliás, há mais de cem vagas nas obras da ponte, mas a grande maioria quer é uma boquinha numa prefeitura. Dá mais status, sabe? E é somente meio expediente. Na verdade estão a procura de cargo não de serviço.

Sujeito assumir um cargo de primeiro escalão seja ele no âmbito da administração municipal, estadual ou federal, sem entender bulhufas do que vai assinar, do que vai conversar com técnicos da área e decidir, é muita ousadia. Mas é o que mais acontece por aí.
E não me venham com aquela historinha de que se ele for bem alicerçado, se estiver bem assessorado, vai se dar bem. Prosódia. Conto da carochinha, papo furado. Não vai se dar bem não! Vai ser, no mínimo, um joguete, um pau-mandado, um sim Senhor! E os resultados vão sobrar para alguém, principalmente a população.

Por exemplo:

Um político (ou não) que não entende nada de educação, que não sabe o que é a Lei das Diretrizes Básicas da Educação - LDB, que não sabe o que é um sala de aula, que não manja da relação docente-discente, que não leu o Plano Nacional de Educação, que não sabe o que foi o pó-de-giz, não pode se dar bem.

Um político (ou não) que não entende nada da Saúde, que não é da área, não tem perfil nem curriculun, que mal sabe diferenciar um melhoral de uma cibalena, não pode se dar bem.

Um político (ou não) que não entende nada de engenharia, não sabe ler um projeto, não sabe argumentar com um ajudante de pedreiro quanto vai de cimento e areia, um cálculo estrutural, o que é sustentabilidade, o que é mecânica de solos, não pode se dar bem.

Um político (ou não), que assuma uma pasta de cultura, mas que não conhece pessoas ligadas á área, nunca participou de um lançamento de livro, desconhece atores e grupos teatrais, músicos, artesãos, folclore, é alheio, em suma, a história da cidade, não pode se dar bem.

Um político (ou não) que assuma, junto com assessores, uma pasta de turismo, mas nunca viajou, não conhece outras paragens, nada organizou em entretenimento, nem almoça fora ou participou de uma reunião do setor, não pode se dar bem.

Que o leitor me desculpe, mas sou pragmático. Cada macaco no seu galho. Pode até ser indicado, faz parte do processo político, infelizmente neste Brasil varonil, mas tem que ser dentro de seu metiê. Fora disso é improvisação, é acomodação de apaziguados.

Além do mais, por todos os atos, decisões ou ausência delas, tomados por subordinados quem deve responder e assumir responsabilidades, é quem foi eleito para governar. Foi nele em quem votamos. Não escolhemos assessores de primeiro, segundo ou terceiros escalões. Não vale transferir culpas, buscar culpados. E desculpas já ouvimos muitas nos últimos anos, votamos por mudanças.

Evidentemente hoje em dia vale exclusivamente o tal do QI (Quem Indica) e quase que exclusivamente a filiação partidária e votos arrecadados.
Há muitas exceções por aí. Mas o tal do QI é o que conta. Tristemente.

sábado, 6 de abril de 2013

Conjunto Ases da Melodia

Dos arquivos de dª Asta Marie Peressoni Teixeira Ramos:
Década de 50. Conjunto de harmônicas "Ases da Melodia".

Da esquerda para a direita, em pé: Francisco Pfeil Stiker; Claudio Rodrigues de Araujo Horn e Vergis Araujo Duarte.
No mesmo sentido, abaixo: Erwin Rubi Peressoni Teixeira; Tito Lívio Baião e Newton Vaz.
Bons e musicais tempos.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Nota de falecimento +

Sepultado esta semana em nossa cidade, Mário (Marinho) Nobre, aos 53 anos.
Marinho sempre foi gente fina, desprendido de muitos valores efêmeros da sociedade. Era presença constante da juventude alegre, de uma Laguna diferente que não existe mais. Irmão do Raimundo Nobre que com sua Valéria sempre estiveram ao seu lado, na saúde e na doença.

Na década de 70 e início da de 80, quando o conheci, era funcionário nas oficinas do Jornal Semanário de Notícias, de Luiz Paulo Carneiro e depois encampado no início do governo de Mário José Remor (1977-1982) pelo Jornal O Renovador, cuja redação e oficina era situada no início da rua Raulino Horn, onde hoje está instalada, em nova edificação, uma cafeteria. A foto do Marinho defronte aos linotipos da Marianni, é do Gê.
Sentimentos aos familiares e amigos.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Tal e qual. Os exemplos são muitos

Pesquei lá do Blog do sempre atento Renato Souza, que por sua vez foi buscar no Blog do Meira Jr.
Vejam se não é a mais pura verdade, o que mais acontece por aí, inclusive em nossa cidade. Meira Jr. fala de secretário-otoridade, mas não precisa chegar a tanto.
Tem sujeito que basta assumir um carguinho qualquer para mudar completamente, transformar-se, metamorfosear-se, se achando o rei da cocada preta. Misto de petulância e arrogância. E some das ruas, não conversando com mais ninguém, esquecendo amigos e familiares. Sempre com pressa, alegando compromissos e inúmeros afazeres.

Muitos imploram pelo cargo em gabinetes de prefeito e vice, chegam a derramar lágrimas, invocando até doenças em familiares. Depois saem dizendo nas rodas que foram convidados para o cargo. E esperam que a gente acredite? Pois sim!
E até quem trabalhou contra nas eleições se acha no direito de ser aquinhoado com alguma chefia.
Mais feio, em minha opinião, é quem contempla os inimigos políticos com cargos e benesses em detrimentos dos verdadeiros amigos que estavam ao lado quando foi necessário, que vestiram a camisa, como se diz.

Inimigo político será sempre inimigo político e quanto mais distante melhor, porque perto estará observando tudo e todos, testemunha de vista e atento à primeira oportunidade de fincar o punhal da traição. A história nos ensina, mas há quem se ache muuuuiiito esperto e não aprende ou se deixa levar por assessores, sei lá. Depois não adianta se lamuriar.

Leiam a nota do Meira Jr., citada e transcrita pelo Renato Souza, com o título:

“Otoridade”

Aqui em Florianópolis – como em outras cidades – basta uma publicação de nomeação de uma secretaria tal para o cara inchar o peito e se achar autoridade no assunto, mesmo que não saiba de porra nenhuma. Lembro de um caso recente de um secretário abordado por um contribuinte que queria dar uma sugestão e ele, estufando o peito, respondeu:
- Eu conheço tudo dessa cidade. Tipo assim, não te mete pangaré que eu sou a “otoridade” no assunto”.

E completa e complementa o Renato em seu Blog:
“-Mas não é que é verdade mesmo, tal e qual muitas cidades e reinos por aí”.

No chafariz, na década de 50

Dos arquivos fotográficos de Carlos Augusto Baião da Rosa. (Clique na foto para ampliá-la).
A turma de estudantes, em 1954 no chafariz, abafava, praticando o chamado footing no Jardim Calheiros da Graça e onde fumar ainda era charme:

Em pé: Sérgio Araújo, Carlos Augusto Baião da Rosa, Gilson Prates, Walmor de Oliveira Sobrinho, Otávio Teixeira e José Borges.
Sentados: Antônio Ernesto Bento, Idênio Alves, Enio Prates e Dante Tasso Júnior.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Vigilância Sanitária interdita prédio do Centro Administrativo Tordesilhas

Como medida de saúde pública,  a Vigilância Sanitária interditou, por tempo indeterminado, o Centro Administrativo Tordesilhas nesta segunda-feira, dia 1 de abril. O espaço abriga grande parte da estrutura administrativa do Governo Municipal (prefeitura), além da 19ª Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), cartório, rádios, várias lojas e outros órgãos públicos. 

De acordo com o fiscal da Vigilância Sanitária, Alex da Silva de Bem, a interdição ocorreu devido a vazamentos oriundos da laje da edificação, cuja água estagnada entrou em contato com fezes de aves, principalmente pombos, gerando grande risco à saúde pública. A contaminação é ocasionada pelo fungo cryptococcus neoformans, onde a transmissão se dá por meio de inalação.

No auto de intimação entregue ao administrador do centro Tordesilhas, o espaço é alugado, está à imediata limpeza, higienização e desinfecção e sanitização de toda edificação, compreendendo também a parte superior da laje.

Com os fortes ventos da última semana, mais de 70% do telhado do Centro Administrativo foi atingido. A água da chuva em contato com as fezes começou a invadir os departamentos municipais causando um forte odor, assim como, chegando pela rede elétrica e de internet. O Corpo de Bombeiros já esteve no local e a Defesa Civil do Estado.

***
P S : É uma vergonha que até hoje a prefeitura da Laguna não tenha um prédio próprio onde possa reunir toda a administração pública municipal em sua sede e por isso tenha que pagar altos aluguéis.
Promessas aconteceram, como sempre, mas não foram concretizadas. Na administração passada falou-se em construir a prefeitura naquele terreno da antiga dunas (eucalipteiro) ao lado do Comendador Rocha; ou em terreno do Laguna Internacional. Nada seguiu adiante.
O prefeito que realizar essa antiga reivindicação há tanto tempo aguardada, entrará para a história político-administrativa lagunense.
Laguna merece.