sexta-feira, 25 de maio de 2018

Câmara barra viagem do vice-prefeito ao exterior

Vereadores da Laguna, em sessão realizada na noite de ontem, barraram por 7 X 5, o projeto de Decreto Legislativo nº 001/18, solicitando licença para o vice-prefeito Júlio Willemann empreender viagem particular de vinte dias ao exterior. O período compreendia de 7 a 22 de junho deste ano.
De acordo com o Art. 75 da Lei Orgânica do Município, o prefeito e o vice-prefeito, além de residirem no município, não poderão ausentar-se do mesmo por mais de 15 dias, salvo em caso de férias ou licença, ou viajar para fora do país, sem prévia autorização legislativa.

As justificativas para os votos contrários foram inúmeras. Algumas risíveis. Da greve dos caminhoneiros, situação sócio-econômica do país, às festividades em honra ao padroeiro da cidade.

Mas o motivo maior certamente foram as críticas/cobranças endereçadas ao Legislativo "disperso da coisa pública" contidas no memorando enviado ao prefeito e escrito pelo vice há poucos dias. Mostra que, mesmo com a posterior ida de Willemann ao Legislativo para explicações e pedidos de desculpas, o fato não foi assimilado assim tão facilmente e ficou entalado na garganta da maioria dos representantes. A não aprovação da viagem teria sido o troco? A vingança é um prato com sopa que se toma fria?
Veja como foi a votação nominal, com ausência do vereador Waldomiro Barbosa Andrade (PMDB):

Contrários:
Kleber Roberto Lopes Rosa – PP
Osmar Vieira – PSDB
Thiago Alcides Duarte – PMDB
Patrick Mattos de Oliveira – PP
Rogério Medeiros – PP
Rodrigo Moraes – PR
Cleosmar Fernandes - PMDB
  
Favoráveis:
Roberto Carlos Alves – PP
Peterson Crippa da Silva – PP
Adilson Paulino – PSD
Rhomening Rodrigues – PSDB
Nádia Tasso Lima – PMDB

2 comentários:

  1. Acho que foi raivinha por causa da carta.
    Edson de Jesus

    ResponderExcluir
  2. Kkkk. Vai fazer falta no crescimento da cidade??!

    ResponderExcluir