sexta-feira, 24 de julho de 2015

Quem deu o nome “Anita Garibaldi” à ponte da Br-101?

O povo costuma dizer, em sua sabedoria, que filho feio não tem pai.
Já para filho bonito é bem capaz de aparecer mais de um progenitor.
Com a Ponte Anita Garibaldi inaugurada, surgiu na cidade uma dúvida sobre quem teria proposto o nome da nossa heroína à ponte.

Logo o ex-prefeito Célio Antônio, como por encanto, ressurgiu das cinzas e nas conversas e em entrevista a uma rádio, puxou para si a paternidade do nome, dizendo que o batismo aconteceu quando da visita a Laguna da presidente Dilma Roussef em seu primeiro mandato, na área do porto, para a assinatura da Ordem de Serviço para construção da obra.

Foi em 21/05/2012. O então prefeito sugestionou o nome de batismo Anita Garibaldi em seu discurso, e logo após a presidente encampou a ideia.
Vejamos:

De fato, depois de enaltecer Anita Garibaldi e sua história, lá está no discurso do então prefeito:
(...) “O Governo Federal através do PAC traz neste momento, governador Raimundo Colombo, uma das obras mais emblemáticas para Santa Catarina – a ponte da Cabeçuda – do Canal da Laranjeiras ou quem sabe presidenta Dilma – a Ponte Anita Garibaldi,  que solucionará o maior gargalo da Br 101 Sul e destravará o desenvolvimento do sul do estado”.
(...)

A presidente ao discursar logo após, deu seu apoio formal, afirmando:
(...) “E, por isso, hoje eu estou muito feliz de estar aqui dizendo e vendo e presenciando essa ordem de serviço para iniciar as obras da construção da nova ponte Anita Garibaldi. Eu assumo com todos os catarinenses, as lideranças catarinenses aqui presentes, os senadores, os deputados federais e o governador esse compromisso de dar a essa ponte o nome de uma heroína brasileira. De fato, uma heroína de dois mundos, não é, do Brasil e da Itália, da Europa e da América Latina. Mas uma heroína que honra muito nós, mulheres brasileiras, catarinenses, e que nos dá muita alegria, porque era uma mulher corajosa, era uma mulher determinada, era uma mulher de fibra. Nada mais do que justo que essa nova ponte sobre a Lagoa do Imaruí tenha o nome de Anita Garibaldi” (...)

Tudo certo, então? Posto assim, é o que parece. Com isso, Célio Antônio passou a denominar-se o “pai da criança”, linda criança por sinal, a embelezar ainda mais a paisagem da nossa Laguna e a desafogar o gargalo do trânsito da BR-101-Sul.

Há um porém nessa história
Mas nem tudo é o que parece ser. Há um porém nessa história. E a história para valer tem de ser contada na íntegra. Não vale somente narrar o trecho que nos interessa.

Célio Antônio se esquece de mencionar que antes, quase um ano antes da visita da presidente, dos discursos enaltecedores a Anita e da assinatura da Ordem de Serviço, o então deputado federal catarinense Ronaldo Benedet, do PMDB (atentem, não é deputado do PT), já havia apresentado na Câmara Federal o Projeto de Lei nº 2.324/2011, de 15/09/2011.

E o que dizia esse Projeto em seu Art. 1º?
“Passa a denominar-se “Ponte Anita Garibaldi” a ponte que será construída na travessia da Lagoa da Cabeçuda e do Canal Laranjeira da duplicação da BR 101/Sul, no Município de Laguna – SC”.

Depois, no Senado, em 2014, o Projeto virou Projeto de Lei da Câmara nº 19/14. E foi também aprovado.

Projeto virou Lei nº 13.128 assinada por Michel Temer
Este ano de 2015, o Projeto do deputado Ronaldo Benedet tornou-se Lei nº 13.128, sancionada em 26 de maio de 2015 pelo vice-presidente da República Michel Temer no exercício do cargo de Presidente da República.

***
Eis os fatos. Somente os fatos. Que o leitor tire suas conclusões.

***
Anexos:
Projeto de Lei nº 2.324/2011, de 15/09/2011:

Projeto de Lei da Câmara no Senado Federal nº 19/14:
http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getPDF.asp?t=147043&tp=1

Lei nº 13.128, de 26/05/2015:
http://legis.senado.leg.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=249363&norma=268874

Um comentário: